book_icon

Sendinblue apresenta estudo “da pegada de carbono’ gerado no envio de e-mail

Segundo o estudo, descobriu-se que um e-mail produz 0,174 g de CO2, enquanto uma carta enviada pelo correio produz uma média de 19,5 g de CO2, confirmando a sustentabilidade do e-mail em relação ao correio tradicional

Sendinblue apresenta estudo “da pegada de carbono’ gerado no envio de e-mail

A Sendinblue, uma das plataformas de marketing digital tudo-em-um, apresenta os resultados de seu projeto para calcular a pegada de carbono do e-mail, e determinar o impacto ambiental das campanhas de e-mail para ajudar as empresas a medirem os efeitos e reduzirem as emissões.

O projeto alerta sobre a responsabilidade social que as empresas devem ter e aponta como as emissões adicionais de CO2 podem ser evitadas ao dinamizar as operações da empresa e adicionar novas integrações de plataforma.

A análise mediu a quantidade de tempo gasto na plataforma SIB, bem como todas as campanhas enviadas no período de 1 de janeiro a 31 de dezembro de 2020  

Segundo o estudo, a Sendinblue descobriu que um e-mail produz 0,174 g de CO2, enquanto uma carta enviada pelo correio produz uma média de 19,5 g de CO2, confirmando a sustentabilidade do e-mail em relação ao correio tradicional. Para colocar isso em perspectiva, uma campanha média da Sendinblue de 1 milhão de e-mails produz 175kg de CO2, enquanto um anúncio de televisão de 30 segundos nos EUA produz o dobro do nível de emissões.

A análise mediu a quantidade de tempo gasto na plataforma SIB, bem como todas as campanhas enviadas no período de 1 de janeiro a 31 de dezembro de 2020. O GHG Protocol Corporate Standard classifica as emissões de GEE de uma empresa em três “escopos”:

Emissões de Escopo 1: as emissões diretas são provenientes de recursos de propriedade da empresa e controlados por ela. Incluem, por exemplo, a frota de veículos da empresa, instalações etc.

Emissões de escopo 2: essas emissões são relacionadas à energia, são a produção de energia comprada de um fornecedor de serviços públicos. Por exemplo, eletricidade, gás etc.

Emissões de escopo 3: essas emissões indiretas não pertencentes à empresa e são provenientes de viagens de negócios, compras, centros de armazenamento de dados, dispositivos que enviam e recebem e-mails.
Você encontrará todas as informações sobre o estudo na página de destino: https://pt.sendinblue.com/pegada-de-carbono/.

A Sendinblue também mediu o impacto ambiental das emissões diretas, como aquecimento das instalações da empresa; emissões indiretas, como compra de eletricidade para as instalações da empresa; e emissões indiretas não próprias, como viagens de negócios e compras, e descobriu que a empresa produziu o equivalente a 4.552 toneladas de CO2 em 2020.

Depois que a equipe de liderança da Sendinblue avaliou a análise, a empresa identificou quatro maneiras de reduzir diretamente sua pegada de carbono, que inclui: educar os funcionários para tomar decisões responsáveis, desenvolver uma política de compras de RSC da empresa ao selecionar novos fornecedores, identificar e apoiar iniciativas ambientais, e desenvolver novos recursos para reduzir o impacto de carbono da plataforma.

“Esta análise mostrou que as empresas devem preferir o e-mail para comunicação e nos fez priorizar novas mudanças em nossa plataforma, como criar modelos de e-mail sustentáveis e adicionar uma data de validade para e-mails, para minimizar o impacto nos servidores”, disse Laura Parra, Brand & Communications Lead da Sendinblue no Brasil.

“A iniciativa é um passo em nossa jornada para a sustentabilidade ambiental. Devemos nos responsabilizar à medida que nosso planeta continua a aquecer. Esta análise define um padrão para nossa indústria, ilustra uma estrutura clara para agir e mostra a nossos parceiros e consumidores que estamos assumindo a responsabilidade ao criar medidas acionáveis para limitar nossas emissões”, completa.

Para continuar a jornada de sustentabilidade, a Sendinblue desenvolveu um simulador de emissões para sua plataforma, que oferece aos clientes a oportunidade de calcular a emissão de carbono de uma campanha de e-mail. O simulador revela as emissões de CO2 com base em e-mails enviados e é ajustado com base na localização, visto que as emissões de carbono estão mudando drasticamente de país para país.

A análise da pegada de carbono da Sendinblue foi conduzida pela Aktio em 2021 para aprimorar sua estratégia de responsabilidade social corporativa e informar futuras integrações de plataforma.

Serviço
pt.sendinblue.com/pegada-de-carbono

impacto 'da pegada de carbono'

Laura Parra

Sendinblue

Últimas Notícias
Você também pode gostar
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.