book_icon

Gartner aponta três tendências tecnológicas para sustentabilidade

A consultoria avalia que a transição para uma economia net-zero será tão disruptiva quanto a revolução industrial ou a revolução digital

Gartner aponta três tendências tecnológicas para sustentabilidade

A sustentabilidade da Nuvem, a medição da pegada de carbono e o software avançado de gerenciamento de rede são as três tecnologias emergentes de sustentabilidade ambiental que alcançarão a adoção inicial em um a três anos, de acordo com a Gartner. “A sustentabilidade ambiental não pode ser responsabilidade de apenas alguns setores – para que nosso clima seja protegido, os negócios sustentáveis ​​devem ser uma prioridade global”, disse Annette Zimmermann, vice-presidente de Pesquisa do Gartner. “A transição para uma economia net-zero será tão disruptiva quanto a revolução industrial ou a revolução digital, exigindo novas tecnologias, modelos de negócios, estratégias e processos”, completou.

O Gartner estima que entre 5% e 20% das organizações investem em software de gerenciamento de grade avançado hoje, mas essa porcentagem crescerá substancialmente nos próximos um a três anos

O caminho para um futuro net-zero criará novas oportunidades para provedores de tecnologia e serviços que desenvolvam as tecnologias subjacentes para permitir negócios sustentáveis. O Gartner identificou três tecnologias emergentes que terão o impacto mais imediato para a sustentabilidade ambiental:

Sustentabilidade na Nuvem

A sustentabilidade da Nuvem é o uso de serviços em Nuvem para obter benefícios de sustentabilidade nos sistemas econômicos, ambientais e sociais. Consiste na operação e entrega sustentável de serviços em Nuvem por um provedor de serviços, bem como no consumo e uso sustentável de serviços em Nuvem.

“Os serviços de Nuvem pública oferecem grande potencial de sustentabilidade com sua capacidade de centralizar as operações de TI e operar em escala usando um modelo de serviço compartilhado, resultando em maior eficiência computacional”, disse Zimmermann. “Os provedores de Nuvem pública também têm uma capacidade única de investir em recursos de sustentabilidade, como mover Data Centers em Nuvem para ficarem fisicamente localizados perto de fontes de energia renovável”, explicou.

Nos próximos três anos, os provedores de Nuvem estarão sob crescente pressão para ter uma estratégia climática transparente e um roteiro claro. De fato, o Gartner prevê que, até 2025, as emissões de carbono dos serviços de Nuvem em hiperescala serão um dos três principais critérios nas decisões de compra de Nuvem.

Medição da Pegada de Carbono

A pegada de carbono é definida como a quantidade de emissões geradas pela atividade humana. A pegada de carbono de um determinado produto ou serviço de tecnologia abrange três escopos de emissão:

Escopo 1: Emissões diretas de fontes próprias ou controladas
Escopo 2: Emissões indiretas da geração de energia comprada
Escopo 3: Todas as emissões indiretas (não incluídas no Escopo 2) que ocorrem na cadeia de valor da empresa relatora, incluindo emissões a montante e a jusante.

As emissões do Escopo 3 são as mais difíceis de medir, mas em algumas empresas elas podem representar mais de 95% do total de emissões. O Gartner espera que as tecnologias de medição da pegada de carbono tenham uma adoção significativa à medida que as organizações ampliam seu foco para todos os três tipos de emissões e aumentam a transparência dos relatórios. O crescimento de tais ferramentas será apoiado pela proliferação de sensores ambientais habilitados para IoT que aumentam a quantidade, qualidade e pontualidade da coleta de dados.

“Em última análise, todas as organizações terão de investir em ferramentas de contabilidade de carbono”, disse Zimmermann. “As soluções de software que fornecem medição transparente de carbono e conselhos práticos estão sendo adotadas rapidamente, e o Gartner espera um crescimento contínuo à medida que os recursos de integração progridem”, observou Annette.

Software avançado de gerenciamento de rede

O gerenciamento avançado de rede inclui controle de supervisão e aquisição de dados (SCADA), sistemas de gerenciamento de energia de concessionárias e novos recursos operacionalizados em tempo real que aproveitam modelos físicos e de Machine Learning. Este software é usado pelos operadores do sistema elétrico para monitorar e controlar os recursos de energia em toda a rede elétrica para manter a estabilidade do sistema e adiar investimentos de capital.

O Gartner estima que entre 5% e 20% das organizações investem em software de gerenciamento de grade avançado hoje, mas essa porcentagem crescerá substancialmente nos próximos um a três anos. Até 2026, mais de 60% dos programas de capital das maiores empresas de energia se concentrarão em investimentos em energias renováveis ​​de baixo risco.

“O principal desafio das operadoras de rede é gerenciar a variabilidade do fluxo de energia e a volatilidade do perfil de energia”, disse Annette. “O software avançado de gerenciamento de rede apoiará a transição energética, permitindo que as concessionárias de eletricidade se tornem gerentes de rede ativos, pois equilibram a instabilidade criada pelo aumento dos volumes de energia renovável intermitente”, finalizou.

Serviço
www.gartner.com

Data Center

ESustentabilidade

Gartner

Gerenciamento de Rede

Net-Zero

Nuvem

pegada de carbono

Últimas Notícias
Você também pode gostar
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital
Edição do mês

Leia nesta edição:

Leia nessa edição sobre tecnologia

CAPA | TECNOLOGIA

5G impõe seu ritmo

Leia nessa edição sobre carreira

MERCADO

Brincadeira de gente grande

Leia nessa edição sobre setorial | saúde

GESTÃO

Backup: a última linha de defesa

Esta é para você leitor da Revista Digital:

Leia nessa edição sobre sustentabilidade

NEGÓCIOS

Terceirização de equipamentos

Maio 2022 | #57 - Acesse:

Infor Channel Digital

Baixe o nosso aplicativo

Google Play
Apple Store

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento