book_icon

Hughes apresenta o Chip Internet Comunitária no Brasil

Projeto-piloto no Brasil conecta comunidades inteiras com banda larga acessível

Hughes apresenta o Chip Internet Comunitária no Brasil

A Hughes Network Systems, empresa inovadora em redes de satélite e tecnologias de multitransporte por 50 anos, anuncia  o sucesso de um projeto-piloto feito durante três meses com novo serviço de acesso LTE, chamado Chip Internet Comunitária, em cinco vilarejos no Brasil. Projetado para atender pessoas que vivem fora do alcance das redes de cabo, fibra e celular, o Chip Internet Comunitária cria um hotspot móvel por vários quilômetros que se conecta à internet por satélite. Qualquer pessoa pode acessar o serviço de banda larga com um dispositivo habilitado para LTE simplesmente comprando dados no revendedor local que hospeda o hotspot.

Nosso programa Chip Internet Comunitária exemplifica uma solução multitransporte que combina LTE e satélite para expandir a cobertura àqueles que precisam

Desde o lançamento do projeto-piloto, centenas de pessoas utilizaram o serviço. Uma delas é Ivone Cordeiro, que mora na comunidade de Melancias, em Minas Gerais. “Nós moramos na área rural e o sinal de telefone aqui é muito ruim”, diz. “Agora, mesmo estando a cerca de um quilômetro do centro da cidade, o serviço da Hughes me permite usar internet em minha casa com bom sinal e velocidade, e até usar aplicativos de mensagens ou redes sociais”.

“Conectar a todos é algo necessário, mas nenhum meio de transmissão sozinho pode resolver a exclusão digital”, diz Bhanu Durvasula, vice-presidente da divisão internacional da Hughes. “Nosso programa Chip Internet Comunitária exemplifica uma solução multitransporte que combina LTE e satélite para expandir a cobertura àqueles que precisam. É outra solução que governos e operadoras de rede móvel podem implementar para estender as redes e conectar mais pessoas, com uma boa relação custo-benefício.”

Em cada região, a Hughes integra sua capacidade e equipamentos de satélite de alto rendimento através do sistema JUPITER, com uma pequena célula LTE e um núcleo de rede de código aberto – criando efetivamente uma rede LTE privada. Com essa configuração diferencial, o tráfego do assinante é processado localmente, em vez de atravessar o backlink do satélite para o núcleo da rede central – economizando largura de banda e dinheiro para a operadora quando comparado ao backhaul tradicional.

A Hughes recrutou varejistas locais para hospedar os hotspots do serviço Chip Internet Comunitária e fornece suporte de marketing e treinamento para que eles possam gerenciar as vendas e obter receita.

Thais Barbosa, lojista e anfitriã do hotspot do serviço Chip Internet Comunitária em Melancias, afirma: “A comunicação aqui sempre foi difícil. Passamos dias sem sinal de celular. Agora que as pessoas estão começando a conhecer esse serviço de internet da Hughes, ficaram satisfeitas e minhas vendas aumentaram”.

Semelhante ao serviço Comunidade Wi-Fi da Hughes, que combina um ponto de acesso Wi-Fi com backhaul de satélite para fornecer internet em 50-80 metros, o serviço Chip Internet Comunitária da Hughes atende uma área maior de aproximadamente cinco quilômetros quadrados.

“Este teste piloto comprovou o uso do projeto Chip Internet Comunitária de três importantes formas”, ressalta Durvasula. “Em primeiro lugar, como uma maneira eficaz de conectar os que necessitam de banda larga essencial. Em segundo, para ajudar os negócios locais a obter mais receita. E em terceiro lugar, auxiliar as operadoras a ampliar o alcance da rede móvel de forma rápida e barata – especialmente para pequenas comunidades que, de outra forma, não teriam acesso à Internet.”

Serviço
www.hughes.com.br
www.echostar.com

Bhanu Durvasula

Chip Internet Comunitária no Brasil

Hughes Network Systems

serviço de acesso LTE

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.