book_icon

Por que a terceirização é preferência pela liderança?

Optar pelo outsourcing de processos traz clareza e racionalização de recursos para empresas que desejam aderir à Transformação Digital.

A contratação de serviços de outsourcing, especialmente no que diz respeito à tecnologia, tem se tornado uma prática comum entre empresas brasileiras que buscam automatizar etapas operacionais e conquistar um novo estágio de eficiência e agilidade. Não por acaso, muitas lideranças enxergam na terceirização uma saída positiva para solucionar gargalos sem realizar gastos exorbitantes, fato que poderia comprometer a saúde financeira da organização. Entretanto, é importante compreender que as razões pelo sucesso de iniciativas do tipo não se limitam à vantagem econômica.

As mudanças provocadas por procedimentos terceirizados são numerosas e atingem a cultura corporativa sob diversos aspectos. Não se trata somente de delegar atividades específicas para profissionais preparados para conduzi-las, mas de modificar, de forma ampla, a relação da empresa com o que há de mais transformador em termos digitais nos dias de hoje. Por isso, ao contratar um projeto de outsourcing de TI, o gestor abre as portas de seu negócio para um universo de possibilidades a serem exploradas, impactando seus colaboradores e consolidando um posicionamento mercadológico de destaque.

Automatização ganha um olhar estratégico
Sem o suporte de especialistas no segmento, para uma empresa com pouca ou quase nenhuma expertise em tecnologia, dificulta-se a assertividade por trás da implementação de soluções inovadoras. Em outras palavras, é possível que o líder, junto de suas equipes de profissionais, permaneça alheio aos principais benefícios ligados à automatização, ou seja, poderá faltar um referencial técnico bem estabelecido, que realize um diagnóstico pontual de como e onde a inovação deve intervir.

Por meio da terceirização, a companhia consegue estruturar um departamento de TI capaz de corresponder às demandas apresentadas, contando, por exemplo, com a locação de equipamentos, plataformas de armazenamento de dados e ferramentas de cibersegurança que culminam em uma maturidade digital que agregue valor.

Para os que buscam potencializar a produtividade, otimizar processos, melhorar o monitoramento interno ou até mesmo se aproximar do cliente em uma abordagem que priorize a experiência do usuário, o outsourcing é para todos. E por ser tão democrático, tem angariado um espaço de sucesso no meio corporativo, assumindo uma missão de caráter decisivo em tempos em que o elemento tecnológico é um diferencial competitivo.

É possível ter foco total no Core Business
Tomando como exemplo a perspectiva do gestor, a fim de responder à pergunta que intitula o artigo, além das inúmeras contribuições que citamos anteriormente, a terceirização de processos traz clareza para que a empresa contratante centralize seus esforços no que realmente importa: seu Core Business.

Isso demonstra a importância de se enxergar a delegação de operações com a devida complexidade. Ao redirecionar a tutela de atividades que envolvem a tecnologia, dessa vez para profissionais especializados, que possuem como aporte soluções e equipamentos de última geração, o líder se depara com a oportunidade de liberar seus colaboradores para tarefas mais estratégicas, que os valorizem e estimulem suas principais capacitações. O resultado é um background digitalizado, seguro e orientado à eficiência operacional, servindo de respaldo técnico para que a organização explore o cerne do negócio, em prol de seu próprio crescimento.

Concluindo o texto, destaco que a entrada à era digital depende de iniciativas conscientes e, principalmente, que considerem a verdadeira amplitude do tema. Para lideranças corporativas, esse é um compromisso a ser firmado todos os dias. Entretanto, é importante enfatizar que ninguém está sozinho nessa jornada – o outsourcing é um caminho estável para um novo patamar de desempenho empresarial por meio da inovação.

Por Andrea Rivetti, CEO da Arklok.

Andrea Rivetti

Arklok

outsourcing de processos

terceirização

Transformação Digital

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.