book_icon

Três razões para adotar uma estratégia híbrida de análise de dados

A migração de aplicativos analíticos para a Nuvem é a maneira mais rápida, eficaz e econômica para as empresas garantirem uma maior adesão de colaboradores para o uso da análise de dados e impulsionar a adoção de uma estratégia corporativa de Nuvem. Porém, o que deve ser feito quando não houver recursos financeiros suficientes para fazer toda uma migração de Analytics para a Nuvem? Esperar por um budget adicional não deveria ser a melhor escolha.

A melhor saída para essas empresas consiste em adotar ferramentas que permitam uma abordagem de Nuvem híbrida. Com isso, elas podem acelerar a migração analítica, ao mesmo tempo que impulsionam uma cultura orientada a dados e já dão os primeiros passos para preparar uma abordagem 100% em Nuvem para o futuro.

Desde o início da pandemia da Covid-19, as organizações aceleraram drasticamente as migrações de soluções locais (instaladas em desktops e servidores) para ambientes em Nuvem. À medida que o trabalho remoto cresceu, os investimentos em direção à Nuvem cresceram ainda mais rápido em 2020 do que em 2019, mesmo contabilizando a contração econômica durante a pandemia.

De acordo com a consultoria McKinsey, 87% dos executivos viram esses investimentos como um imperativo estratégico em 2020, citando a capacidade de competir e a transformação dos negócios como as motivações por trás de seus investimentos, enquanto apenas 10% olharam para esses custos como uma tática de corte de gastos. Notavelmente, as organizações com executivos com mentalidade estratégica – e não com a visão de contenção de despesas – relataram o dobro do crescimento da receita em 2020.

Tendo a vantagem competitiva como o principal benefício, o Gartner cita dados bem executados e recursos de análise como “os principais aceleradores dos esforços de digitalização e transformação de uma organização”. A capacidade de uma empresa de tomar decisões mais rápidas, bem embasadas e estratégicas é fundamental para sua capacidade de sobreviver e prosperar na economia digital emergente.

Uma coisa importante: tenha em mente que migrar os aplicativos analíticos para a Nuvem antes ou simultaneamente com os dados subjacentes acelera a capacidade de entregar valor aos usuários na forma de experiências modernas e centradas em dados que se integram perfeitamente aos fluxos de trabalho diários.

Concentrando-se nas necessidades dos usuários de negócios, a empresa demonstra compromisso com a usabilidade dos dados e preserva a agilidade e a flexibilidade necessárias para equilibrar, com eficácia, as necessidades do usuário com os desafios inerentes a um cenário de dados e tecnologias em constante evolução.

A seguir, veja os três principais motivos pelos quais uma empresa deve migrar suas análises para a Nuvem.

 Acelerar a geração de valor para o negócio
Os investimentos em tecnologia em Nuvem são cada vez mais direcionados por orçamentos de negócios alocados fora da área de TI. Demonstrar o valor do negócio frequentemente, na forma de experiências analíticas modernas que melhoram a tomada de decisão diária, não só fornece resultados concretos e tangíveis para o negócio, mas também garante a maior adesão das áreas de negócios e recursos financeiros para outros esforços de migração de bases de dados.

 Preparar melhor a estratégia de dados para o futuro
Gerenciar um roadmap de tecnologia projetado para durar até dois ou três requer agilidade conforme o cenário muda e novas prioridades surgem. Mesmo com os próprios volumes de informações crescendo exponencialmente, as empresas continuam a estabelecer novos pipelines para a armazenagem de dados estruturados e não estruturados incluindo, conjuntos informações provenientes de dispositivos e sensores IoT e ambientes de Machine Learning e Inteligência Artificial.

Uma abordagem de Nuvem híbrida e ágil para a migração de dados pode ser melhor adotada implementando primeiro um mecanismo de análise que oferece uma experiência de usuário perfeita – mesmo quando a camada de dados evolui continuamente.

Economia de tempo e despesas
As organizações que movem sua infraestrutura analítica para a Nuvem reduzem os gastos em uma média de 30%. Ferramentas que armazenam dados na memória, acessando-os e atualizando-os apenas quando necessário, evitam excessos nos custos da Nuvem enquanto melhoram o desempenho. Além disso, acabam com a necessidade de manutenção contínua, atualizações manuais e gerenciamento de segurança, liberando recursos para a empresa se concentrar na adoção e na consolidação de uma cultura orientada a dados.

Portanto, não espere até que os dados estejam totalmente na Nuvem para entregar análises eficientes. Ao fazer isso, a empresa poderá ficar sem tempo para aproveitar efetivamente seus dados para obter e/ou manter a vantagem competitiva, que, uma vez cedida, pode ser impossível de ser recuperada.

Por Attie Poirier, gerente sênior de marketing de soluções da MicroStrategy.

Attie Poirier

Gartner

MicroStrategy

migração de aplicativos

Nuvem

Nuvem híbrida

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento