book_icon

Neste ano, o programa Wi-Fi Brasil levou conectividade para localidades remotas do País

Programa atingiu a marca de 14,2 mil pontos ativos em três mil municípios brasileiros; a maioria atende a escolas em funcionamento em áreas rurais

Neste ano, o programa Wi-Fi Brasil levou conectividade para localidades remotas do País

O Wi-Fi Brasil avançou em 2021 para levar conectividade e inclusão digital para localidades em áreas remotas, com pouca ou nenhuma conexão. Neste ano, o programa do Ministério das Comunicações – MCom, atingiu a marca de 14,2 mil pontos ativos em três mil municípios brasileiros. Há ainda pontos instalados em fase de aceitação e outros em processo de instalação que, somados aos ativos, chegam a 15 mil. Mais de nove milhões de brasileiros são beneficiados com as entregas, de acordo com informações do Ministério.

“A gente chega em uma comunidade que não tem Internet, coloca essa antena do Wi-Fi Brasil e, a partir daquele momento, em um raio de 200 metros, todas as pessoas daquela cidade têm acesso ilimitado e gratuito. Isso é levar informação para quem não tem, é levar educação”, enfatiza o ministro das Comunicações, Fábio Faria.

Foram assinados acordos de cooperação técnica com o Sebrae e a Fundação Banco do Brasil para a instalação de novos mil pontos de Internet 

Dos pontos de Wi-Fi Brasil ativos no País, a maioria (69%) está em escolas da rede pública, principalmente da área rural, contemplando 2,9 mil cidades. Entre elas Abaeté (MG), Ceará-Mirim (RN), São Gabriel da Cachoeira (AM) e Sena Madureira (AC). Com a chegada da conexão, professores e alunos passam a ter acesso à internet de alta velocidade para fazer pesquisas e buscar informações que fortalecem o ensino.

De acordo com o MCom, a conexão do Wi-Fi Brasil também chega a 663 unidades de saúde, 470 comunidades indígenas, 327 associações comunitárias, 639 unidades de segurança pública, 198 postos de fronteira e em mais de 2,2 mil espaços públicos que atendem diretamente a população.

Faria ressalta a importância do programa para garantir o desenvolvimento do Brasil. “Inclusão social hoje só vem com inclusão digital. Na pandemia ficou comprovado que o serviço de Telecomunicação é essencial. Por isso, não podemos esperar para cumprir a meta de conectar todos os brasileiros”, destaca.

Ampliação do Programa
Este ano o MCom firmou parcerias importantes para expandir o alcance do programa Wi-Fi Brasil. Foram assinados acordos de cooperação técnica com o Sebrae e a Fundação Banco do Brasil para a instalação de novos mil pontos de Internet.

O Acordo de Cooperação Técnica – ACT, com a Fundação BB prevê ainda iniciativas de educação digital com fornecimento de conteúdos educacionais disponíveis na plataforma Wi-Fi Brasil. No ACT firmado com o Sebrae, foram pensadas ações que buscam potencializar a inovação no setor público, visando a conectar os principais laboratórios existentes nas instituições com as pautas, soluções e práticas dos pequenos negócios.

O MCom e a Telebras também assinaram o quinto termo aditivo para expansão do programa. Com a ampliação dos recursos, a quantidade de pontos espalhados pelo Brasil poderá ultrapassar a marca de 26,5 mil, levando Internet Banda Larga via satélite, com velocidades de 10, 15 ou 20 megabits por segundo, Mbps.

Fábio Faria

Ministério das Comunicações - MCom

Wi-Fi Brasil

Últimas Notícias
Você também pode gostar
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.