book_icon

Estudo da Trend Micro mostra os desafios do varejo em 2030

Relatório descreve alguns cenários, como prateleiras e carrinhos inteligentes, uso de robôs e drones nas entregas, e o rastreamento de identidade por meio de banco de dados centralizado

Estudo da Trend Micro mostra os desafios do varejo em 2030

As vendas por canais digitais cresceram nos últimos dois anos, impulsionadas fortemente pela pandemia da Covid-19. Nos primeiros meses do contágio da doença, a cadeia logística de armazenagem e distribuição de produtos sofreu o impacto do aumento do consumo de alguns produtos e das restrições impostas. Muitas empresas perderam prazos e não conseguiram manter os níveis de qualidade das entregas. Foi necessária uma operação de guerra para reestabelecer o atendimento, com a criação de novas rotas logísticas e modais. Mas será que esse cenário poderia ter sido evitado?

Todas essas inovações requerem uma preocupação com a segurança cibernética e privacidade de dados, porque elas já são uma realidade que será amplificada assim como estamos vendo o cenário de ameaças crescer

Estudo elaborado pela Trend Micro, provedora global de soluções de cibersegurança, revela que tecnologia que já existe hoje – como Inteligência Artificial (IA) e Machine Learning (ML) – pode ajudar a prever situações como a que vivemos, organizando a demanda e evitando gargalos nos processos logísticos. O relatório aponta 2030 como a década do varejo e descreve alguns cenários para mostrar que a experiência de compra será composta por muitas tecnologias que trabalharão juntas como, por exemplo, prateleiras e carrinhos inteligentes, uso de robôs e drones nas entregas, e o rastreamento de identidade por meio de banco de dados centralizado.

“As organizações precisam se preparar para esses cenários e para os desafios de segurança, porque a cada dia surgem novas ameaças. Os próximos anos serão importantes para a criação de um ambiente mais seguro para os consumidores e para a definição de uma cadeia de suprimentos de varejo muito mais ágil e inovadora”, destaca Cesar Candido, diretor de Vendas da Trend Micro Brasil.

O levantamento estabelece sete pilares tecnológicos que seriam os facilitadores do futuro do varejo, já levando em conta a expansão do 5G em todo o mundo. São eles: Robotização; Cadeia de Suprimentos; Modelos de Delivery; Experiência de Loja (prateleiras e carrinhos inteligentes etc); Digitalização; Inteligência Artificial e Machine Learning; e Pagamento eletrônico.

Com casas e lojas inteligentes será possível avaliar os níveis de consumo e estoque, e fazer análises preditivas, tendo como base os padrões de comportamento. O uso de drones para entrega e devolução de produtos oferecerá uma experiência de compra mais eficiente e rápida, encurtando as distâncias e criando uma cadeia logística alternativa. Caminhões poderão ser utilizados tanto para a entrega de produtos por drones como para serem transformados em minimercados móveis, com a oferta de itens na porta do consumidor.

Todas essas inovações requerem uma preocupação com a segurança cibernética e privacidade de dados, porque elas já são uma realidade que será amplificada assim como estamos vendo o cenário de ameaças crescer. O setor varejista precisa começar a se preparar hoje para esse novo normal que já começou a ser desenhado durante a pandemia

Serviço
www.trendmicro.com

Inteligência. IA

robô

Trend Micro

Varejo

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.