book_icon

5G: conectividade para transformar o futuro dos negócios na era digital

Todo fim e começo de ano é a mesma coisa: fazemos uma retrospectiva do que passou e, ao mesmo tempo, buscamos as tendências para ajudar a impulsionar o novo ciclo. Nesse cenário, as empresas não são exceção. Este, afinal, é um período bastante importante para definição de estratégias e análises. A verdade, porém, é que um tema tem se repetido nas listas há um bom tempo: o 5G.

Mas, se é verdade que ele parece cada vez mais próximo, também é fato que ainda estamos longe de perceber o real potencial que a quinta geração das conexões de Internet Móvel trará, de fato, às companhias. Por quê? Simples: estamos falando de um ganho exponencial na capacidade de interação entre máquinas, maior capacidade para transformar o Big Data em insights verdadeiramente precisos e muito mais velocidade para a tomada de decisões.

De acordo com analistas do Gartner, a grande diferença entre o 5G e as outras gerações de conexão móvel é o foco que a transformação da tecnologia tem. Em outras palavras, enquanto as anteriores focavam mais no usuário em si, a capacidade desta nova era se concentra diretamente no poder de mobilidade e de inteligência trazida às aplicações, dispositivos, sistemas e tudo o que cerca este vultuoso ecossistema de Tecnologia da Informação digital.

Isso não significa excluir as pessoas da evolução, evidentemente. Ao contrário. A grande transformação o 5G para o mudo está justamente na habilidade de construir ambientes mais inteligentes, integrados e eficientes, que retornarão em ganhos de todos os tipos para os indivíduos – sejam eles clientes, colaboradores etc.

A inovação trazida pelas redes 5G vai além da velocidade na conexão com a Internet. Mais do que isso, este avanço tecnológico significa o impulso a uma nova rota de transformação para o modo como planejamos, conduzimos e propomos os negócios. Em tempos marcados pela demanda por agilidade e eficiência, a evolução das conexões tem tudo para significar o início de uma nova era de oportunidades para o uso inteligente da tecnologia, como um agente para melhorar a rotina em nossas cidades e a eficácia das iniciativas nas empresas, por exemplo.

Estamos falando de enormes possibilidades para ampliar a inteligência das fábricas e melhorar a capacidade de resolver questões como gerenciamento remoto de plantas fabris, gerenciamento completo e preditivo de estoques, gestão de espaços de maneira digital, automação inteligente e muito mais. Com o 5G, caminhamos para integrar sistemas complexos, reduzindo custos, mitigando as chances de erros e maximizando os investimentos em logística, atendimento e produção, entre outros.

Não por acaso, também de acordo com projeções do Gartner, a indústria de 5G deverá crescer 39% em 2021, totalizando US$ 19,1 bilhões – contra US$ 13,7 bilhões registrado em 2020. O número é grandioso, mas vale destacar que a tendência é que esse mercado ainda cresça muito mais nos próximos anos, à medida que o uso de recursos compatíveis com a nova geração de Internet Móvel ganhe escala e que a procura por serviços inteligentes amadureça junto aos consumidores – sejam eles clientes finais ou grandes organizações.

Para tanto, é importante destacar o crescimento de outras áreas que demandarão e ganharão, efetivamente, com a consolidação do 5G. Áreas como a de aplicações de Internet das Coisas (IoT – Internet of Things, em inglês) e ligada ao uso da Inteligência Artificial (IA) são exemplos de segmentos que certamente puxarão as iniciativas para quinta geração da conexão móvel. Com a nova conexão móvel, essas tendências tecnológicas deverão se tornar ainda mais efetivas e trazer maior visibilidade às operações, acelerando a automação de processos e a análise de dados como arma para a melhora contínua da eficiência operacional de seus negócios.

Não por acaso, uma pesquisa da EY indicou que quase 70% dos líderes da área de telecomunicações acreditam que as redes 5G, o IoT e a Inteligência Artificial serão os principais propulsores da transformação digital nas empresas na próxima década. Os executivos de hoje devem entender que a mudança trazida por essas soluções inteligentes é o que guiar´[a a sustentação de seus negócios no futuro. Esse é o único horizonte possível nesse momento.

Com maior velocidade e eficiência, as companhias poderão ascender a uma nova era de digitalização, incluindo a adoção de serviços específicos para o aprimoramento de suas operações. Dessa forma, devemos ver um crescimento dos negócios XaaS (Everything as a Service, em inglês), com serviços customizados para o atendimento das empresas. O objetivo será potencializar a rede de sensores e sistemas instalados gerando mais rentabilidade e eficiência aos negócios.

Em curto prazo, estaremos diante de uma malha hiperconectada, que incluirá desde carros autônomos até equipamentos domésticos e sensores de automação industrial. Isso significa que o 5G representará uma oportunidade para acelerar a transformação das fábricas, integrando e permitindo que novas tecnologias possam ser aplicadas às produções, agregando mais agilidade e dinamismo aos contatos e às ofertas de serviços, produtos e de atendimento.

A quinta geração da conexão móvel será o ponto de partida para mudanças de impacto que ainda estamos apenas começando a descobrir. O que sabemos é que essas alterações valerão a pena – ainda que exijam de nós muito mais atenção à segurança e à tecnologia que utilizamos. Com o apoio dos parceiros certos e da mentalidade voltada à inovação, as companhias têm muito a ganhar com o 5G, criando, de fato, uma rede conectada, inteligente e única.

Por Sandra Maura, CEO da Topmind.

5G

CEO da Topmind

conectividade

Inteligência Artificial -IA

Internet das coisas

malha hiperconectada

negócios na era digital

Sandra Maura

Últimas Notícias
Você também pode gostar
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.