book_icon

SiDi inaugura unidade em Manaus e abre novas vagas para profissionais de tecnologia

O SiDi atua, prioritariamente, em projetos que envolvem desafios tecnológicos nas áreas de segurança cibernética, Inteligência Artificial (IA), visão computacional e Internet das Coisas (IoT)”, afirma Carlos Henrique Fonseca, gerente executivo da nova unidade

SiDi inaugura unidade em Manaus e abre novas vagas para profissionais de tecnologia

O SiDi, instituto de ciência e tecnologia do País, anuncia a inauguração de sua nova unidade, recém-credenciada pela Suframa no contexto da Lei de Informática: o SiDi Manaus, que irá atender às necessidades de projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação tecnológica de empresas que atuam na Amazônia Ocidental (Amazonas, Acre, Roraima e Rondônia) e Amapá. É a terceira unidade do instituto, que iniciará o ano de 2022 contratando novos profissionais para a formação de equipes de projetos – são mais de 50 vagas abertas nesta primeira fase.

“Em busca de aprimorar seus produtos e soluções, empresas de diversos setores da economia instaladas na região Amazônica demandam soluções inteligentes e inovadoras. E o SiDi atua, prioritariamente, em projetos que envolvem desafios tecnológicos nas áreas de segurança cibernética, Inteligência Artificial (IA), visão computacional e Internet das Coisas (IoT)”, afirma Carlos Henrique Fonseca, gerente executivo da nova unidade. “Inauguramos esta unidade visando atender às necessidades de nossos clientes e parceiros da indústria de Tecnologia da Informação, mas já pensando em, no futuro, atender às demandas de outros polos da região, como telecomunicações, setores elétrico e de duas rodas”, acrescenta.

A intenção é aplicar o conhecimento e a experiência do SiDi em áreas como Inteligência Artificial, visão computacional e segurança cibernética para levar soluções inovadoras a empresas de vários setores, em diversas partes do País  

Natural do Rio de Janeiro, Fonseca reside em Manaus desde 1982, onde se formou em Engenharia Elétrica (pela Universidade Federal do Amazonas) e acumulou vasta experiência na liderança e execução de projetos de pesquisa e desenvolvimento tecnológico, bem como na gestão de equipes de desenvolvimento de novos produtos e de sistemas de automação industrial. Como principal executivo do SiDi Manaus, sua expectativa é consolidar a nova unidade – que teve seu credenciamento no Comitê de Atividades de Pesquisa e Desenvolvimento na Amazônia (CAPDA) aprovado em novembro – como um centro de excelência em suas áreas de competência. “Para isso, contamos com a construção de sólidas parcerias com as instituições que integram o ecossistema de inovação da Amazônia, promovendo o ciclo completo de inovação, que vai da pesquisa, produção científica, desenvolvimento de projetos e de competências locais em tecnologias emergentes até a aplicação dessas soluções no mercado”, enfatiza Fonseca.

John Yi, superintendente do SiDi, lembra que a inauguração da nova unidade ocorre um ano após o anúncio da abertura da unidade em Recife – precisamente, no Porto Digital – para iniciar a expansão do instituto para fora do estado de São Paulo. “A expansão para outras regiões do País faz parte da estratégia de crescimento do SiDi”, ressalta John Yi. “A intenção é aplicar o conhecimento e a experiência do SiDi em áreas como Inteligência Artificial, visão computacional e segurança cibernética para levar soluções inovadoras a empresas de vários setores, em diversas partes do País”, conclui.

Mais informações sobre as vagas disponíveis em https://sidi.gupy.io/ Interessados em conhecer o SiDi podem acessar o site https://www.sidi.org.br/

Carlos Henrique Fonseca

John Yi

SiDi Manaus

vagas para profissionais de tecnologia

Últimas Notícias
Você também pode gostar
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.