book_icon

Estudo da GS1 Brasil mostra o nível de automação no campo

Foram realizadas 370 entrevistas sobre a aquisição de sistemas, maquinários e equipamentos de fazendas que realizam as atividades primárias de agricultura e pecuária

Estudo da GS1 Brasil mostra o nível de automação no campo

A Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil lançou o Índice Agrotech, resultado da Pesquisa sobre Tecnologias do Agronegócio Brasileiro, realizada pela associação com apoio da H2R Pesquisas. Para chegar ao índice apresentado foram realizadas 370 entrevistas com os decisores e influenciadores na tomada de decisão sobre a aquisição de sistemas, maquinários e equipamentos de fazendas que realizam as atividades primárias de agricultura e pecuária. Todos eles representam empresas do agronegócio de todos os portes e em todo território nacional. “O principal objetivo é auxiliar na expansão do uso de tecnologias no setor do agronegócio brasileiro, com a possibilidade do aprimoramento de acordo com as necessidades identificadas”, explica João Carlos de Oliveira, presidente da entidade.

A avaliação buscou entender a quantidade de equipamentos por fazendas e a proporção desses equipamentos que são automatizados, coletam e monitoram dados e os integram com sistemas de gestão da fazenda

A principal meta do índice é informar ao ecossistema do agronegócio o cenário atual de automação e digitalização dos processos de produção da agricultura e pecuária no Brasil. Para coleta de informações e posterior construção do índice, foi realizada uma etapa teórico-analítica prévia com pesquisas qualitativas. A partir do conhecimento adquirido, tanto o questionário quanto o índice abarcaram três grandes eixos:

• Gestão ambiental das fazendas como captação inteligente de água, estação meteorológica, formas de monitoramento de pragas e acesso à internet no campo

• Uso de sistemas de gestão, como é formado o gerenciamento das atividades das fazendas e como os sistemas e softwares são utilizados

• Adoção de equipamentos e soluções automatizadas para cada etapa do processo produtivo. Essa avaliação buscou entender a quantidade de equipamentos por fazendas e a proporção desses equipamentos que são automatizados, coletam e monitoram dados e os integram com sistemas de gestão da fazenda.

Para cada item possuído é considerada uma pontuação, que resulta em um número índice variável entre 0 (zero) e 1 (um), onde 0 é a ausência de qualquer equipamento, sistema ou maquinário e 1 é a digitalização plena dos processos.

A Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil, é uma organização multissetorial sem fins lucrativos que representa nacionalmente a GS1 Global. A entidade conta com cerca de 58 mil associados que representam 31% do PIB nacional e 18% dos empregos formais. Em todo o mundo, a GS1 é responsável pelo padrão global de identificação de produtos e serviços (Código de Barras e EPC/RFID) e comunicação (EDI e GDSN) na cadeia de suprimentos. Além de estabelecer padrões de identificação de produtos e comunicação, a associação oferece serviços e soluções para as áreas de varejo, saúde, transporte e logística.

Serviço
www.gs1br.org

agronegócio

Estudo

GS1 Brasil

Índice Agrotech

Últimas Notícias
Você também pode gostar
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.