book_icon

As 10 previsões da IDC para o futuro da confiança

A segurança, a confidencialidade, a integridade e a disponibilidade dos dados agora são questões essenciais, assim como o imperativo de usar os dados de forma ética

As 10 previsões da IDC para o futuro da confiança

As dez principais previsões da International Data Corporation ( IDC ) para o futuro da confiança apontam para uma nova normalidade enquanto o mundo continua a navegar pelo impacto da pandemia de Covid-19. Organizações – setor privado, governo e instituições educacionais – alcançaram um ponto crítico de Transformação Digital e estão adotando agressivamente estratégias digitais em primeiro lugar.

Para se preparar para futuras interrupções enquanto mantém os mandatos de sustentabilidade do fornecedor, 35% das organizações priorizarão a resiliência da cadeia de suprimentos e a compra responsável até 2024

A segurança, a confidencialidade, a integridade e a disponibilidade dos dados agora são questões essenciais para todas as organizações, assim como o imperativo de usar os dados de forma ética e ao mesmo tempo cumprir uma complexa rede de regulamentações regionais e do setor. As organizações também devem reconhecer – e ser sensíveis a – práticas que representam riscos ao meio ambiente e à humanidade. O senso de urgência é construído na entrega proativa de todos os elementos de confiança – risco, conformidade, segurança, privacidade e responsabilidade socioambiental e ética.

“O futuro das organizações baseia-se na confiança e isso é evidente nas dez principais previsões do futuro da confiança da IDC”, disse Amita Potnis, diretora de Pesquisa do Future of Trust da IDC. “Aproveitar os recursos de segurança disponíveis, aderindo à privacidade e proteção de dados, aumentando o foco na sustentabilidade ambiental e no impacto social, abordando a conformidade regulatória e seguindo rigorosamente um modelo de governança que se estende a parceiros de negócios e fornecedores se tornará parte integrante do aumento da confiança como meio de competitividade diferenciação”, comentou.

As dez principais previsões

– Em 2025, 35% das organizações substituirão as métricas semelhantes ao Net Promoter Score por Índices de Confiança em RFPs para alinhar as soluções tradicionais de segurança e risco com o sucesso, a marca e a reputação do cliente.

– Em 2026, 40% das empresas globais incorporarão planejamento de resiliência cibernética em resposta às sanções transnacionais contra países que negligenciam as atividades cibernéticas ilegais de seus cidadãos no exterior.

– Até 2023, 25% dos clientes de Nuvem pública do G2000 assinarão gerenciamento de risco integrado e apólices de seguro cibernético por meio de programas de risco de destino compartilhado para proteção contra ataques cibernéticos sofisticados.

– Até 2023, 55% das organizações alocarão metade de seus orçamentos de segurança para ecossistemas/plataformas de tecnologias cruzadas projetadas para consumo rápido e recursos de segurança unificados para impulsionar a inovação ágil.

– Em 2023, 20% dos compradores de TI com ambientes de TI que abrangem locais distintos, Nuvens, funcionários remotos e dispositivos vão recorrer à segurança de rede como um serviço para garantir proteção consistente.

– Até 2023, 80% das organizações que enfrentam regulamentações globais complexas aumentarão o investimento em automação de conformidade de segurança em 25% para garantir que todas as políticas e regulamentações sejam cumpridas de forma consistente.

– Até 2022, 33% das plataformas digitais nomearão oficiais de conformidade residentes para limitar a responsabilidade de penalidades criminais impostas por regulamentações em evolução relacionadas ao impacto social negativo da desinformação.

– Até 2026, 30% das organizações se comprometerão com objetivos de sustentabilidade de curto, médio e longo prazo que abrangem mais de 10 anos com financiamento garantido das partes interessadas, apesar da mudança de pessoal durante este período.

– Para se preparar para futuras interrupções enquanto mantém os mandatos de sustentabilidade do fornecedor, 35% das organizações priorizarão a resiliência da cadeia de suprimentos e a compra responsável até 2024.

– Em 2025, 25% da Fortune Global 500 empregarão Tokens de Dados do Cliente (CDT) e Tokens de Atenção Básica (BAT) habilitados para blockchain para compensar os clientes pela coleta e uso de seus dados.

Serviço
www.idc.com

cadeia de suprimentos

dados

ecossistema

Futuro da Confiança

IDC

segurança

Sustentabilidade

Últimas Notícias
Você também pode gostar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento