book_icon

Canalys analisa como a crise no abastecimento está impactando os fabricantes

Para a analista Himani Mukka, enquanto Dell e Lenovo tiveram ganhos significativos no último trimestre com vendas de PCs, a HP perdeu participação de mercado e sua receita encolheu 3%

Canalys analisa como a crise no abastecimento está impactando os fabricantes

A empresa de pesquisa Canalys prevê que a demanda por PCs começará a esfriar à medida que o mercado se aproxima da saturação. No entanto, a demanda do mercado ainda supera a oferta, resultando em acúmulos de fornecedores, empresas de PC com escassez de componentes, bloqueios de fábricas relacionados ao Covid-19, interrupções globais de frete e preços inflacionados em todo o mercado. No blog da empresa, a analista de Pesquisas Himani Mukka fez uma análise de como os principais fornecedores estão sendo afetados por essa crise.

Segundo ela, a receita de IDG da Lenovo bateu um recorde de 28% ano a ano, enquanto o lucro operacional aumentou em uma alta histórica de 43%, de acordo com os últimos resultados financeiros. A Dell também obteve grandes ganhos, com a receita de PCs crescendo 27% ano a ano, bem como um aumento anual estelar de 39% no lucro operacional. Esses dois principais rivais de PC tiveram seus melhores desempenhos, com remessas recorde. Por outro lado, a HP perdeu participação de mercado e sua receita caiu 3% ao ano, impulsionada por uma queda no setor comercial. “As remessas gerais de PCs da empresa permaneceram estáveis ano após ano, com grande parte de sua geração de receita atribuída à compensação de atrasos de chromebooks, à mudança de foco para produtos de PC premium e ao aumento dos preços dos dispositivos em meio à contínua escassez de componentes”, observou a analista.

A Canalys, como os principais fornecedores, acredita que os pedidos em atraso serão um grande impulsionador de curto prazo da demanda de PCs e também existem novas fontes significativas de demanda originadas das mudanças comportamentais da pandemia global

“A empresa também cortou suas despesas promocionais e de marketing para ajudar na receita operacional. É importante notar que, embora as remessas de PCs comerciais estejam ganhando força em todo o mundo, a HP sofreu uma perda neste segmento. Quais dificuldades subjacentes levaram ao surpreendente trimestre da HP, que foi substancialmente diferente daquele dos outros dois concorrentes líderes no mercado de PCs?”, perguntou Himani.

De acordo com ela, em seus últimos resultados financeiros, a HP colocou as restrições da cadeia de suprimentos no topo da lista de razões para seu desempenho neste trimestre e mencionou como elas afetaram as receitas de impressão e sistemas pessoais, especialmente nas regiões EMEA e APJ. A HP também foi vítima de alguns cancelamentos de pedidos de chromebooks de escolas dos EUA, devido à falta de clareza sobre a distribuição de fundos pelo governo dos EUA. “Outro elemento que contribuiu para o baixo desempenho relativo da HP é sua reconhecida mistura de prioridades quando se trata de pedidos. A empresa havia se concentrado amplamente em limpar as pendências de chromebooks, enquanto suas pendências comerciais e de consumidores se expandiam dramaticamente”, contou.

Estratégia

Em sua opinião, embora a HP esteja fazendo um ótimo trabalho ao equilibrar as restrições da cadeia de suprimentos, agora ela deseja ignorar a dependência de ODMs e manter contatos diretos com fornecedores de componentes, o que definitivamente a colocará em uma posição mais forte. Compreensivelmente, essas conversas também ajudarão a HP a entender a pressão sobre a cadeia de suprimentos de setores fora dos PCs, incluindo automotivo, Nuvem e servidores”, afirmou.

Mas a mudança estratégica da HP, é certo, não acontecerá tão rápida. Levará algum tempo para fazer as modificações necessárias em sua estrutura de operações. “A empresa até agora tem o equivalente a um quarto de carteira e está bem protegida em termos de remessas no futuro próximo. Além disso, espera-se que os pedidos de chromebooks aumentem no segundo semestre de 2021 e o primeiro semestre de 2022, conforme o Governo Federal anunciou seu Fundo de Conectividade de Emergência (ECF), um programa único de US$ 7,171 bilhões aprovado pelo Plano de Resgate Americano de 2021, que reembolsa despesas de aprendizagem remota para escolas K-12 e bibliotecas públicas para dispositivos com preços abaixo de US$ 400”, observou.

Olhando para o terceiro trimestre, apesar dos preços mais altos e da escassez contínua de componentes, quase todos os fornecedores preveem que produtos premium, como estações de trabalho e PCs para jogos, ganharão força. A Dell prevê um crescimento sazonal acima da média, alimentado pelo boom comercial e compensação de pendências, e a Lenovo seguiu o exemplo, concentrando-se nas áreas comercial e de jogos para crescimento de longo prazo. A própria HP prevê um crescimento sazonal acima da média para o terceiro trimestre, como resultado da eliminação dos pedidos em atraso e da retomada da demanda de chromebooks,compensando o desempenho do trimestre atual.

A Canalys, como os principais fornecedores, acredita que os pedidos em atraso serão um grande impulsionador de curto prazo da demanda de PCs e também existem novas fontes significativas de demanda originadas das mudanças comportamentais da pandemia global. A primeira fonte é a necessidade imediata de empresas, escolas e consumidores estarem adequadamente preparados para surtos em menor escala de números de casos que resultam em bloqueios instantâneos. O segundo é um movimento de comportamento de longo prazo em direção ao trabalho híbrido ou flexível. “Conforme antecipado pela HP, o segmento de educação provou ser um dos maiores impulsionadores do crescimento da demanda de PCs nos últimos meses e a mudança no foco em direção à digitalização mais ampla da educação em mercados importantes e emergentes contribuirá para o aumento da demanda neste segmento. A forte presença da HP trará benefícios de longo prazo para a empresa”, concluiu Himani.

Serviço
www.canalys.com

Canalys

Chromebook

Dell

HP

Lenovo

pc

Últimas Notícias
Você também pode gostar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital
Edição do mês

Leia nesta edição:

Leia nessa edição sobre tecnologia

CAPA | PRÊMIO A ESCOLHA DO LEITOR

As indicações do usuário

Leia nessa edição sobre carreira

CÓDIGO ABERTO

Kubernetes rumo à Nuvem

Leia nessa edição sobre setorial | saúde

LEGISLAÇÃO

Importações desafiam as empresas

Esta é para você leitor da Revista Digital:

Leia nessa edição sobre sustentabilidade

COMUNICAÇÕES

5G: Será que agora vai?

Outubro | 2021 | #51 - Acesse:

Infor Channel Digital

Baixe o nosso aplicativo

Google Play
Apple Store

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento