book_icon

Amazon investe em projeto de agricultura sustentável e reflorestamento no Pará

O projeto Agroflorestry and Restoration Accelerator foca no reflorestamento e na agrossilvicultura regenerativa, ao mesmo tempo em que impulsiona o desenvolvimento econômico local sustentável

Amazon investe em projeto de agricultura sustentável e reflorestamento no Pará

A gigante do varejo Amazon anunciou o lançamento do Agroflorestry and Restoration Accelerator em parceria com a The Nature Conservancy, uma organização ambiental global. O projeto criará uma fonte de renda mais sustentável para milhares de agricultores locais no estado do Pará, na Amazônia brasileira, ao mesmo tempo em que restaura as florestas tropicais nativas e combate as mudanças climáticas ao capturar e armazenar carbono naturalmente.

De acordo com Painel Intergovernamental nas Mudanças Climáticas, as soluções baseadas na natureza têm um papel crítico a desempenhar para evitar os piores efeitos das mudanças climáticas. Os governos e o setor privado podem reduzir as emissões de carbono e remover o carbono da atmosfera, investindo em soluções baseadas na natureza em escala. O Agroflorestry and Restoration Accelerator é um desses projetos de remoção de carbono e parte do compromisso da Amazon em cumprir o The Climate Pledge, que a empresa co-fundou com a Global Optimism. Os signatários do compromisso comprometem-se a alcançar carbono zero líquido até 2040, 10 anos antes do Acordo de Paris.

Esta nova parceria com a Amazon nos permitirá fornecer os recursos e assistência técnica necessários para o avanço deste programa e demonstrar que a agrofloresta regenerativa e os mercados de carbono são modelos de negócios viáveis ​​para as comunidades na Amazônia

Como parte de seu compromisso de cumprir o The Climate Pledge, a Amazon está, antes de mais nada, continuando a inovar e investir na descarbonização de seus negócios. A empresa adquiriu 100 mil veículos elétricos de entrega e é a maior compradora corporativa de energia renovável do mundo. A Amazon também está investindo em soluções baseadas na natureza fora de sua cadeia de valor por meio do Fundo do Clima, que apoia o Acelerador e outros projetos para restaurar terras degradadas de forma a melhorar os meios de subsistência das comunidades locais e remover o carbono da atmosfera. Além disso, por meio do recém-anunciado LEAF Coalition, uma iniciativa público-privada para mobilizar pelo menos US$ 1 bilhão para proteger as florestas tropicais do mundo, a Amazon e outros parceiros estão trabalhando para conter o desmatamento tropical, reduzindo a quantidade de carbono emitido na atmosfera.

“Restaurar as florestas do mundo é uma das ações mais significativas que podemos tomar agora para lidar com a mudança climática e exigirá soluções inovadoras para ter sucesso”, disse Kara Hurst, vice-presidente de Sustentabilidade Mundial da Amazon. “Estamos orgulhosos de lançar o Agroflorestry and Restoration Accelerator em parceria com a  para apoiar soluções que priorizam alta integridade ambiental e fortes benefícios para a comunidade. A Amazon espera contribuir com nossa paixão pela inovação, juntamente com apoio financeiro para melhorar os meios de subsistência das comunidades locais no Brasil, ao mesmo tempo que ajuda a proteger o planeta para as gerações futuras”, observou.

Investimento

O investimento inicial da Amazon no projeto apoiará 3 mil agricultores e restaurará aproximadamente 20 mil hectares – uma massa de terra aproximadamente do tamanho da cidade de Seattle – em três anos, removendo até 10 milhões de toneladas métricas de dióxido de carbono da atmosfera até 2050.

A The Nature Conservancy trabalhará em conjunto com o World Agroforestry Center e várias organizações da sociedade civil local para implementar o Acelerador, ajudando pequenos agricultores a restaurar pastagens degradadas para florestas nativas e sistemas agroflorestais. Os sistemas agroflorestais proporcionarão aos agricultores uma fonte sustentável de renda por meio da venda de cacau e outras safras. O Acelerador também experimentará maneiras inovadoras de apoiar os agricultores e estimular os mercados de commodities florestais sustentáveis, inclusive com tecnologias digitais, e avançará com novas metodologias e tecnologias baseadas em satélite para quantificar e monitorar a remoção de carbono.

“O Pará abriga 9% da floresta tropical do mundo, mas está enfrentando taxas de desmatamento sem precedentes, perdendo 3,3 mil hectares todos os dias no ano passado”, disse Jennifer Morris, CEO da The Nature Conservancy. “Nos últimos 13 anos, as pequenas propriedades no Pará – área onde a agricultura e queima pode parecer a única opção – foram responsáveis ​​por, em média, 40% do desmatamento do estado. Por 20 anos trabalhamos com pequenos agricultores, líderes comunitários, funcionários do governo e povos indígenas para identificar e implementar soluções ganha-ganha, como sistemas agroflorestais, que ajudam as pessoas e a natureza a prosperar. Esta nova parceria com a Amazon nos permitirá fornecer os recursos e assistência técnica necessários para o avanço deste programa e demonstrar que a agrofloresta regenerativa e os mercados de carbono são modelos de negócios viáveis ​​para as comunidades na Amazônia”, afirmou.

Serviço
https://sustainability.aboutamazon.com

Amazon

Aquecimento global

Floresta Amazônica

mudanças climáticas

Pará

Sustentabilidade

The Nature Conservancy

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital
Edição do mês

Leia nesta edição:

Leia nessa edição sobre tecnologia

CAPA | GESTÃO

A doce ditadura da Governança de Dados

Leia nessa edição sobre carreira

CARREIRA

Profissões do futuro

Leia nessa edição sobre setorial | saúde

SETORIAL

Área pública: desafios e lucros

Esta é para você leitor da Revista Digital:

Leia nessa edição sobre sustentabilidade

LEGISLAÇÃO

LGPD Ano Um: uma construção inacabada

Setembro | 2021 | #50 - Acesse:

Infor Channel Digital

Baixe o nosso aplicativo

Google Play
Apple Store

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento