book_icon

Sustentação de software: como a tecnologia pode ser uma aliada para a redução de custos internos e geração de riqueza

Nada pior para uma empresa do que a possibilidade de perder faturamento devido a um software inoperante ou que demora para responder. Um estudo produzido pela Consortium for Information & Software Quality (CISQ), organização que elabora padrões internacionais para a medição da qualidade de softwares, mostrou que softwares de baixa qualidade causaram um prejuízo de mais de US$ 2 trilhões para empresas dos Estados Unidos em 2020.

Para não ter que lidar com este tipo de prejuízo, as empresas devem ter bem estruturados os processos necessários para que não haja falhas em suas aplicações. Para resolver, ou diminuir ao máximo problemas dessa natureza, tem se aderido à prática conhecida como Application Management Services (AMS), serviço de gerenciamento de aplicações conhecido também como sustentação de sistemas, ou seja, suporte, manutenção e evolução das aplicações, que é uma garantia de que os softwares das empresas serão mantidos operantes e com maior disponibilidade de tempo possível e assim garantir a efetividade e produtividade do negócio aliado a redução de custos.

Um dos benefícios da aplicação desta prática, que consiste na contratação de equipes especializadas, é incluir o processo de gestão do conhecimento, garantindo a documentação de procedimentos no dia a dia da empresa. Desta forma, processos feitos para a resolução de problemas em software ficam registrados, fornecendo mais agilidade para as equipes e qualidade para os serviços.

Outro benefício valioso é a adoção da melhoria contínua dos serviços, onde você alinha e realinha os serviços de acordo com as necessidades do cliente. Identifica oportunidades de melhorias nos sistemas e nos processos da área usuária, define planos de ações para redução de problemas em produção e para ganho de performance das aplicações e do processo do usuário, contribuindo desta forma diretamente no resultado do negócio.

Fazendo um recorte, empresas de fora do setor de tecnologia, mas que usam serviços de TI em seus processos e serviços, podem sofrer com o turnover ou problemas com a retenção de profissionais de TI. Devido à falta de perspectiva de crescimento no setor de TI dessas empresas, os colaboradores da área podem vir a não se sentir motivados a continuar na companhia. Profissionais de perfil técnico com ensino superior que trabalham com TI têm o dobro de chance de sair da empresa em que trabalham em menos de três anos, comparados a outros funcionários da mesma empresa, afirma um levantamento feito pela Fundação Instituto de Administração (FIA).

Em empresas que não utilizam serviços especializados de outsourcing de TI, é comum que haja o trabalho compartilhado – colaboradores acabam se dividindo entre as funções e demandas, gerando conflitos de entregas, atrasando prazos de projetos e tendo maior tempo para o reestabelecimento de um processo sistêmico crítico do negócio, que pode impactar em produtividade da empresa ou perda de faturamento.

Outro benefício da sustentação de sistemas, aliado à terceirização de TI, é a redução de custos que uma empresa pode ter com o ganho de produtividade e a liberação de seu time técnico para focar no core business da empresa, assim como em demandas de transformação digital, para fazer com que a empresa seja mais produtiva e gere mais vendas.

Quando as empresas não seguem as melhores práticas do mercado, ao perder colaboradores da área de TI, acabam perdendo também o conhecimento que esse funcionário retém. Diferentemente de quando se contrata uma especializada em Outsourcing de TI que vai realizar toda a documentação dos processos, fazendo com que a gestão do conhecimento seja efetivamente realizada e que o conhecimento retido com cada especialista de tecnologia seja depositado em um ambiente que possa ser compartilhado e reutilizado.

Há uma imagem errônea do setor de TI de uma empresa. Ao contrário do que muitos gestores e até mesmo outros colaboradores possam pensar, a TI não serve apenas para resolver problemas, mas sim para ajudar a empresa a ganhar dinheiro. Mas ela só consegue cumprir esse papel ao se aproximar da gestão do negócio. Os profissionais da área de tecnologia devem se tornar aliados na hora de melhorar as vendas, ao auxiliar a empresa a criar melhores ferramentas e implementar seus softwares para beneficiar o atendimento de seus clientes.

A TI precisa ser reconhecida dentro da organização como uma área que apoia o negócio no ganho de produtividade e na geração de riqueza e, para isso, ela precisa de apoio de empresas especializadas em serviços de TI, empresas que são inovadoras e estão sempre atualizadas com as melhores práticas de mercado, com serviços que ofertam este ganho de produtividade, como a Sustentação de Software.

Por Charles Marcos de Oliveira, gerente de operações de TI da Envolti.

Charles Marcos de Oliveira

Consortium for Information & Software Quality (CISQ)

Envolti

problemas em software

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital
Edição do mês

Leia nesta edição:

Leia nessa edição sobre tecnologia

CAPA | GESTÃO

A doce ditadura da Governança de Dados

Leia nessa edição sobre carreira

CARREIRA

Profissões do futuro

Leia nessa edição sobre setorial | saúde

SETORIAL

Área pública: desafios e lucros

Esta é para você leitor da Revista Digital:

Leia nessa edição sobre sustentabilidade

LEGISLAÇÃO

LGPD Ano Um: uma construção inacabada

Setembro | 2021 | #50 - Acesse:

Infor Channel Digital

Baixe o nosso aplicativo

Google Play
Apple Store

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento