book_icon

Dia Internacional do Gamer lembra importância da pluralidade no cenário

Em 29 de agosto, o mundo comemora o Dia Internacional do Gamer. A data, criada em 2008, na Espanha, nos serve de lembrete do quanto esta área do entretenimento e negócios é relevante e faz parte da vida de milhões de pessoas em todo o mundo. Seja com o antigo jogo da “cobrinha” nos celulares, as franquias populares nos mais diversos consoles, até os jogos online de última geração e os e-sports, a maioria dos brasileiros, com certeza, já se sentiu parte deste universo e também pode comemorar a data.

Desta vez, no entanto, gostaria de aproveitar a celebração para falar sobre diversidade, tão necessária em todas as áreas. Sabemos que a representatividade é essencial para o desenvolvimento não só do respeito, mas para a inclusão, empatia, troca de experiências e conhecimento. Todo mundo sai ganhando com a pluralidade, e no universo gamer não é diferente.

Fico feliz em observar o cenário evoluindo neste sentido: você sabia que, no Brasil, a maioria dos gamers são mulheres? Não? Pois é, uma pesquisa da Comscore, empresa com origem nos Estados Unidos que se dedica a pesquisas de comportamento na internet, revelou este dado, também reforçado pela última edição da Pesquisa Gamer Brasil que mostra as mulheres como 51,5% deste público. Ainda segundo o documento do Comscore, as mulheres ficam 10% de tempo a mais (ao mês) navegando pela categoria de games na internet, se comparadas com os homens.

Particularmente, fico extremamente satisfeito em observar este avanço, isto porque, há alguns anos, o universo gamer era restrito à maioria masculina. Os ambientes, as conversas e até os próprios jogos eram criados de forma a deixar de lado as preferências de outros gêneros. A análise mostra que o setor tem ficado cada vez mais plural, o que é mais um motivo para comemorar!

Além disso, a Pesquisa Gamer Brasil também traz dados importantes relacionados ao jogador mobile, plataforma tão essencial na democratização do acesso aos games: 41,6% dos jogadores brasileiros preferem utilizar o smartphone para partidas online, sendo que 58,3% das mulheres e 31,2% dos homens preferem essa plataforma.

Mas, apesar da evolução, não podemos deixar de destacar que a diversidade ainda não é a realidade dos principais cenários gamers no país. Exemplo disso é um dado destacado pela Pesquisa Game Brasil 2021, onde quase metade da população gamer (46%) se declara branca e onde os homens ainda são a maioria em games por console (61,9%) e em PC gaming (59,6%).

É nosso dever continuar lutando para mudar este quadro e promover a maior inclusão de pessoas de outros gêneros, etnias e orientações sexuais, afinal, é apenas com a representatividade que podemos garantir a diversidade. Neste Dia Internacional do Gamer, há um pensamento o qual devemos nos concentrar: união e respeito são essenciais.

Por Rodrigo Russano Dias, head de PR e Social Media na Nimo TV Brasil.

 

comScore

Dia Internacional do Gamer

Nimo TV

Nimo TV Brasil

Rodrigo Russano Dias

Últimas Notícias
Você também pode gostar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento