book_icon

Suse Linux Enterprise Server recebe certificação de Segurança

Essa distribuição Linux agora tem certificação de nível EAL 4+ para as arquiteturas IBM Z, Arm e x86-64, atendendo os requisitos de segurança mais exigentes para infraestrutura de missão crítica

Suse Linux Enterprise Server recebe certificação de Segurança

A Suse, provedora global de soluções de código aberto de nível empresarial, anunciou que sua principal distribuição do Linux recebeu a certificação Common Criteria EAL 4+. O Suse Linux Enterprise Server (SLES) 15 SP2 agora tem certificação de nível EAL 4+ para as arquiteturas IBM Z, Arm e x86-64, o que significa conformidade com os requisitos de segurança mais exigentes para infraestrutura de missão crítica. A certificação da cadeia de suprimentos de software Common Criteria EAL 4+ da Suse inclui produção segura, entrega de atualizações e proteção de ativos digitais críticos.

A certificação garante os mais altos padrões de segurança para dispositivos Edge e IoT para provedores de infraestrutura crítica, como empresas de telecomunicações e outros que estão inovando na Borda

A Suse afirma que atualmente é o único fornecedor de um sistema operacional Linux de uso geral com uma cadeia de suprimentos de software segura com a certificação Common Criteria EAL 4+ para todas essas plataformas. “Na era atual de hacking avançado e interrupção de serviço, a certificação de nível Common Criteria EAL 4+ para Suse Linux Enterprise Server oferece confiança para provedores de serviços essenciais, como governos, finanças e empresas bancárias, organizações de saúde, empresas de água e energia, provedores de telecomunicações e assim por diante”, diz Thomas Di Giacomo, diretor de Tecnologia e Produto da Suse. “O compromisso da Suse com a interoperabilidade aberta significa que os clientes do SLES 15 em todo o mundo podem ter certeza de que seu sistema operacional está em conformidade com os mais altos padrões internacionais de segurança de computador na infraestrutura de TI escolhida”, completou.

O número exponencialmente crescente de Internet das Coisas (IoT) e dispositivos de computação de Borda aumentou o risco para as redes e exigiu que os países aumentassem seus requisitos de conformidade para provedores de infraestrutura, especialmente aqueles envolvidos em serviços essenciais para suas economias, governos e saúde e segurança dos cidadãos. A cadeia de suprimentos de software segura com certificação Common Criteria EAL 4+ da SUSE garante os mais altos padrões de segurança para dispositivos Edge e IoT para provedores de infraestrutura crítica, como empresas de telecomunicações e outros que estão inovando na Borda.

“Esta última certificação Common Criteria EAL 4+, o nível mais alto possível para um sistema operacional, para SUSE Linux Enterprise no IBM Z demonstra uma priorização contínua em segurança e confiabilidade, que esperamos que seja muito bem recebida por nossos clientes conjuntos em todo o mundo. Estamos vendo um número cada vez maior de novos workloads do Linux que se encaixam perfeitamente na escalabilidade, confiabilidade e segurança subjacentes que uma plataforma IBM Z oferece”, disse Kara Todd, diretora de Linux do IBM Z e LinuxONE na IBM.

Serviço
www.suse.com

ARM

Common Criteria EAL 4+

IBM Z

Linux

SUSE

Suse Linux Enterprise Server

x86-64

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento