book_icon

BS2 avança no mercado de operações estruturadas

Pouco mais de um mês após aquisição da Weel, o banco expande sua atuação no mercado das PJs e lança seu primeiro FIDC

BS2 avança no mercado de operações estruturadas

No mês de junho, o BS2 deu seu primeiro grande passo para se consolidar como o Banco Digital das PJs e anunciou a aquisição da fintech israelense de crédito Weel. Poucas semanas após o anúncio, a primeira operação estruturada pela plataforma da Weel já está em andamento. Por meio de um FIDC (Fundo de Investimento em Direitos Creditórios), o BS2 viabilizará o financiamento de fornecedores para a PHV Engenharia, grupo mineiro que atua no ramo da construção civil.

Por meio de uma ação integrada, liderada pelo time de Corporate do Banco BS2, em parceria com a área de Operações Estruturadas e equipe de crédito, foi possível estruturar toda a operação desenvolvida sob medida para atender as demandas da construtora e da cadeia envolvida. A gestão do fundo, por sua vez, será coordenada pela BS2 Asset.

O FIDC chega como mais uma opção de serviço oferecido pelo BS2, alinhado à estratégia do Banco de criar soluções personalizadas para atender necessidades das PMEs. Segundo dados do Serasa Experian, a busca de empresas por linhas de crédito teve um crescimento de 10,9% no mês de março em comparação ao ano passado, sendo a principal demanda proveniente de empresas de pequeno e médio porte.

O fundo oferece aos fornecedores do Grupo PHV taxas personalizadas e agilidade no financiamento com a antecipação de recebíveis, de forma rápida e segura. Após solicitar o adiantamento pela plataforma do Banco, o fornecedor pode receber o pagamento no mesmo dia (para solicitações realizadas até às 14h). Além disso, o principal benefício para a empresa é a melhoria do fluxo de caixa, com um relacionamento saudável e de benefícios mútuos com sua cadeia de fornecedores.

“A chegada da Weel, com toda sua expertise em tecnologia de crédito, nos possibilita maior agilidade na oferta de soluções”, diz Marcio Sá, superintendente comercial do Banco BS2. Com uma plataforma personalizada, será possível ter acesso ao recurso com taxas menores e mais rapidez, fidelizando o fornecedor e construindo uma cadeia mais sustentável. ”Essa é a primeira operação que fazemos nesses moldes, mas temos a expectativa de disponibilizá-la a outros clientes num futuro próximo”, completa.

O fundo terá o valor inicial de R$15 milhões e a expectativa é que a captação possa chegar rapidamente a R$100 milhões. No mês de março os FIDCs listados na B3 representavam mais de 3,42% de toda a indústria de fundos de investimento do País, segundo dados da Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais).

BS2

BS2 Asset

Weel

Últimas Notícias
Você também pode gostar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital
Edição do mês

Leia nesta edição:

Leia nessa edição sobre tecnologia

CAPA | PRÊMIO A ESCOLHA DO LEITOR

As indicações do usuário

Leia nessa edição sobre carreira

CÓDIGO ABERTO

Kubernetes rumo à Nuvem

Leia nessa edição sobre setorial | saúde

LEGISLAÇÃO

Importações desafiam as empresas

Esta é para você leitor da Revista Digital:

Leia nessa edição sobre sustentabilidade

COMUNICAÇÕES

5G: Será que agora vai?

Outubro | 2021 | #51 - Acesse:

Infor Channel Digital

Baixe o nosso aplicativo

Google Play
Apple Store

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento