book_icon

Remessas mundiais de PCs aumentaram no segundo trimestre de 2021, anuncia Gartner

Taxa de crescimento mostra desaceleração, moderada pelo impacto da contínua escassez de semicondutores no cenário global

Remessas mundiais de PCs aumentaram no segundo trimestre de 2021, anuncia Gartner

As remessas mundiais de PCs totalizaram 71,6 milhões de unidades no segundo trimestre de 2021, um aumento de 4,6% em relação ao mesmo período de 2020, conforme pesquisa produzida pelo Gartner, empresa mundial em pesquisa e aconselhamento para empresas. Embora a demanda de PCs tenha permanecido acima dos níveis pré-pandêmicos, o resultado para o segundo trimestre de 2021 (2T21) marca uma desaceleração acentuada do setor em comparação ao crescimento de 35,7% registrado no primeiro trimestre de 2021. A redução é devida, em parte, ao impacto da escassez contínua de componentes.

A escassez global de semicondutores e as restrições subsequentes no fornecimento de componentes estenderam o tempo de espera de alguns modelos de PCs corporativos para até 120 dias  

“A escassez global de semicondutores e as restrições subsequentes no fornecimento de componentes estenderam o tempo de espera de alguns modelos de PCs corporativos para até 120 dias”, diz Mikako Kitagawa, Diretor de Pesquisa do Gartner. “Isso levou ao aumento dos preços na lista de materiais, que os fornecedores repassaram aos usuários finais. O aumento dos preços pode continuar a desacelerar a demanda de PCs nos próximos 6 a 12 meses.”

Embora o Gartner não inclua Chromebooks em seus resultados para o mercado de PCs tradicionais, as remessas de Chromebooks foram mais uma vez bastantes fortes no segundo trimestre de 2021. O mercado mundial combinado de PCs / Chromebooks cresceu mais de 10% na comparação de ano após ano.

As três principais fornecedoras no mercado mundial de PCs permaneceram inalteradas na análise de ano após ano, com a Lenovo mantendo o primeiro lugar em remessas.

Estimativas preliminares de remessas por fabricante de PCs em todo o mundo para o segundo trimestre de 2021 – 2T21 (em milhões de unidades)

Fornecedor Remessas no 2T21 Participação de mercado 2T21 (%) Remessas no 2T20 Participação de mercado 2T20 (%) Crescimento 2T21-2T20 (%)
Lenovo                 17,27 24,1                 16,68 24,4 3,6
HP Inc. 14,30 20,0                 16,11 23,5 -11,3
Dell 12,25 17,1                 10,71 15,6 14,4
Apple                 6,08 8,5                 5,08 7,4 19,7
Acer                 4,37 6,1                 4,04 5,9 8,3
ASUS                 4,26 6,0                 3,67 5,4 16,0
Outros 13,06 18,2                 12,16 17,8 7,4
Total                 71,62 100                 68,48 100 4,6

Notas: os dados incluem PCs baseados em desktops, notebooks e ultramobile premium (como o Microsoft Surface), mas não Chromebooks ou iPads. Todos os dados são estimados com base em um estudo preliminar. As estimativas finais estão sujeitas a alterações. As estatísticas são baseadas em remessas vendidas em canais. Os números podem não somar aos totais mostrados devido a arredondamentos.

Fonte: Gartner (julho de 2021)

A Lenovo registrou seu quinto trimestre consecutivo de crescimento ano após ano, ainda que seu crescimento de 3,6% tenha ficado atrás do mercado geral de PCs. O crescimento consistente da marca pode ser atribuído em parte à sua operação de fabricação interna, o que permite que a Lenovo tenha um melhor controle da escassez de componentes, em contraste com seus concorrentes que dependem principalmente da terceirização.

Após uma grande recuperação nas remessas no último trimestre, as remessas mundiais de PCs da HP caíram 11,3% no segundo trimestre de 2021, na relação direta com o ano anterior. Restrições de oferta de notebooks empresariais, bem como quedas nas remessas na América do Norte e EMEA, contribuíram para essa queda.

A Dell atingiu seu terceiro trimestre consecutivo de crescimento ano após ano neste período, com os PCs baseados em desktops tendo um crescimento particularmente forte de mais de 40% em comparação com o ano anterior. Em contraste, a Dell observou um crescimento de apenas um dígito entre as remessas de PCs móveis, vinculado a longos prazos de entrega devido à escassez de componentes.

Os próximos três fornecedores – Apple, Acer e ASUS – cresceram mais rápido do que o mercado, devido à maior disponibilidade de PCs de consumo. O mercado de PCs para o consumidor foi menos afetado pela escassez do que o mercado corporativo, pois os fornecedores podem ser mais flexíveis no design do sistema de modelos de consumidor, permitindo soluções alternativas para certas restrições de fornecimento.

Visão Geral Regional
Após três trimestres consecutivos de crescimento de dois dígitos, o mercado de PCs dos EUA caiu 3,7% no segundo trimestre de 2021. Essa queda foi principalmente devido à escassez de componentes, que impactou fortemente o mercado de PCs móveis corporativos. As remessas de PCs móveis nos EUA diminuíram pela primeira vez em quatro trimestres, caindo 9,5% ano a ano.

A HP mais uma vez garantiu o primeiro lugar no mercado de PCs dos EUA com base em vendas com 28,4% de participação de mercado. A Dell vem em seguida com 27,7% do mercado de PCs dos Estados Unidos.

Estimativas preliminares de remessas por fabricante de PCs em todo o mundo para o segundo trimestre de 2021 – 2T21 (em milhões de unidades)

 

Fornecedor Remessas no 2T21 Participação de mercado 2T21 (%) Remessas no 2T20 Participação de mercado 2T20 (%) Crescimento 2T21-2T20 (%)
HP Inc.                 4,29 28,4                 4,96 31,6 -13,5
Dell                 4,19 27,7                 4,09 26,1 2,3
Apple                 2,42 16,1                 2,32 14,8 4,4
Lenovo                 2,08 13,8                 2,29 14,6 -9,2
Microsoft                 651 4,3                 716 4,6 -9,0
Outros                 1,48 9,8                 1,31 8,4 12,6
Total                 15,12 100                 15,70 100 -3,7

Notas: os dados incluem PCs baseados em desktops, notebooks e ultramobile premium (como o Microsoft Surface), mas não Chromebooks ou iPads. Todos os dados são estimados com base em um estudo preliminar. As estimativas finais estão sujeitas a alterações. As estatísticas são baseadas em remessas vendidas em canais. Os números podem não somar aos totais mostrados devido a arredondamentos.

Fonte: Gartner (julho de 2021)

Após um ano de demanda extremamente forte por PCs, o mercado de computadores pessoais e corporativos na Europa esteva em uma fase de transição durante o segundo trimestre de 2021, com as remessas totais de PCs na região diminuindo 1,9% ano após ano.

“No último trimestre, o mercado se reajustou às novas normas em embarques, estoque e demanda após um pico sem precedentes em 2020”, avalia Kitagawa.

A demanda por PCs nos mercados de consumo e negócios permaneceu forte na Ásia-Pacífico, resultando em um crescimento de 16,5%. Ecoando as tendências globais, os PCs desktop tiveram um crescimento mais forte do que os laptops na região da Ásia-Pacífico. Notavelmente, o mercado japonês de PCs teve uma queda significativa neste trimestre, com – 22,4%. A iniciativa de dispositivos educacionais liderada pelo governo (Global Innovation Gateway for All, ou GIGA), que foi um grande impulsionador de crescimento no mercado japonês de PCs nos últimos 12 meses, concluiu sua primeira fase no 1T21.

Esses resultados são preliminares. As estatísticas finais estarão disponíveis em breve para os clientes do programa PC Quarterly Statistics Worldwide por Região da Gartner. Este programa oferece uma imagem abrangente e oportuna do mercado mundial de PCs, permitindo que as organizações de planejamento, distribuição, marketing e vendas de produtos mantenham-se atualizadas sobre as principais questões e suas implicações futuras em todo o mundo.

Serviço
www.gartner.com

 

Gartner

Remessas mundiais de PCs

Últimas Notícias
Você também pode gostar
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.