book_icon

fuse IoT: 5G no Brasil traz mais alternativas para o uso de IoT

Conectividade, menor latência e integração mais rápidas serão decisivas para o crescimento das soluções IoT no Brasil, com preços mais competitivos e aumento expressivo da oferta de produtos e serviços mais inteligentes e eficazes para indústrias, consumidores e sociedade como um todo

fuse IoT: 5G no Brasil traz mais alternativas para o uso de IoT

A nova economia exige que as empresas de todos os portes e setores invistam em Transformação Digital para aperfeiçoarem seus processos, reduzirem custos e inovarem na oferta de produtos e serviços. Atualmente, investir em inovação é um fator determinante para sobreviver, garantindo competitividade em um mercado e uma sociedade cada vez mais globalizados.

Diante desse cenário, duas tecnologias, que atuam integradas, têm se destacado: Inteligência Artificial (IA), com maior intensidade há alguns anos, e Internet das Coisas (IoT), cuja adoção vem crescendo gradualmente, especialmente junto à Indústria 4.0. Mas a expansão das soluções de IoT tende a ser exponencial com a efetiva chegada ao Brasil do 5G, pois a quinta geração de conexões móveis contribuirá para melhorar o desempenho e a confiabilidade dos dispositivos IoT.

Utilizada com uma frequência cada vez maior no universo empresarial, a tecnologia IoT consiste na conexão de diferentes dispositivos em rede, possibilitando que gadgets coletem e gerem dados que se transformam em informações importantes e resultados efetivos para os negócios  

“O 5G é um tipo de conexão importante dentro do contexto de ampliar o uso de IoT, o que já se constatou em países como Coréia do Sul, China e Reino Unido, nos quais há a transmissão de uma maior quantidade de dados, em um tempo de resposta dez vezes menor que o da rede 4G, além de absorver conexões simultâneas, com menor consumo de energia”, explica Murilo Silva, sócio-diretor da fuse IoT. Ele destaca que, a partir de respostas em tempo real, o 5G facilitará a operação e a conexão de dispositivos IoT em algumas operações, como geladeiras remotas, veículos autônomos e semáforos inteligentes, bem como produtos, sistemas e serviços das indústrias 4.0, da agricultura de precisão e das operações médicas de alta complexidade à distância, entre outros.

Não é à toa que, em pesquisa recente da Gartner, verificou-se que, apesar dos impactos financeiros causados pela Covid-19, 47% das companhias de diferentes setores planejam aumentar os investimentos em IoT. Esse estudo apontou ainda que os gastos mundiais com equipamentos eletrônicos e de comunicações para dispositivos de IoT, atingiram US$ 14,7 bilhões em 2020, número que representa um crescimento de 6% em relação ao ano anterior.

Utilizada com uma frequência cada vez maior no universo empresarial, a tecnologia IoT consiste na conexão de diferentes dispositivos em rede, possibilitando que gadgets coletem e gerem dados que se transformam em informações importantes e resultados efetivos para os negócios. “Quando penso em IoT, trafegando por uma rede 5G, vejo aumento da conectividade e integração para reforçar uma cadeia de valor que já oferece resultados voltados para a redução de custos, aumento da produção, agilidade e redução de erros e riscos. Isso porque os sensores conectados nessa rede poderão contribuir para maior agilidade e eficiência das soluções de Inteligência Artificial (AI) na comunicação entre os dispositivos e para a tomada de decisões de maneira mais rápida e precisa”, comenta Murilo Silva, sócio-diretor da fuse IoT.

As aplicações de IoT já fazem parte do dia a dia das indústrias, consumidores e sociedade e se ampliará consideravelmente com o 5G, dependendo da região e acesso à essa conexão. Na indústria, o uso da realidade aumentada e da virtual já estão presentes, mas serão exponencialmente aumentados, devido à alta velocidade e baixa latência. “Um engenheiro no Japão conseguirá ter a visão mais rápida de determinado problema em uma máquina no Brasil, por exemplo, e trabalhar junto com um técnico brasileiro, de maneira remota, para resolver. Da mesma forma, os médicos poderão monitorar seus pacientes à distância e tomar decisões via telemedicina com uma conexão mais ágil, sem problemas na transmissão das imagens e de som”, diz Silva.

Segundo ele, a diferença é que com o 5G, a qualidade da imagem será de 4k, em tempo real, sem atrasos, o que assegura maior qualidade e rapidez na conexão. “Será mais um passo na direção do fomento dessa cultura tecnológica para a população, que reforçará ainda mais a capacidade de inovação e a competitividade”, reforça.

Nas indústrias dos mais variados setores e portes, as conquistas serão ainda mais surpreendentes, mas é preciso ressaltar que as soluções de IoT são entregues com outros tipos de conexão em redes públicas ou privadas. No interior do País, grandes indústrias automotivas, que utilizam o 5G, já estão desfrutando dos benefícios de IoT em seus setores de robótica, porque com todos os sistemas integrados, com a velocidade que a nova banda de conexão móvel propicia, os robôs trabalham de forma mais fluida e assertiva em todo o processo industrial. “A expectativa é que com o 5G haverá um aumento da capilaridade e tornará as operações ainda mais rápidas, pois ao ganhar agilidade os equipamentos terão mais inteligência e melhor aproveitamento de baterias, por exemplo”.
Ecossistema

A tecnologia 3G migrou para a 4G, com uma banda mais larga e maior velocidade, mas com o mesmo ecossistema. O 5G apresenta uma nova programação, em um novo ecossistema. Nesse ponto, as empresas da tecnologia possuem um papel importante, que é o de ajudar as companhias de telecomunicações a modernizarem suas plataformas e operações, por meio da arquitetura de redes e ferramentas de gestão com base em padrões abertos. O padrão permitirá a competição entre vários players, o que vai incentivar o processo de inovação e a busca por soluções mais rápidas para os usuários. Os novos modelos de negócios envolverão tecnologias como Inteligência Artificial, Blockchain, automação baseada em modelos analíticos e preditivos, que trarão mais agilidade e eficiência.

5G

fuse IoT

Gartner

IoT

Murilo Silva

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital
Edição do mês

Leia nesta edição:

Leia nessa edição sobre tecnologia

CAPA | TENDÊNCIAS

Tecnologias imersivas ganham impulso nos negócios

Leia nessa edição sobre carreira

INDÚSTRIA 4.0

Fábrica conectada

Leia nessa edição sobre setorial | saúde

SERVIÇOS

Trunfos dos menores

Esta é para você leitor da Revista Digital:

Leia nessa edição sobre sustentabilidade

TENDÊNCIAS

A casa também foi para a Nuvem

Julho| 2021 | #48 - Acesse:

Infor Channel Digital

Baixe o nosso aplicativo

Google Play
Apple Store

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento