book_icon

Nice implementa abordagem ética para automação com Inteligência Artificial

Pioneira na indústria robótica, a abordagem em cinco princípios éticos da Nice demonstra o compromisso de garantir a dinâmica robô-humana responsável no local de trabalho

Nice implementa abordagem ética para automação com Inteligência Artificial

A Nice apresenta uma Abordagem Ética para as automações robóticas que promove responsabilidade e transparência no projeto, criação e implantação de robôs com tecnologia de Inteligência Artificial. As diretrizes éticas da Nice definem o padrão para projetar, construir e implantar robôs e formam a base para robôs eticamente sólidos que colaboram com os humanos.

A Abordagem compreende cinco princípios orientadores e fundamenta todas as interações com robôs de processo – do planejamento à implementação – e impulsiona parcerias homem-robô eticamente corretas no local de trabalho. O lançamento dessa abordagem reitera a dedicação da empresa a esses padrões e convida à adoção em todo o setor.

Estamos em um momento empolgante da história em que, com o suporte de robôs inteligentes movidos a IA, a força de trabalho humana pode oferecer CX de última geração  

“O Nice RPA teve uma boa pontuação em nossa abordagem de Avaliação de Ética em Tecnologia (ETA). É louvável ver a Nice assumindo uma posição firme ao estabelecer uma abordagem Ética Robótica. O aumento na adoção de IA exige compromisso em fazer o que é ético e respeitoso com os clientes. O movimento da Nice nesta direção é admirável e aconselho outras organizações a fazerem o mesmo”, diz Sarah Burnett, sócia da Emergence Partners.

A rápida aceleração da IA impulsionou a proliferação de robôs em várias funções, tanto em ambientes de trabalho domésticos quanto de negócios. Com sua integração, os robôs estão recebendo mais acesso aos dados de negócios e clientes. Ainda assim, os padrões éticos que fornecem orientação sobre o desenvolvimento e a aplicação de robôs e IA têm falhado. Há muito discurso sobre o assunto na indústria de robótica, mas medidas para formalizar as diretrizes em um nível de mercado ainda precisam ser tomadas.

Ao apresentar o primeiro conjunto de padrões para autorregulação da criação de robótica orientada a IA responsável, a Nice se compromete a garantir um design, desenvolvimento e implementação de automações de processo transparentes, como já é inerente à sua plataforma RPA. Profundamente enraizado em suas capacidades de produto, a abordagem ética da Nice é compartilhada com cada cliente junto a sua licença robótica. Embora a determinação final do que é benéfico para a humanidade seja subjetiva e contextualmente enraizada, a empresa visa garantir um impacto positivo no RPA como prioridade do setor. Os cinco princípios orientadores que se destinam a garantir bons padrões éticos, subjacentes à relação robô-humano no local de trabalho incluem o seguinte:

 Os robôs devem ser projetados para um impacto positivo: devem ser construídos para contribuir com o crescimento e o bem-estar da força de trabalho humana. Considerando os impactos sociais, econômicos e ambientais, todo projeto que envolva robôs deve ter pelo menos uma justificativa positiva claramente definida.

 Robótica livre de preconceitos: atributos pessoais como cor, religião, sexo, gênero, idade e outros status protegidos são eliminados ao criar robôs, de forma que seu comportamento seja agnóstico para os funcionários. Os algoritmos de treinamento são avaliados e testados periodicamente para garantir que estejam livres de preconceitos.

 Os robôs devem proteger os indivíduos: uma consideração cuidadosa é dada para decidir se e como delegar decisões aos robôs. Os algoritmos, processos e decisões embutidos devem ser transparentes, com a capacidade de explicar as conclusões com uma lógica inequívoca. Consequentemente, os humanos devem ser capazes de auditar os processos e decisões de um robô e ter a capacidade de intervir e corrigir o sistema para evitar possíveis ofensas.

 Os robôs devem ser acionados por fontes de dados confiáveis: devem ser projetados para agir com base em dados verificados de fontes confiáveis e usadas para algoritmos de treinamento mantidos com a capacidade de referenciar a fonte original.

 Os robôs devem ser projetados com governança e controle holísticos: os seres humanos devem ter informações completas sobre as capacidades e limitações de um sistema. As plataformas de robótica devem ser projetadas para proteger contra abuso de energia e acesso ilegal, limitando, monitorando proativamente e autenticando qualquer acesso à plataforma e todo tipo de ação de edição no sistema.

“Estamos em um momento empolgante da história em que, com o suporte de robôs inteligentes movidos a IA, a força de trabalho humana pode oferecer CX de última geração. A Nice tem orgulho de assumir a liderança em garantir o uso de robôs para a melhoria da humanidade, articulando os princípios éticos que atuam como diretrizes para o desenvolvimento de nossas próprias inovações baseadas em IA e, por meio dessa perspectiva, em todo o campo de RPA. A abordagem ética reflete nosso compromisso com esse esforço e convidamos os líderes da indústria a se juntar a nós”. Explica Barry Cooper, presidente do Nice Workforce & Customer Experience Group.

Serviço
ww.nice.com

Avaliação de Ética em Tecnologia (ETA)

Barry Cooper

Emergence Partners

Ética Robótica

Inteligência Artificial

NICE

Sarah Burnett

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital
Edição do mês

Leia nesta edição:

Leia nessa edição sobre tecnologia

CAPA | TENDÊNCIAS

Tecnologias imersivas ganham impulso nos negócios

Leia nessa edição sobre carreira

INDÚSTRIA 4.0

Fábrica conectada

Leia nessa edição sobre setorial | saúde

SERVIÇOS

Trunfos dos menores

Esta é para você leitor da Revista Digital:

Leia nessa edição sobre sustentabilidade

TENDÊNCIAS

A casa também foi para a Nuvem

Julho| 2021 | #48 - Acesse:

Infor Channel Digital

Baixe o nosso aplicativo

Google Play
Apple Store

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento