book_icon

A tendência de terceirização de hardware é global

Cristiano Herbert, CEO da Office Total afirma que o movimento das empresas de terceirizar foi quase que inevitável, o que permitiu que elas tivessem acesso ao hardware atrelado a serviços com toda conveniência e praticidade que o momento exigia

A tendência de terceirização de hardware é global

Diante da premissa: terceirização de TI dribla os efeitos da pandemia e disponibiliza de forma prática e ágil produtos essenciais, que não permitem interrupção dos negócios, Infor Channel entrevista Cristiano Herbert, CEO da Office Total. Provedora de soluções em tecnologia, fundada há 26 anos, com sede no Rio de Janeiro e filiais em São Paulo e em Vitória, Espírito Santo, a empresa atua com terceirização de equipamentos de TI. Com projetos em mais de três mil clientes, soma 30 mil equipamentos instalados em todo o País.

É fato que a pandemia aumentou a adoção da terceirização de equipamentos. Este foi o fato que levou a Office Total a atuar no modelo Como Serviço?
A terceirização de hardware de TI está no coração da estratégia da Office Total desde seu nascimento, há 26 anos. O que percebemos na pandemia foi uma aceleração de tendências que já estavam presentes, como é o caso da terceirização de hardware de TI.
Da noite para o dia as empresas tiveram que rever seus formatos de trabalho, processos e tecnologias para se adequar e garantir a continuidade de seus negócios, diante deste cenário, surgiu a necessidade de oferecer aos seus colaboradores uma infraestrutura eficiente no modelo home office. O movimento das empresas de terceirizar foi quase que inevitável, o que permitiu que elas tivessem acesso ao hardware atrelado a serviços com toda conveniência e praticidade que o momento exigia.
A tendência de terceirização de hardware é global, crescente e irreversível. Como líder na terceirização de impressoras, já estávamos atentos aos movimentos do mercado de hardware de forma geral, então nossa expansão para PCs já estava no planejamento estratégico, e foi quase que natural. Mas não para por aí! Vamos além, estamos nos preparando para ser autoridade nacional nos diversos hardwares de TI, provendo infraestrutura em escala para pessoas e empresas. Relembrando a expressão americana, seremos o one stop shop do segmento. Nosso slogan já diz tudo: Nosso trabalho é prover o seu trabalho.

Qual o diferencial da sua oferta?
Primeiro a qualidade do atendimento, sem dúvidas. São centenas de técnicos volantes, além de centenas de técnicos parceiros, atuando diretamente no campo para resolver quaisquer questões diretamente no cliente, além de uma equipe de atendimento remoto preparada para resolver a série de problemas mais simples. Todos estes trabalhando de forma sincronizada com algumas das ferramentas de atendimento mais modernas do mercado. É um nível de sofisticação que só um especialista em hardware de TI, depois de muitos anos, pode alcançar.
Segundo ponto uma amplitude diferenciada de serviços associados ao hardware: atendimento home office, monitoramento remoto, gestão proativa de performance, backup automático, e por aí vai… são mais de 15 serviços ao todo. Atendemos a quem atua no modelo 100% home office, modelo híbrido, empresas com SLA diferenciado, ou mesmo quem quer apenas os serviços, as soluções são diversas.
Por fim, mas não menos importante, a amplitude de sortimento. Somos multimarcas, trabalhamos com todas as principais fabricantes do mercado, o que dá a tranquilidade ao cliente de que quando a Office Total está oferecendo o produto então realmente este atende melhor a sua necessidade específica.

Qual é a estratégia para conquistar mercado?
Certamente são diversas frentes, e de forma simultânea.
Uma delas, exclusiva de quem é referência no mercado, é crescer na própria base ou por indicação da própria. Sem sombra de dúvidas é um diferencial nosso e que temos explorado bastante.
Outra frente, que revelei um pouco antes, é a expansão de portfólio: impressoras, PCs, máquinas de código de barras, equipamentos radiológicos, e por aí vai… Além da expansão de área de atuação, crescendo em outras regiões do País, dado que hoje ainda somos mais concentrados na região Sudeste.
Também temos diversas ações no meio digital, cada vez mais forte e com novidades.
Por fim, não descartamos crescimento inorgânico, estamos atentos a M&As e sempre considerando essa possibilidade.

Quais setores da economia acredita que mais adotarão o modelo como serviço em termos de equipamentos? Por quê?
O modelo de equipamentos como serviço é muito vantajoso, em diversos aspectos, de forma que atende bem a diversos setores na economia. O que nós percebemos na nossa experiência é que quanto mais moderna a empresa, e naturalmente quanto mais moderno o setor dessa empresa, ou quanto mais o setor esteja passando por transformações tecnológicas, maior a adoção de equipamentos como serviços.
Por exemplo, temos visto bastante crescimento em startups, de forma geral, que sequer cogitam começar no modelo anterior, de comprar o equipamento, fazer a gestão etc. Falando de setor, as áreas de Saúde e de Educação têm passado por grandes transformações, e são grandes clientes nossos também.
Empresas que têm crescimento forte também são bons clientes, porque o modelo de serviço é muito mais expansível e flexível.

Acredita que o modelo de venda por assinatura mensal veio para ficar? Por quê?
O modelo de assinatura revoluciona o mercado. Mudamos nossa forma de deslocamento, moradia e compras no geral e tudo isso bem antes da pandemia. A diferença é que a pandemia praticamente excluiu todas as outras formas de consumo no momento em que o isolamento deixou de ser uma opção e se tornou necessidade. Então, até as pessoas mais tradicionais mudaram seus hábitos de compras e se adequaram ao que chamamos de “novo normal”. As pessoas estão cada vez mais sedentas por praticidade, conveniência e menos burocracia e a venda por assinatura oferece tudo isso. O que estamos vendo é somente o começo, o modelo de assinatura veio para ficar sim, e nos próximos anos irá crescer muito.

Como a empresa está estruturada? Quais são as frentes de atuação?
Estamos atuando fortemente na expansão de portfólio, especialmente no crescimento de PCs. Também temos trabalhado internamente em evoluir com nossa governança, para buscar excelência em gestão e garantir que ordem e progresso andem juntos. Por fim, temos modernizado nosso atendimento para uma visão cada vez mais centrada no cliente, conforme as boas práticas de Customer Experience.

Qual a expectativa de faturamento para este ano com a terceirização e da empresa como um todo? E para os próximos dois anos?
Por uma questão de confidencialidade junto aos nossos sócios não abrimos nosso faturamento, mas prevemos um crescimento no faturamento na ordem de 50% para 2021 com aquisições.

Quais são os fabricantes com os quais tem parceria de negócios?
A Office Total é multimarcas e busca sempre estar próxima das referências de mercado. Em PCs, trabalhamos com a Lenovo, líder global no segmento, e também somos próximos da Vaio – Positivo, entre outras. Em impressoras somos muito próximos da Konica, Canon, Epson, Xerox, todas marcas de grande renome internacional. Além de serem marcas com tecnologia de excelência, elas têm um programa de relacionamento muito transparente e produtivo com parceiros. Somos continuamente treinados e temos uma comunicação clara e eficiente. Essa sinergia torna tangível a segurança e o conforto aos nossos clientes.

Cristiano Herbert

Office Total

tendência de terceirização de hardware é global

terceirização de equipamentos

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.