book_icon

Ericsson chega a acordo com a Nokia sobre processo de corrupção

Fabricante sueca concordou em pagar 80 milhões de euros para encerrar processo que corre nos EUA

Ericsson chega a acordo com a Nokia sobre processo de corrupção

A Ericsson parece ter resolvido resolver algumas pendengas judiciais. Semana passada ela anunciou um acordo com a Samsung para encerrar um processo de licença de patentes e nesta quarta-feira (12/5) a fabricante sueca noticiou que chegou a um acordo com a Nokia para resolver uma ação de indenização. O acordo está relacionado a eventos que foram objeto de uma resolução de 2019 com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos (DOJ) e a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC) sobre investigações sobre as violações da Ericsson da Lei de Práticas de Corrupção no Exterior dos Estados Unidos (FCPA).

A Ericsson afirma ter uma política de tolerância zero à corrupção e, nos últimos anos, trabalhou muito para fortalecer seu programa de Ética e Conformidade e para construir uma cultura de conformidade

Conforme comunicado em 2019, a resolução com o DOJ relacionava-se a acusações criminais de livros e registros e violações de controles internos da FCPA em cinco países, incluindo em Djibuti (África Oriental), e uma confissão de culpa a uma instância de suborno em Djibouti. A resolução com a SEC relacionou-se a alegações de violações dos livros e registros e provisão de controles internos da FCPA em seis países e da provisão de suborno da FCPA em três desses seis países.

O acordo com a Nokia prevê o pagamento pela Ericsson de um valor total de liquidação de 80 milhões de euros. O valor reflete incerteza, risco, despesa e possível distração do foco comercial associado a um litígio potencialmente longo e complexo. A liquidação terá um impacto de 80 milhões de euros no EBIT e 26 milhões de euros no fluxo de caixa no 2º trimestre de 2021. O restante do valor da liquidação será feito em parcelas semelhantes em 2022 e 2023, respectivamente, impactando o fluxo de caixa. O valor de liquidação será registrado como Outras Despesas Operacionais no Segmento de Negócios Emergentes e Outros. Mais detalhes sobre os termos do acordo não foram divulgados.

A Ericsson afirma ter uma política de tolerância zero à corrupção e, nos últimos anos, trabalhou muito para fortalecer seu programa de Ética e Conformidade e para construir uma cultura de conformidade.

Serviço
www.ericsson.com
www.nokia.com

corrupção

Djibouti

DOJ

Ericsson

FCPA

Nokia

Processo

SEC

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital
Edição do mês

Leia nesta edição:

Leia nessa edição sobre tecnologia

TECNOLOGIA

A um clique das melhores tecnologias

Leia nessa edição sobre carreira

CUSTOMER EXPERIENCE

Cliente no centro de tudo

Leia nessa edição sobre setorial | saúde

GESTÃO

Serviços de impressão turbinados

Esta é para você leitor da Revista Digital:

Leia nessa edição sobre sustentabilidade

TENDÊNCIAS

Cabeça de papel sobrevive no mundo digital

Maio| 2021 | #46 - Acesse:

Infor Channel Digital

Baixe o nosso aplicativo

Google Play
Apple Store

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento