book_icon

Lexmark apresenta o pacote de conectividade Cloud Bridge

A nova oferta da empresa proporciona flexibilidade no local de trabalho com acesso simplificado a serviços avançados de MPS e Nuvem

A Lexmark, empresa global em soluções de impressão e imagem, anuncia hoje, 27/04, o lançamento do Lexmark Cloud Bridge, um pacote de conectividade que aumenta a flexibilidade nos locais de trabalho. A novidade amplia o acesso a recursos de serviços de gerenciamento de impressão avançados (MPS, na sigla em inglês) para clientes corporativos diretos em ambientes de rede complexos e oferece recursos poderosos de gerenciamento remoto de parques de impressão por meio de serviços em Nuvem (Lexmark Cloud Services) para um número maior de parceiros e dispositivos.

O Lexmark Cloud Bridge começa a ser oferecido hoje aos clientes dos Estados Unidos e estará disponível em breve em outros países, incluindo o Brasil  

“Os clientes esperam o mesmo nível de suporte MPS em qualquer dispositivo e em qualquer tipo de ambiente de rede ou local de trabalho. Nossos parceiros devem estar preparados para fornecer suporte remoto de maneira semelhante”, diz Brock Saladin, vice-presidente sênior e diretor comercial da Lexmark. “Criamos o Lexmark Cloud Bridge para trazer de forma simples e segura, via Nuvem, a funcionalidade avançada do MPS para todos os ambientes de rede – de grandes sedes corporativas, passando por ambientes distribuídos até escritórios domésticos.”

O pacote de conectividade de dispositivos Lexmark Cloud Bridge desbloqueia recursos avançados de serviços de impressão em qualquer ambiente de rede. Isso permite que clientes e parceiros reduzam a sobrecarga de TI e o custo da infraestrutura de impressão; aumentem a vida útil do dispositivo com serviço preditivo; mantenham as impressoras seguras com configurações baseadas em nuvem e atualizações de firmware; visualizem os parques de impressão por meio de um portal com informações consolidadas e análises interativas  e habilitem o gerenciamento remoto de parques de impressão hiper distribuídos.

A suíte Cloud Bridge inclui um Agente Nativo já instalado em muitos dos dispositivos Lexmark mais recentes. Também um Agente de Impressora que é executado em dispositivos habilitados para soluções não nativas de IoT. Além de um Agente de Parque de Impressão que é executado em um servidor ou PC para unir dados no local com uma solução no servidor. Por fim, um Agente Local, que suporta conectividade direta do PC para a impressora. A arquitetura do Lexmark Cloud Bridge pode ser expandida para atender aos requisitos de conectividade futuros para máxima flexibilidade.

A exclusiva posição da Lexmark no mercado como proprietária de tecnologia de ponta a ponta permite esta conectividade total entre o dispositivo e o sistema. Do mecanismo de impressão à comunicação do dispositivo e ao sistema de IoT global e único, a arquitetura de tecnologia avançada da Lexmark oferece uma solução de conectividade verdadeiramente integrada que proporciona serviços avançados aos clientes, independentemente de onde residam ou da complexidade de rede que enfrentem.

“Com o pacote de conectividade Lexmark Cloud Bridge, conseguimos oferecer com segurança nossos serviços de impressão líderes de mercado em qualquer lugar, a qualquer hora, para qualquer ambiente de impressão – de um parque global de 100.000 dispositivos até um único dispositivo em um escritório residencial remoto”, acrescenta Saladin. “A base da arquitetura Lexmark Cloud Bridge é uma base nova e forte que nos posiciona para atender às necessidades de nossos clientes e parceiros hoje e no futuro.”

O Lexmark Cloud Bridge começa a ser oferecido hoje aos clientes dos Estados Unidos e estará disponível em breve em outros países, incluindo o Brasil.

Brock Saladin

conectividade Cloud Bridge

Lexmark

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.