book_icon

Vladimir Brandão é o novo diretor-geral da Quest Software no Brasil

O executivo assume o cargo com a missão de aumentar as contas estratégicas e projeta crescimento de 30% da operação no País, ainda neste ano

A Quest Software, fornecedora global de software de gerenciamento e segurança de sistemas, anuncia Vladimir Brandão como diretor-geral para o Brasil. O executivo tem como missão aumentar o portfólio de contas estratégicas e grandes projetos da companhia, com projeção de crescer 30% da operação no País.  O executivo tem mais de 30 anos de experiência no setor de Tecnologia da Informação, sendo 20 deles gerenciando times em empresas como IBM, HP, Microsoft, entre outras. Segundo Brandão, a Quest está preparada para os desafios dos próximos anos e o Brasil é estratégico, já que que cerca de 70% dos grandes negócios (superiores a US$ 250 mil) da América Latina estão concentrados no território nacional.

A projeção da companhia é triplicar a operação em quatro anos

“Iremos colocar um grande esforço este ano no fortalecimento do nosso ecossistema de canais, aumentando a solidez do negócio aos nossos atuais e futuros parceiros de negócios. Temos grandes oportunidades pela versatilidade das nossas soluções que rapidamente suportaram muitos clientes nos momentos mais difíceis da pandemia, passando em um verdadeiro teste de resiliência”, avalia. “O mundo é diferente hoje. Possuímos soluções em diversas frentes para auxiliarem as corporações a reduzirem os impactos das mudanças, assim como, se conectarem, gerenciarem e fornecerem segurança às suas equipes de trabalho sejam elas remotas, nos escritórios ou em um formato híbrido”, afirma Brandão.

Operação na América Latina
A projeção da companhia é triplicar a operação em quatro anos, faturando cerca de US$ 50 milhões na região. Com a pandemia, a Quest adiantou a implementação do programa Back to the Future. Antes, os vendedores eram especialistas por Unidade de Negócios e, com o programa, passaram a ser vendedores generalistas responsáveis por contas estratégicas nomeadas ou verticais por indústrias. A empresa segmentou a América Latina em três regiões: Brasil, México e demais países denominados Multi Country Latin America, MCLA.

A Quest dividia seu time de vendas em cinco Unidades de Negócios e, com a mudança organizacional, agora a equipe passa a poder vender e atender a clientes de forma geral, local e independente do tipo de solução comercializada.

O novo diretor-geral para o Brasil é formado em Administração com ênfase em Marketing, com MBA Executivo pela USP e outras especializações em Desenvolvimento de Negócios e Pessoas pela Winfield College e University Saint Thomas.

A Quest é fornecedora global de soluções de software para simplificar demandas da TI corporativa das empresas que têm como grande desafio as rápidas mudanças causadas pelo crescimento exponencial da quantidade de dados, expansão de uso da Nuvem, Data Centers híbridos, ameaças à Cibersegurança e requisitos regulatórios.

De acordo com a empresa, suas soluções estão presentes em mais de 130 mil companhias, distribuídas por cerca de 100 países. Desde 1987, a companhia constrói um portfólio de soluções que incluem gerenciamento de banco de dados, proteção de dados, gerenciamento de identidades e acessos, gerenciamento da plataforma Microsoft e gerenciamento unificado de endpoints.

Quest Software

software de gerenciamento e segurança de sistemas

Vladimir Brandão

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.