book_icon

Home office: uma tendência que veio para ficar

Há mais de oito meses, antes mesmo da quarentena ser obrigatória em razão das determinações governamentais, a Nimbi já havia adotado o modelo de trabalho home office.
A decisão, a princípio, seria temporária. No entanto, com o passar do tempo, a mudança trouxe inúmeros benefícios para os colaboradores e para a própria empresa. Foi então que a jornada de atividades nesse formato foi adotada.
Ao contrário do que aconteceu em várias empresas – que não tinham o preparo necessário para essa migração, ainda mais em um curto espaço de tempo –, a Nimbi já possuía infraestrutura totalmente favorável, tanto com relação às ferramentas e sistemas (alocados na nuvem), como à estrutura física (equipamentos, notebook, etc.).
Além disso, os colaboradores perdiam muitas horas no deslocamento até o escritório, tempo que poderia ser revertido em melhor qualidade de vida, dedicado à família, aos amigos, aos estudos, ao lazer e a outros compromissos pessoais.
A dificuldade veio, porém, com o medo de que a cultura organizacional fosse perdida, já que ela estava supostamente vinculada ao escritório e ao contato físico diário. Um ambiente descontraído, com música no lounge, espaço para o café (e até para uma cervejinha), acesso a todas as áreas e pessoas. A distância física, no entanto, aproximou ainda mais o time.
As equipes se organizaram e mantiveram sua rotina de reuniões, que podem ser diárias, semanais ou na periodicidade necessária. Existem mais happy hours do que na época em que todos estavam fisicamente juntos. A grande surpresa (positiva) foi a proximidade entre as pessoas e, também, o aumento considerável da produtividade.
Para proporcionar um maior conforto aos funcionários, a Nimbi disponibilizou um kit home office, contemplando toda a estrutura necessária para o dia a dia de trabalho, como cadeira, suporte para notebook, entre outros acessórios. Além do auxílio mensal para internet e energia elétrica.
O espaço físico, desde agosto em operação, fica disponível aos colaboradores, caso desejem utilizá-lo para atividades e reuniões. Além disso, foi implementada uma agenda eletrônica, sendo possível controlar o fluxo de pessoas na empresa, sem risco de ultrapassar o limite imposto pelo distanciamento social.
Novas formas de comunicação foram criadas, tanto para o envio de mensagens descontraídas, como para conteúdos relevantes no dia a dia de trabalho, com direcionamentos e dicas.
Para acompanhar a saúde de todos os colaboradores, foi desenvolvida uma plataforma exclusiva para que eles pudessem informar quaisquer sintomas da Covid-19. Em caso de suspeitas, imediatamente, o time de
Recursos Humanos toma as providências necessárias, sempre com foco na segurança bem como integridade física e mental das equipes
O home office, permitiu, inclusive, mais flexibilidade na contratação de pessoas, já que candidatos de todas as regiões do País podem trabalhar remotamente. Ou seja, mais oportunidades e possiblidades de expansão dos negócios.
Por Carolina Cabral, head of Procurement da Nimbi

Carolina Cabral

Head of Procurement da Nimbi

home office

Comentários

  1. Marcelo de Souza

    Hoje em dia tem varias oportunidade para trabalhar Home Office para grandes empresas bastando apenas ter um celular ou computador com acesso a internet

Os comentários estão fechados nesse post.
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento