book_icon

Nova plataforma de 'live commerce' facilita interação para marcas

O conceito, no qual não há a necessidade de baixar aplicativo algum, deverá simplificar o acesso digital do consumidor
Nova plataforma de 'live commerce' facilita interação para marcas

A próxima semana será mais um teste de fogo para o e-commerce nacional provocado pela Black Friday, que será realizada no dia 27 de novembro. Segundo pesquisa da Associação Brasileira de Lojistas de Shopping, Alshop, 52% dos consumidores pretendem comprar algum item em uma das principais datas do varejo brasileiro depois do Natal. E um dos recursos que deve simplificar esse acesso digital em massa é o atual conceito de live commerce, onde não há a necessidade de baixar aplicativo e depender de regras das redes sociais que mudam todos os dias.
No live commerce, a venda acontece durante a transmissão ao vivo, direto no site da empresa ou na plataforma, a um clique de distância. Essa é a proposta da Alive, novidade desenvolvida pela Huia, estúdio de tecnologia do ecossistema de comunicação Haus, que agora integra o Grupo Stefanini.

A solução permite que o cliente coloque produtos no carrinho enquanto assiste ao vídeo, clicando diretamente na tela do dispositivo em que a live é assistida
Um dos exemplos recentes e bem-sucedidos desse novo modelo foi testado e aprovado pela Tramontina, primeira empresa a apostar na plataforma Alive. A conhecida marca dos brasileiros fez sua estreia no mundo das lives de vendas, em setembro, com um chef ensinando receitas e tirando dúvidas do público sobre seus produtos em tempo real. O cliente que assistiu pelo celular não precisou baixar um aplicativo da marca; acompanhou e comprou diretamente pela própria URL da Tramontina. A estratégia da comunicação da live foi criada pela agência W3haus e a produção, em parceria com a produtora Brooke, ambas da holding Haus.
“Muitas marcas já começaram a testar o formato de live commerce usando o Youtube ou Facebook e fazendo vendas via QR Code ou cupons. Nós estamos dando o próximo passo ao integrar a experiência de compra com a nossa solução de streaming. Este processo precisa ser fluído e sem quebra entre o conteúdo e plataforma”, explica Alessandro Cauduro, CIO do ecossistema Haus e CEO da Huia. “Isso ainda minimiza o risco de utilizar grandes players de tecnologia e ter de seguir suas regras comerciais”, enfatiza.
A solução permite que o cliente coloque produtos no carrinho enquanto assiste ao vídeo, clicando diretamente na tela do dispositivo em que a live é assistida. Ao optar pela compra, a plataforma o direciona para canal de e-commerce da marca, onde o pedido está pronto para ser fechado.
Recomenda-se que as lives tenham de 15 a 60 minutos, para não serem cansativas, e sejam conduzidas por um bom vendedor, um ‘microinfluenciador’ e até um consumidor lover da marca. Além da parte tecnológica, a Huia auxilia na estratégia de vendas, conteúdo e suporte. O objetivo é fazer pequenas lives, viáveis economicamente para as empresas, e que elas ganhem escala. “Acreditamos que os grandes eventos de live commerce que as marcas têm feito são importantes para gerar awareness e branding, mas o formato que apostamos são pequenos e mais frequentes, para que o consumidor tenha o hábito de participar e a conta faça sentido para quem quer vender”, afirma Cauduro.
Este formato de vendas foi apontado no Google Black Friday Insights Book como uma estratégia de inovação para as empresas se diferenciarem neste período competitivo. “O live commerce vai ser a novidade neste ano, mas é fundamental que as marcas testem antes para estarem preparadas e incorporarem o formato na sua estratégia de venda”, finaliza o executivo.
Serviço
https://alive.haus
https://huia.haus

Alessandro Cauduro

Alive

Grupo Stefanini

Haus

Huia

live commerce

Últimas Notícias
Você também pode gostar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital
Edição do mês

Leia nesta edição:

Leia nessa edição sobre tecnologia

CAPA | PRÊMIO A ESCOLHA DO LEITOR

As indicações do usuário

Leia nessa edição sobre carreira

CÓDIGO ABERTO

Kubernetes rumo à Nuvem

Leia nessa edição sobre setorial | saúde

LEGISLAÇÃO

Importações desafiam as empresas

Esta é para você leitor da Revista Digital:

Leia nessa edição sobre sustentabilidade

COMUNICAÇÕES

5G: Será que agora vai?

Outubro | 2021 | #51 - Acesse:

Infor Channel Digital

Baixe o nosso aplicativo

Google Play
Apple Store

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento