book_icon

VMware revela detalhes do Projeto Monterey

Trata-se de uma evolução de sua arquitetura para Data Center, Nuvem e Borda para atender às exigências de aplicativos de IA, Machine Learning e 5G
VMware revela detalhes do Projeto Monterey

A VMware mostrou ontem (29/9) em seu evento global VMworld, que termina amanhã (1°/10), uma prévia do Projeto Monterey, tecnologia focada na evolução de sua arquitetura para Data Center, Nuvem e Borda para atender aos requisitos em constante mudança de aplicativos de última geração, incluindo Inteligência Artificial – IA), Machine Learning e aplicativos 5G. A VMware também anunciou que está colaborando com parceiros do ecossistema para fornecer soluções baseadas no Projeto Monterey, incluindo Intel, Nvidia e Pensando Systems, além das fabricantes de hardware Dell Technologies, Hewlett Packard Enterprise – HPE, e Lenovo.
“As organizações estão introduzindo aplicativos cada vez mais sofisticados, desde nativos da Nuvem até Machine Learning e aplicativos de streaming, que são distribuídos e com uso intensivo de dados”, disse Rajiv Ramaswami, diretor de Operações, Produtos e Serviços em Nuvem da VMware. “Estamos anunciando o Projeto Monterey para ajudar os clientes a atender aos requisitos de mudança dos aplicativos de última geração. Ao repensar a arquitetura do Data Center, Nuvem e borda, esperamos oferecer aos clientes a liberdade de executar esses aplicativos no melhor ambiente”, comentou.

Ao repensar a arquitetura do Data Center, Nuvem e Borda, esperamos oferecer aos clientes a liberdade de executar esses aplicativos no melhor ambiente 

Conforme as organizações implementam novos aplicativos, as arquiteturas tradicionais de TI estão sendo ampliadas para atender a demanda. Os aplicativos de última geração, que abrangem a transformação 5G, nativos da Nuvem, centrados em dados, Machine Learning, aplicativos rodando em Nuvens híbridas, tudo isso gera novos desafios para a área de TI, incluindo o consumo cada vez maior de ciclos na CPU do servidor, afetando o desempenho.
Para resolver esses problemas, as organizações adotaram sistemas especializados com aceleradores de hardware, como unidades de processamento gráfico – GPUs, matrizes de portas programáveis em campo – FPGAs, e placas de interface de rede – NICs, com descarregamento para suportar as necessidades de desempenho e segurança de novos aplicativos. Esses aceleradores melhoraram o desempenho, mas geraram equipes isoladas, habilidades especializadas, aumento do custo total de propriedade – TCO, e novos níveis de complexidade e requisitos de segurança.
Novos recursos
No Projeto Monterey, o VMware Cloud Foundation (VMware vSphere, VMware vSAN e VMware NSX) passa a oferecer suporte à tecnologia SmartNIC (também conhecida como unidades de processamento de dados ou DPUs), um novo componente de arquitetura que descarrega tarefas de processamento que a CPU do servidor normalmente faria. Com o suporte a SmartNICs, o VMware Cloud Foundation será capaz de manter a virtualização de computação na CPU do servidor, enquanto descarrega as funções de I/O de armazenamento e rede para a CPU SmartNIC. Isso permitirá que os aplicativos maximizem o uso da largura de banda da rede disponível enquanto economiza os ciclos da CPU do servidor para obter o melhor desempenho do aplicativo. A VMware deu o primeiro passo dessa evolução, permitindo que o VMware ESXi seja executado em SmartNICs.
A empresa afirma que o Projeto Monterey os ajudará a acelerar ainda mais a construção de uma infraestrutura 5G totalmente virtualizada e altamente eficiente, que será essencial para fornecer os serviços avançados e inovadores esperados em redes dessa tecnologia  

A VMware também fará uma nova arquitetura do VMware Cloud Foundation para permitir a desagregação do servidor, incluindo a extensão do suporte para servidores bare metal, permitindo que um aplicativo executado em um servidor físico consuma recursos do acelerador de hardware, como FPGAs, de outros servidores físicos. Isso também permitirá que os recursos físicos sejam acessados dinamicamente com base na política ou via API de software, adaptada às necessidades do aplicativo. Além disso, como o ESXi está sendo executado no SmartNIC, as organizações poderão usar uma única estrutura de gerenciamento para gerenciar toda a sua infraestrutura ‘decomputação’, seja ela virtualizada ou bare metal. A separação das funções de rede, armazenamento e segurança do servidor principal permite que essas funções sejam corrigidas e atualizadas independentemente do servidor.
Segurança
Além disso, com o Projeto Monterey, a VMware pode cumprir ainda mais sua visão de segurança intrínseca. Cada SmartNIC é capaz de executar um firewall stateful com todos os recursos e um pacote de segurança avançado. Uma vez que isso será executado no NIC e não no host, até milhares de pequenos firewalls poderão ser implantados e ajustados automaticamente para proteger serviços de aplicativos específicos que compõem o aplicativo, envolvendo cada serviço com defesas inteligentes, que podem proteger qualquer vulnerabilidade de um serviço específico. Dessa forma, cria-se uma defesa customizada, que pode ser ajustada e implantada automaticamente em dezenas de milhares de aplicativos. Além disso, o Projeto Monterey possibilitará que empresas ou provedores de serviços, que oferecem suporte a vários locatários, isolem esses locatários da infraestrutura central.
Globalmente, as empresas de telecomunicações estão aproveitando cada vez mais a plataforma VMware Telco Cloud para virtualizar e armazenar em contêineres suas soluções de rede 5G. A empresa afirma que o Projeto Monterey os ajudará a acelerar ainda mais a construção de uma infraestrutura 5G totalmente virtualizada e altamente eficiente, que será essencial para fornecer os serviços avançados e inovadores esperados em redes dessa tecnologia.
Leia também
VMware e Nvidia possibilitam arquitetura em Nuvem híbrida da próxima geração
Serviço
www.vmware.com
 

5G

Inteligência Artificial

Machine Learning

Nuvem

Projeto Monterey

Rajiv Ramaswami

VMware

VMworld

Últimas Notícias
Você também pode gostar

Comentários

Os comentários estão fechados nesse post.
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento