book_icon

Huawei é escolhida para projeto da Usina Solar em larga escala do Brasil

Equipamento que proporciona os maiores rendimentos e o menor Custo Nivelado de Energia são fatores fundamentais para o empreendimento de R$ 1,5 bi
Huawei é escolhida para projeto da Usina Solar em larga escala do Brasil

A Huawei, que atua no mercado em Soluções Fotovoltaicas Inteligentes, e a Rio Alto Energias Renováveis anunciam parceria para a produção de 156 MW em Coremas, no sertão da Paraíba – a primeira Usina de Energia Solar de Geração do Brasil, com capacidade de 426 MW de potência. Este projeto combina uma série de implementações solares já contratadas por meio do mercado livre de energia.
A Rio Alto, empresa nacional e independente, especialista no desenvolvimento de projetos de energia renovável, combina tecnologia e pioneirismo, em busca do fomento do setor no País. Recentemente anunciou o investimento de cerca de R$ 1,5 bilhão em energia solar, para a construção de novos parques de geração centralizada.

Estamos comprometidos em levar a digitalização a todas as usinas fotovoltaicas e empresas de energia renovável  

A Huawei será a provedora de tecnologia em Inteligência Artificial, na geração de 156 MW, referente a 5 das usinas do Complexo: Corema IV, V, VI, VII e VIII. A solução FusionSolar 6.0+ da Huawei irá possibilitar uma redução do Custo Nivelado de Energia (LCOE) em mais de 5%, o que resulta em maior valor para a Rio Alto.
“A partir dessa parceria estamos dando mais um grande e importante passo na construção de uma sólida plataforma digital para a indústria solar brasileira. Estamos comprometidos em levar a digitalização a todas as usinas fotovoltaicas e empresas de energia renovável. E vamos colaborar com a Rio Alto, que almeja estar na vanguarda da era inteligente”, destaca o CEO da Huawei Brasil, Sun Baocheng.
A busca por tecnologias de última geração que assegurassem condições para uma alta confiabilidade, segurança e eficiência do seu sistema fotovoltaico, fez com que a Rio Alto Energia optasse por investir em novas tecnologias baseadas em Inteligência Artificial, na utilização de inversores string da Huawei. “Fomos até a China e analisamos juntos a tecnologia e os custos para serem aplicados ao mercado brasileiro. Ficamos impressionados com os investimentos da Huawei em P&D dedicados ao setor e que faz todo sentido para nós”, afirma Rafael Brandão, fundador da Rio Alto Energias Renováveis.
A solução da Huawei é totalmente digitalizada e patenteada, capaz de fornecer rendimentos até 2% maiores, O&M (Operação e Manutenção) mais inteligente que, por sua vez, reduz o LCOE (Custo Nivelado de Energia – em mais de 5%) se comparada a outras soluções tradicionais. “Priorizamos sempre por implantar novas tecnologias em nossas plantas a fim de obter ganhos substanciais para a companhia e para o desenvolvimento do setor. A escolha pela Huawei foi motivada pela capacidade de desenvolvimento e inovação tecnológica do grupo, o que está conectado à cultura e experiência da nossa empresa”, complementa Brandão.
Solução inteligente baseada em dados, IA e algoritmos
Os dados se tornaram um recurso primordial em toda operação industrial e as usinas fotovoltaicas em Coremas, na Paraíba, estarão equipadas e operando com o que há de mais avançado na indústria. Em todas as cinco usinas em construção, que totalizam 156MW– Coremas IV, V, VI, VII e VIII, a solução fotovoltaica inteligente Huawei FusionSolar 6.0+ consiste em: integração de design multi-MPPT, 760 unidades de inversores string inteligentes SUN2000 185KTL, 24 estações de transformador inteligente (STS), sistema avançado de rastreamento de ponto de máxima potência (MPPT), diagnóstico de curva I-V inteligente e o novo algoritmo de conexão com a rede de Inteligência Artificial (IA).
A solução está preparada ainda para receber a funcionalidade Smart DC System (SDS) que trará um salto ainda maior em tecnologia fotovoltaica, para maior eficiência e disponibilidade da usina de Coremas. O SDS utiliza um algoritmo de IA que realiza uma melhor integração de módulos bifaciais, trackers e inversores multi-MPPT. Na comparação com a solução tradicional, sem a contribuição dos sensores de cada string, a geração adicional por meio do SDS pode aumentar em até 1,3%.
Outro algoritmo instalado melhora a conexão à rede elétrica e foi desenvolvido com base em um enorme número de dados de condições de operação normais e anormais do sistema elétrico. A partir disso, a Huawei criou um modelo matemático que integra o algoritmo de remodelagem de impedância baseado em IA, que aumenta a taxa de penetração de fontes renováveis, permitindo assim que os inversores entreguem maior suporte e tragam muito mais estabilidade aos sistemas elétricos.
Esses dados em massa são processados com IA para ajudar a garantir a alta eficiência e disponibilidade do sistema, o que numa operação convencional no mercado seria realizada obrigatoriamente por operadores no local. “A Huawei tem investido mais de 10% das suas receitas em P&D, e isso possibilita os avanços que fizemos, o que inclui soluções inovadoras para vários setores. A Huawei é a única companhia que é líder em setores como tecnologia de informação e comunicação, eletrônica e energia, e isso permitirá a integração das tecnologias 5G, Inteligência Artificial (IA) e energia fotovoltaica, para a realização de energia digital e inteligente”, concluiu Sun Baocheng.
A capacidade total de energia gerada pelas cinco novas usinas (156 MW) já foram contratadas no mercado livre. Para o restante do complexo, a energia deve ser contratada por empresas das áreas de distribuição, petróleo e siderurgia, com previsão de início da operação comercial até 2022. Desde 2009, a Rio Alto Energias Renováveis desenvolve, constrói, comercializa e opera projetos energia fotovoltaicos no Brasil.

1ª Usina Solar em Larga Escala do Brasil

Coremas

fotovoltaicas

Huawei

menor Custo Nivelado de Energia

Paraíba. energia renovável

Rafael Brandão

Rio Alto Energias Renováveis

Sun Baocheng

Últimas Notícias
Você também pode gostar
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital
Edição do mês

Leia nesta edição:

Leia nessa edição sobre tecnologia

CAPA | TECNOLOGIA

5G impõe seu ritmo

Leia nessa edição sobre carreira

MERCADO

Brincadeira de gente grande

Leia nessa edição sobre setorial | saúde

GESTÃO

Backup: a última linha de defesa

Esta é para você leitor da Revista Digital:

Leia nessa edição sobre sustentabilidade

NEGÓCIOS

Terceirização de equipamentos

Maio 2022 | #57 - Acesse:

Infor Channel Digital

Baixe o nosso aplicativo

Google Play
Apple Store

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento