book_icon

Ciso deve se preocupar com a escala e a velocidade dos acontecimentos

Um dos recursos poderosos que este profissional pode lançar mão é a Inteligência Artificial, que transforma em segundos, ações que levariam horas ou até semanas
Ciso deve se preocupar com a escala e a velocidade dos acontecimentos

O profissional que atua com Segurança da Informação tem o cérebro treinado para achar falha em tudo, e responder rapidamente a incidentes e até pouco tempo tinham as respostas e procedimentos prontos para potenciais desastres. Nesta área, porém, é preciso prever, esperar e estar preparado para ataques surpresas nos sistemas das empresas, intencionais ou não – internos ou externos. Dinâmica, evolui em uma velocidade muito grande e um dos pecados capitais do profissional responsável pela Segurança de Dados numa companhia, que em Inglês é o chamado Chief Information Security Officer – Ciso, é ter a falsa sensação de ter tudo sob controle.
“Não tem céu de brigadeiro para esse profissional”, pontua o líder de Segurança Cibernética da IBM no Brasil, João Rocha. Faz um tempo a questão de Segurança vem sendo reconhecida como estratégica e passa a atuar cada vez mais próxima da área de negócios e decisória das companhias. “Hoje nosso papel é orientar inclusive ‘como’ proceder e não apenas quando”, diz. O isolamento social, o trabalho remoto efetivado a toque de caixa, demonstrou isso.

Os pilares de trabalho de um Ciso são processos, tecnologia e pessoas e, a Inteligência Artificial chega como uma quarta coluna
Hoje é imperativo que este profissional se preocupe com a escala e a velocidade dos acontecimentos e esteja apto a ajudar as empresas na orquestração, custo e na resposta rápida a incidentes. Um dos recursos poderosos que o Ciso tem à disposição é a Inteligência Artificial – IA, que auxilia na confidencialidade e proteção de dados em Nuvem, inclusive. “Nos ajuda a impedir acessos não autorizados, a testar os ambientes e, também, na proteção de acesso remoto”, destaca Rocha. Para ele, a ferramenta vem para equilibrar para o jogo com os hackers profissionais, já que é possível executar uma tarefa em segundos.
Os pilares de trabalho de um Ciso são processos, tecnologia e pessoas e, a IA chega como uma quarta coluna. Por falar em pessoas, vale lembrar que existe uma carência global por profissionais de Segurança: 1,5 milhão de posições ociosas.
Desafios intensos
Em um cenário desenhado com a chegada do novo Coronavírus, associado à Transformação Digital e à Lei Geral de Proteção de Dados, ou LGPD, entre os desafios atuais do Ciso, está a questão de todos estarem em casa e a organização não percebe e controla as ações de funcionários. “Hoje a preocupação maior é levar todo o backoffice e os processos de negócios como os departamentos financeiros para um ambiente doméstico”, ressalta o executivo. Na medida em que todos têm que estar conectados e é uma seara fértil para os criminosos digitais.
Com isso, a necessidade de se montar equipes multidisciplinares se acentuou. Se há cerca de seis meses não se discutia o trabalho remoto na dimensão vivida recentemente, hoje o desafio está sendo preparar as empresas e as pessoas para o cenário atual e também futuro, com a volta dos funcionários ao ambiente de trabalho corporativo. Este é outro momento crítico.
É preciso estar atento com o equipamento que volta de casa, pois “inúmeros aplicativos ou softwares não homologados podem ter sido baixados e dispositivos usados sem a autorização da companhia”, alerta o líder da IBM.
O estrago pode ser de longo prazo. Um incidente de segurança chega a demorar quase 300 dias para ser detectado e mais de 100 dias para que o problema seja resolvido. O time de Segurança precisa medir o tempo de um clique num link, a resolução do incidente, até o momento em que tudo volte à normalidade; é preciso dominar a resiliência, como e em quanto tempo se conseguirá reagir. “A IBM mantém um briefing center em Boston para simular ataques e defesas. Assim, o cliente terá previsibilidade de incidentes, inclusive por conta da LGPD”, conta o executivo. Para ele, o processo de assimilação da nova Lei, será similar ao que ocorreu com o Código de Defesa do Consumidor.
É intrigante que ainda a forma mais efetiva para o início do ataque é quando o criminoso se disfarça de uma pessoa ou entidade confiável, levando o usuário a abrir um link. “Em 2019, 31% dos ataques aconteceram de forma simples e banal”, conta Rocha. Embora o roubo de dados seja o principal impacto dos ataques, os hackers também usaram a Nuvem como alvo para a ‘criptomineração’ e ransomware, usando recursos na Nuvem para ampliar o efeito desses ataques. O caminho mais comum para que criminosos cibernéticos comprometam o ambiente é por meio de aplicações baseadas em Cloud Computing, representando 45% dos incidentes relatados IBM X-Force Iris.
Novo papel, novas exigências
Os Cisos têm de estar ainda mais presentes junto aos Conselhos de Administração e decisórios das companhias, observar e reportar potenciais riscos e contribuir para a habilitação de negócios. “Um terço dos custos de um vazamento é perda de negócios e, em um momento como o atual, empresa alguma pode se dar a esse luxo”, diz.
Dados da IBM mostram que uma violação custa, na média global, US$ 3,8 milhões para as companhias, e contas comprometidas de funcionários foram o motivo mais caro. No Brasil, uma violação de dados custa em média R$5,88 milhões.
Outro exemplo de atuação de um Ciso é junto ao departamento de Recursos Humanos que antes não permitia o trabalho remoto e agora esse profissional tem que participar desta orientação.
Porém, mesmo estando à frente de uma equipe multidisciplinar, ele não pode assumir todos os riscos, já que depende de iniciativas e resoluções de várias outras áreas. “A responsabilidade de um incidente de segurança tem de ser compartilhada com todos os gestores da organização”, defende Rocha, e complementa dizendo que “a questão de Segurança diz respeito a todos: dos dirigentes, funcionários, prestadores de serviços até fornecedores”.
Em âmbito mais macro, o Ciso deve saber que as percepções de responsabilidade de Segurança na Nuvem variam amplamente entre as plataformas e aplicações. Estudo da IBM Security divulgado em junho de 2020, aponta que a maioria dos entrevistados (73%) acredita que os provedores de Nuvem pública foram os principais responsáveis por garantir a segurança de software-as-a-service – SaaS, enquanto 42% acreditam que os provedores foram primariamente responsáveis por garantir a segurança de Nuvem no modelo infrastructure-as-a-service – IaaS.
Enquanto esse tipo de modelo de responsabilidade compartilhada é necessário para a Era de Nuvem híbrida e multicloud, isso também pode levar a políticas de segurança variáveis e à falta de visibilidade entre os ambientes de Cloud. Organizações que são capazes de otimizar sua Nuvem e operações de segurança podem ajudar a reduzir esse risco, por meio de políticas claramente definidas que se aplicam por meio de todo seu ambiente de TI.
Serviço
https://www.ibm.com/br-pt

Chief Information Security Officer (CISO)

criminosos digitais

IBM

João Rocha

profissional responsável pela Segurança de Dados

segurança da informação

Últimas Notícias
Você também pode gostar
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital
Edição do mês

Leia nesta edição:

Leia nessa edição sobre tecnologia

CAPA | TECNOLOGIA

5G impõe seu ritmo

Leia nessa edição sobre carreira

MERCADO

Brincadeira de gente grande

Leia nessa edição sobre setorial | saúde

GESTÃO

Backup: a última linha de defesa

Esta é para você leitor da Revista Digital:

Leia nessa edição sobre sustentabilidade

NEGÓCIOS

Terceirização de equipamentos

Maio 2022 | #57 - Acesse:

Infor Channel Digital

Baixe o nosso aplicativo

Google Play
Apple Store

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento