book_icon

Vivo torna-se empresa carbono neutro

Com a utilização de energia renovável para redução de CO2, aliada à compra de créditos de carbono, empresa se torna a primeira do setor a neutralizar 100% das suas emissões diretas de gases causadores do efeito estufa e antecipa, em 2020, sua meta global de ser carbono neutro, prevista para 2030

Em um cenário impactado pelo Covid 19, no qual dois terços dos consumidores brasileiros, de acordo com pesquisa da McKinsey, consideram mais importante do que antes limitar os impactos nas mudanças climáticas, a Vivo anuncia mais uma iniciativa para tornar sua rede ainda mais limpa. A empresa passou a compensar 100% das emissões diretas de CO2, tornando-se a primeira telecom carbono neutro do País, de acordo com seu Relatório de Sustentabilidade 2019, lançado esta semana. Com a medida, a Vivo também se antecipa à meta global do grupo Telefónica de ser carbono neutro até 2030.
“A Vivo busca desempenhar um papel cada vez mais relevante e sustentável na sociedade. A descarbonização é um passo importante, que reflete nossa preocupação em minimizar o impacto da nossa operação no meio ambiente e contribuir com o esforço internacional de combate ao aquecimento global”, revela o VP de Relações Institucionais e Sustentabilidade da Vivo, Renato Gasparetto.

A descarbonização é um passo importante, que reflete nossa preocupação em minimizar o impacto da nossa operação no meio ambiente e contribuir com o esforço internacional de combate ao aquecimento global 

Parte desta conquista se deve à utilização de energia totalmente renovável, que viabilizou redução de 50% das emissões da Vivo em 2019, segundo o relatório, e também da neutralização das emissões dos 5,6 mil veículos da sua frota. Para compensar o restante das emissões diretas inerentes à sua operação, a Vivo passou a adquirir créditos de carbono, convertidos em projetos de proteção socioambiental.
O grupo Telefónica como um todo, tem liderado iniciativas e contribuído para a economia de baixo carbono, com meta de atingir zero emissões líquidas até 2030 em seus principais mercados (Brasil, Alemanha, Reino Unido e Espanha) e reduzir em 70% as emissões em suas operações de modo global. No Brasil, a meta para a redução de emissões da Vivo também está atrelada ao pool de bônus dos executivos.
Compensação de emissões
A aquisição de créditos de carbono é utilizada pela empresa para compensar as emissões diretas que não podem ser evitadas e acontece por meio de dois projetos. Um deles é o primeiro é o REDD+ Jari, que promove o manejo sustentável de recursos florestais em comunidades agroextrativistas em mais de 900 mil hectares nos estados do Pará e Amapá. Ao promover o bem-estar e a capacitação das comunidades, elas tornam-se mantenedoras da floresta amazônica e evitam as emissões provenientes do desmatamento. Outro projeto é o que contribui para a geração de energia eólica – VTRM Renewable Energy – contribuindo para uma matriz energética brasileira mais limpa.
Redução de emissões e eficiência no consumo
Desde 2018 a empresa passou a converter 100% do seu consumo de energia para fontes renováveis, seja por meio da compra de certificados de garantia de origem, de energia incentivada do mercado livre ou da geração distribuída, a partir de pequenas centrais hidrelétricas, em Minas Gerais. A empresa também busca maior eficiência no consumo de energia que impactam diretamente em sua pegada de carbono. Entre as medidas estão a modernização, automação e otimização de equipamentos, além dos desligues que eliminam duplicidades de rede. Outra iniciativa é a adaptação do sistema de climatização das centrais telefônicas para a captação do ar, com maior aproveitamento da temperatura externa. Esse conjunto de ações gerou uma economia de cerca de 7% em 2019.
A partir de 2019, os mais de 5 mil veículos da frota da operadora passaram a ser carbono neutro, por meio da compra de créditos para compensação das emissões. A empresa também implantou um sistema de agendamento para a utilização de carros compartilhados por diferentes áreas da empresa, diminuindo o total de veículos em circulação e adotou seus primeiros carros elétricos. A Vivo também já testa o uso de bicicletas elétricas para atendimentos específicos a clientes.
Vivo Sustentável
A Vivo, marca da Telefônica no Brasil, adota um modelo de negócios sustentável, com impacto positivo para a sociedade. Sua capacidade de gerar valor socioambiental está na natureza do negócio, que aproxima e leva desenvolvimento aos lugares mais remotos, conectando as pessoas no mundo digital. Ao mesmo tempo em que oferece produtos e serviços inovadores, a Vivo busca estimular o consumo responsável, reduzir o impacto das operações e pautar sua atuação em sólidas práticas de governança corporativa.
A empresa é a única operadora de telecomunicações do Brasil a compor por cinco anos consecutivos o ranking Best Emerging Market Performer Ranking, da Vigeo Eiris, que aponta as 70 companhias com atuação em mercados emergentes, selecionadas pelo bom desempenho em Sustentabilidade e Governança. A companhia também está presente pelo oitavo ano consecutivo no ISE – Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3 que reúne as companhias com as melhores práticas de Sustentabilidade e Governança. A empresa também está entre as companhias que compõem o Índice Carbono Eficiente (ICO2) da B3.
Relatório de Sustentabilidade
O Relatório de Sustentabilidade é uma importante ferramenta de prestação de contas à sociedade e disponibilização a todos os stakeholders de informações relevantes relacionadas à estratégia, gestão das operações e impactos econômicos, sociais e ambientais da Vivo. Elaborado anualmente desde 2004, esse documento atende ao GRI Standards, padrão global mais adotado nesse tipo de publicação pelas empresas, e segue o framework do Relato Integrado, com foco na capacidade da empresa de gerar valor em seis tipos de capitais (financeiro, manufaturado, natural, humano, intelectual e social e de relacionamento).
 

carbono neutro

energia renovável

McKinsey

primeira telecom carbono neutro do País

redução de CO2

Relatório de Sustentabilidade

Renato Gasparetto

stakeholders

Vivo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital

Leia nesta edição:

TECNOLOGIA

A evolução da Nuvem chega pela borda

CARREIRA

CIO: a batalha atual

SETORIAL | SAÚDE

Oportunidades em meio ao caos

Esta é para você leitor da Revista Digital:

SUSTENTABILIDADE

O lixo eletrônico é responsabilidade de todos

Abril | 2021 | #45 - Acesse:

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento
Webinar
Brand do Evento
Icon Calendar

12/05/2021

Icon Calendar

São Paulo / SP

Guiabolso Cast

O Guiabolso Cast, iniciativa que promove debates online sobre diversos temas relacionados à implementação do Open Banking.

Acesse o site do Evento
Webinar
Brand do Evento
Icon Calendar

12/05/2021

Icon Calendar

Rio de Janeiro / RJ

O IAG – Escola de Negócios da PUC-Rio promove webinar

Como escalar meu negócio com Franquias?, que será realizado no dia 12 de maio (quarta-feira), às 19h.

Acesse o site do Evento
Premiação
Brand do Evento
Icon Calendar

20/05/2021

Icon Calendar

São Paulo / SP

PRÊMIO EXCELÊNCIA EM DISTRIBUIÇÃO

Prêmio estimula o setor e identifica qualidade das operações na visão dos parceiros

Acesse o site do Evento