book_icon

Salvar os dados do cartão pode trazer mais conveniência para compras online

A opção de salvar os dados do cartão para compras futuras, no entanto, deve ser utilizada apenas em estabelecimentos conhecidos e confiáveis
Salvar os dados do cartão pode trazer mais conveniência para compras online

A Mastercard busca garantir uma experiência de compra conveniente e eficaz para o consumidor, não só no ambiente físico como também no online. Por conta da crise mundial na saúde e a recomendação das autoridades de permanecer em casa, o volume de compras em e-commerce pode aumentar nos próximos meses.
Para compras recorrentes, aquelas em que existe uma assinatura ou o pagamento de mensalidades, e para compras habituais, aquelas que são realizadas em sites em que o consumidor compra com frequência, a opção de salvar os dados do cartão pode trazer mais comodidade, rapidez e segurança para o consumidor. Essa modalidade de pagamento é muito comum nos aplicativos de transporte urbano, streaming de música e vídeo, aplicativos de entregas e games online, e conta com diversas camadas de segurança que protegem não só o consumidor, como também o estabelecimento comercial.

Porém, é necessário que o usuário também se atente a alguns detalhes antes de salvar seus dados em qualquer plataforma  

Ao cadastrar os dados de seu cartão em um comércio ou serviço, o consumidor autoriza, ou não, que esses dados sejam salvos para agilizar o check out em compras futuras. Permitindo essa funcionalidade, o consumidor terá compras mais convenientes no futuro, eliminando a necessidade de digitar novamente todos os dados do cartão a cada compra, ganhando velocidade no momento do pagamento e contando com todas as camadas de segurança oferecidas pela Mastercard.
Para garantir isso, a Mastercard passou adotar padrões internacionais de segurança, como autenticação EMV 3DS e tokenização, que eleva a taxa de aprovação da compra online para o nível dos pagamentos presenciais, com índices em torno de 95%. Essas medidas evitam o ataque de cibercriminosos e garantem uma experiência de compra mais segura e conveniente para o consumidor.
Porém, é necessário que o usuário também se atente a alguns detalhes antes de salvar seus dados em qualquer plataforma, por isso, a Mastercard listou abaixo algumas dicas para ajudar o consumidor a se proteger:
1) Salve seu cartão apenas em estabelecimentos confiáveis
Antes de salvar os dados do cartão, é importante que o consumidor pesquise o histórico do e-commerce para saber se ele é confiável. Para isso, uma opção é buscar por informações em sites de reclamação.
2) Só salve os dados do cartão em computadores pessoais
Para evitar o uso indevido dos dados do cartão, o consumidor deve evitar salvá-lo em computares que sejam compartilhados com outras pessoas.
3) Utilize senhas fortes no perfil do e-commerce
Como os dados ficam armazenados em uma plataforma proprietária do e-commerce, é importante utilizar senhas com caracteres especiais, letras maiúsculas e minúsculas, além de numerais.
4) Ative as notificações de pagamento
A maioria dos emissores permite que o usuário cadastre um número de celular para receber um SMS, um e-mail ou até mesmo notificações push do aplicativo do banco, a cada compra feita com o cartão. Desta maneira, caso o consumidor não reconheça alguma compra, pode entrar em contato imediatamente com o SAC do banco para avisar sobre um possível golpe.
Seja por conveniência ou para agilizar os pagamentos diários, salvar um cartão Mastercard em aplicativos ou sites é rápido e seguro. Ao utilizar essa função o consumidor tem uma experiência de pagamento invisível e com a segurança e as vantagens oferecidas pela Mastercard.
 

Últimas Notícias
Você também pode gostar
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.