book_icon

Brasoftware desenvolve treinamento no Brasil para apoiar a Transformação Digital

A criação de uma subestação elétrica, da CHESF, terá aplicação de metodologia BIM e treinamento oferecido em parceria com a Autodesk e a ESC Engenharia
Brasoftware desenvolve treinamento no Brasil para apoiar a Transformação Digital

Buscando dar um novo passo em sua jornada de evolução tecnológica, a CHESF (Companhia Hidrelétrica do São Francisco) contou com o auxílio da Brasoftware e da Autodesk para implementar a metodologia BIM (Building Information Modeling ou Modelagem da Informação da Construção) em suas operações, dentro do projeto de construção de uma subestação elétrica. Para ajudar na transição da equipe da CHESF para a nova tecnologia, a Brasoftware realizou, em conjunto com a Autodesk, uma série de treinamentos e workshops inéditos no Brasil direcionados a engenheiros e arquitetos.
O modelo BIM consiste em um conjunto de informações geradas e mantidas durante todo o ciclo de vida útil de um edifício/construção, sendo amplamente utilizado, por vezes em conjunto com outras ferramentas (como o Autodesk Revit), para criar digitalmente um modelo equivalente à uma edificação real, com detalhes relacionados à composição dos materiais de cada elemento na construção, como paredes, portas, janelas, entre outros. Utilizando a tecnologia, engenheiros e arquitetos conseguem criar modelos, e posteriormente edifícios, mais precisos e de forma parametrizada, além de terem maior facilidade de acompanhamento e agenciamento da obra.

O modelo BIM consiste em um conjunto de informações geradas e mantidas durante todo o ciclo de vida útil de um edifício/construção, sendo amplamente utilizado, por vezes em conjunto com outras ferramentas (como o Autodesk Revit), para criar digitalmente um modelo equivalente à uma edificação real, com detalhes relacionados à composição dos materiais de cada elemento na construção, como paredes, portas, janelas, entre outros

Para Fabio Praxedes Rabelo Leite, arquiteto da CHESF, a principal vantagem da metodologia é o fato dela permitir a minimização de risco, já que apresenta informações que não estão presentes nos softwares de criação em 2D. “O maior ponto positivo do BIM é poder prever toda a fase final da instalação, analisando todas as áreas e ajustando para que cada coisa esteja em seu lugar, evitando qualquer confronto e já estipulando quais seriam os materiais necessários e consequentemente os seus custos”, conta.
Heitor Vilela, gerente de projetos Civis e Eletromecânicos da ESC Engenharia, empresa responsável pela construção da subestação, explica que o BIM se encaixa no cenário de indústria 4.0 e, portanto, era a tecnologia ideal para a CHESF, que tinha o desejo de se atualizar para melhor atender suas demandas de engenharia construtiva. “A sua implementação foi uma grande ajuda, pois nos permitiu otimizar diversas frentes de todas as áreas da engenharia”, comentou.
No entanto, apesar dos variados benefícios, a aderência para o BIM encontrou alguns obstáculos, o que gerou o receio da empresa em conseguir se adaptar, assim como suas equipes, à metodologia. Para solucionar esse desafio, a Brasoftware realizou, em conjunto com a Autodesk, workshops inéditos no Brasil, com o intuído de capacitar o time de engenheiros e arquitetos da CHESF e respaldá-los quanto a dúvidas que viessem a surgir durante o projeto. “O time era composto por profissionais que precisaram se adaptar à nova metodologia. Enquanto algumas delas já haviam tido experiência com o Revit, as outras não possuíam histórico com a ferramenta. Nosso foco aqui foi, portanto, o de passar os conhecimentos necessários para esse time e norteá-lo quanto às funcionalidades do BIM para que ele pudesse contribuir com projetos mais assertivos na CHESF”, relata Diego Teixeira, Account Manager da Brasoftware em Salvador.
Com o fim dos treinamentos, a equipe da CHESF agora se prepara para expansão do BIM para outros departamentos e para os demais profissionais da empresa, além da construção e entrega da subestação elétrica. “Tivemos um ótimo resultado e saber que fomos pioneiros em realizar esse tipo de treinamento é bastante satisfatório. O BIM integra diversos conceitos diferentes que envolvem cybersegurança, computação em nuvem e outros processos que tornam o desenvolvimento do trabalho mais ágil, e vem de encontro ao nosso objetivo de sempre buscar inovar, oferecendo aos nossos clientes possibilidades de extraírem 100% da tecnologia adquirida ”, conclui Roberta Jezler, Gerente da Regional Nordeste da Brasoftware.

Autodesk

Brasoftware

Building Information Modeling ou Modelagem da Informação da Construção

CHESF (Companhia Hidrelétrica do São Francisco)

Diego Teixeira

ESC Engenharia

Fabio Praxedes Rabelo Leite

Heitor Vilela

metodologia BIM

Roberta Jezler

Transformação Digital

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento