Destaque Tecnologia

Avantia lança Plataforma de Reconhecimento de Violência Urbana

Tecnologia utiliza sensores de áudio e vídeo para monitorar ambientes e detectar eventos

A Avantia, empresa nacional especializada em soluções integradas de Tecnologia e Engenharia, lança a Plataforma de Reconhecimento de Violência Urbana.

Funcionando como um conjunto de soluções de monitoramento, a plataforma utiliza recursos de inteligência artificial. Sensores de áudio e câmeras de vigilância são instalados nos locais que se deseja monitorar e passam a detectar ruídos fora da normalidade que indiquem situações de risco. Os sensores detectam com precisão a origem do evento sonoro e direcionam as câmeras de vídeo para aquele ponto exato, permitindo a gravação da cena.

Queremos que ferramentas de segurança não fiquem acessíveis somente para grandes companhias ou para o poder público, mas também para pequenas e médias empresas 

“Além de analíticos de detecção de violência urbana, a plataforma conta ainda com um sistema de detecção de armas. É um conjunto de soluções que agregarão muito nas estratégias de prevenção, proteção, controle e combate ao crime”, afirma Sílvio Aragão, CEO da Avantia.

A Plataforma pode funcionar de forma integrada às redes de câmeras de segurança que já existem, bem como demais recursos legados. Ao detectar um disparo de arma de fogo, o sistema alerta o operador e direciona a câmera para o ponto de origem do evento. Com isto, a rede de câmeras de monitoramento torna-se muito mais efetiva, protegendo a população e permitindo um menor tempo de resposta das autoridades (polícia, resgate, equipes de campo etc.) que atendem a ocorrência com maiores informações sobre o fato.

AVANTIA MONITORING SYSTEM (AMS)

A Avantia possui uma Central de Gestão e Operação (CGO) que realiza o monitoramento de alarmes via operadores treinados e especializados em detecção de invasões e processos de demanda consistentes. Com isso, o cliente não precisa ter recursos próprios para monitoramento.

Com o Avantia Video Analytics (AVA), um servidor baseado em algoritmos treinados, aumentando o percentual de eficácia do monitoramento, visualiza as câmeras como se fosse uma pessoa, atendendo a configurações de detecção.

“Criamos uma solução de vigilância baseada em análise que reduz drasticamente o custo da operação. Queremos que ferramentas de segurança não fiquem acessíveis somente para grandes companhias ou para o poder público, mas também para pequenas e médias empresas”, revela Aragão.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório