Artigos

Saiba como aumentar a capacidade de backhaul wireless sem comprometer o budget

Quando é hora de fazer o planejamento para links de micro-ondas, dois desafios críticos se destacam na lista de tarefas dos engenheiros responsáveis: capacidade do link (quantos gigabytes podem ser transmitidos) e distância do link (quanto ele pode alcançar, mantendo a confiabilidade). O cenário ideal é a alta capacidade em relação à distância necessária do link, mas há vários fatores que influenciam a capacidade de atingir esse objetivo. Entre os principais estão as bandas de frequência envolvidas nas transmissões.

A banda E (80 GHz) ganhou corpo e deixou de ser algo de nicho para se tornar uma frequência chave no backhaul de micro-ondas, devido a sua capacidade de fornecer links de alta capacidade. O desafio na banda E, no entanto, é a limitação do alcance do link, devido ao desempenho em condições atmosféricas adversas. As frequências de micro-ondas tradicionais, como 18 GHz e 23 GHz, conseguem lidar com o mau tempo, mas a quantidade de espectro disponível nessas bandas limita sua capacidade. A questão, portanto, é como aumentar ainda mais a capacidade em relação aos links de 18 GHz ou 23 GHz existentes, quando eles já estiverem na capacidade máxima.

Uma solução seria agregar uma banda de micro-ondas tradicional (digamos, 23 GHz) com a banda E. Na grande maioria das vezes, a banda E fornece uma capacidade muito alta, mas em condições atmosféricas adversas, a banda tradicional ainda fornece algum throughput para o tráfego crítico. Isso é similar em conceito ao que acontece em um rádio ACM (Adaptive Coding and Modulation). À medida que o nível de interferência aumenta, devido a uma tempestade, por exemplo, a modulação de rádio cai, mas o link se mantém. Pense em um ciclista mudando as marchas à medida que os ventos contrários aumentam. Ele continua indo em frente, mas mais devagar.

Esta abordagem combinada normalmente exigiria o dobro da infraestrutura, com antenas separadas para cada banda, cada uma para ser instalada e alinhada. E vale lembrar que também haveria custos contínuos de aluguel de torres para ambos os links, dobrando as despesas operacionais. Mas há uma alternativa muito mais acessível: antenas de micro-ondas dual band.

Isso acontece porque as antenas de micro-ondas de banda dupla podem transportar frequências de banda E e micro-ondas na mesma antena, sem comprometer o desempenho de nenhuma das duas. Pense em uma antena de 60 centímetros de diâmetro capaz de possuir rádios banda E e micro-ondas em uma única instalação compacta. Tal capacidade significa apenas um link para instalar e alinhar e reduzir os custos de aluguel de torres. Se você tiver links de micro-ondas nos quais precise aumentar significativamente a capacidade, vale investir na sobreposição de banda E com antenas dual band.

Por Donald Gardner,  gerente de produto da divisão de Sistemas de Antenas de Micro-ondas da CommScope 

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório