Gestão

As previsões para o mercado de gerenciamento de dados em 2019

Segundo lista da Commvault, algumas tendências envolvem a necessidade de maiores conhecimentos tecnológicos, métricas de prontidão de recuperação, adoção da nuvem para cargas de trabalho de TI, privacidade, Inteligência artificial e machine learning

Este foi um ano transformador para o mercado de armazenamento de dados, principalmente, pela implantação do GDPR na União Europeia, o que acabou motivando outros países e regiões a voltarem seus olhares sobre como os dados de seus cidadãos são gerenciados.

Globalmente, 2019 será decisivo para a adoção da nuvem nas cargas de trabalho de TI

Diante desse cenário, a Commvault, especializada em backup, recuperação e arquivamento de dados em ambientes híbridos, destaca as principais tendências que devem ocorrer no mercado de TI em 2019, relacionadas a gerenciamento de dados.

Conhecimentos tecnológicos e lacunas de tempo dificultarão a transformação digital
As organizações que continuarem a utilizar os métodos tradicionais para atender as necessidades modernas e transformadoras dos negócios digitais irão enfrentar grandes obstáculos em 2019. Habilidades de TI que perpassam a TI tradicional e a nova TI híbrida vão se tornar cada vez mais raras. Novas medidas de compliance e governança, juntamente com uma crescente monetização de ataques de malware/ransomware, continuarão a pressionar as organizações de TI e a forçar as operações a atender com êxito as necessidades de transformação digital. Sem a consolidação de soluções pontuais desconectadas no gerenciamento de dados e em todas as áreas de TI, os esforços de transformação digital ficarão paralisados, especialmente, quando a computação em nuvem se tornar padrão para o crescente empreendedorismo digital.

Métricas de prontidão de recuperação irão se tornar tendência em RFPs de tecnologia
Os fornecedores de tecnologia devem estar preparados para atender aos requisitos de prontidão de recuperação como principal requisito em uma RFP para soluções de tecnologia. As exigências para manter os serviços ativos e disponíveis para seus consumidores continuarão a amadurecer e se tornarão parte dos critérios de compra para aprovar ou reprovar uma solução. Os provedores de soluções precisarão comprovar sua capacidade de atender aos SLAs necessários e serão julgados pela facilidade e simplicidade com que essa métrica consegue ser atendida.

Globalmente, 2019 será decisivo para a adoção da nuvem nas cargas de trabalho de TI
As empresas continuarão investindo em iniciativas relacionadas à nuvem, concentrando-se cada vez mais em tecnologias e serviços que permitam transformar a nuvem de um simples local de armazenamento para uma solução que permita novas e mais ágeis formas de trabalhar. Os provedores de tecnologia passarão a oferecer essa agilidade por meio de suporte nativo a vários provedores de nuvem e outras poderosas ferramentas de nuvem. Ambas equipam as empresas com uma única interface para gerenciar aplicações, cargas de trabalho e dados de maneira eficiente, efetiva e responsável, seja em ambientes on-premises ou na nuvem.

Inteligência artificial e machine learning se tornarão requisitos para novas soluções em operações simplificadas
A lacuna existente em habilidades de TI irá exigir que empresas implementem soluções inovadoras para automatizar operações complexas. Machine learning e inteligência artificial se tornarão os principais requisitos para novas soluções de TI com o objetivo de ajudar as empresas a fechar essa lacuna através de operações mais inteligentes e modernas. As empresas de software corporativo forçarão seus fornecedores estratégicos a interagirem com inteligência artificial e machine learning em suas ofertas existentes, afim de fornecer um modelo operacional mais eficiente.

O fim dos lagos pantanosos de dados
Na década passada, enquanto os custos de hardware com armazenamento de dados despencavam e as aplicações proliferavam, as empresas costumavam coletar e armazenar o maior volume de dados possível, sem analisar se os mesmos eram importantes ou não. Não conhecer completamente ou entender o que está sendo colocado no repositório de dados (ou lago de dados) é algo insustentável e ineficiente. O lago de dados começará a desaparecer em favor da tecnologia, a qual pode descobrir onde vivem, montar um perfil e mapeá-los. Dessa forma, é possível reduzir custos de armazenamento e infraestrutura, enquanto se implementa estratégias de dados que podem realmente fornecer insights para melhorar operações, mitigar riscos e trazer novos negócios.

A privacidade torna-se uma prioridade
As empresas têm adotado uma abordagem “privacidade em primeiro lugar” para gerenciamento de dados, em virtude de as agências governamentais, frequentemente, citarem empresas por não conformidade com o GDPR e outros regulamentos, como por exemplo a Lei de Proteção de Dados Pessoais no Brasil. No entanto, os desafios que essas empresas enfrentarão ao tentar integrar práticas recomendadas de privacidade de dados em suas aplicações existentes, bem como novas aplicações para dispositivos móveis, IoT e outras, serão significativos. As empresas precisarão de soluções de gerenciamento de dados automatizadas, baseadas em resultados e inteligência artificial para enfrentar tais desafios, caso desejem implementar políticas robustas de privacidade de dados sem sacrificar a produtividade ou a agilidade.

As-a-Service vs Nuvem
As ofertas as-a-Service continuarão a acelerar e uma nova batalha será travada pela carteira de TI. Nuvem vs as-a-Service ou ambos? As soluções on-premises ainda serão uma parte importante da TI, mas o crescimento da mesma continuará acelerando na nuvem por meio de ofertas as-a-Service. Assim, provedores e fornecedores de tecnologia serão forçados a reavaliar suas estratégias para atender seus clientes e, finalmente, os ajudarão a definir e alcançar seus resultados de TI desejados.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.