Informe aqui

Pesquisa da Protiviti mostra como está o compliance nas empresas cariocas

De acordo com apontamento da consultoria global, especializada em gestão ética, 43% das companhias do Rio de Janeiro possuem alta maturidade quando o assunto é implementar e disponibilizar medidas de compliance para funcionários e colaboradores, tais como canais de denúncia, códigos de conduta e programas anticorrupção

Novembro de 2018 – Dados da pesquisa “Nível de Maturidade em Compliance 2018”, organizada pela consultoria global Protiviti, aponta que 43% das empresas do Rio de Janeiro têm alta maturidade em seus programas de compliance.

Isto significa que a boa parte das companhias sediadas na capital carioca que responderam a pesquisa estão em dia quando o assunto é implementar medidas éticas em seus modelos de negócios. Entre os elementos que fazem parte de suas iniciativas de compliance estão código de ética, canal de denúncias, planos de treinamento e comunicação, auditorias, monitoramentos e due dilligence de terceiros.

De acordo com o levantamento, realizado com 80 empresas, sendo 39 com relacionamento com entidades públicas, 61% das companhias entrevistadas realizam uma pesquisa reputacional de seus fornecedores e terceiros antes de realizar qualquer negócio.

“Após escândalos de corrupção e fraude nos últimos dois anos, houve uma consciência mais formalizada por parte das empresas do Rio de Janeiro, que se o contratado cometer qualquer tipo de ato ilícito, a organização também poderá ser responsabilizada”, completa Yaniv Chor, porta-voz da pesquisa no Rio de Janeiro e Sócio líder da prática de riscos & compliance na operação carioca da Protiviti, consultoria global especializada em gestão de riscos, auditoria interna, compliance, gestão da ética, prevenção à fraude e gestão da segurança.

Em tempos de assédio sexual e moral nas organizações, o levantamento sinaliza que ao menos as empresas do Rio de Janeiro estão conscientes no que tange à disponibilização de meios de manifestação aos seus colaboradores destas e de demais práticas ilegais dentro das organizações. A pesquisa aponta que 71% das companhias possuem canal de denúncias para seu público interno, enquanto 59% amplia os recursos de uso da ferramenta para fornecedores e agentes externos.

“70% das denúncias recebidas por este canal são devidamente apuradas e investigadas com independência pelas empresas. Vimos que não é só a criação do canal. Há bons trabalhos de prevenção, adaptação, capacitação e reação. Um bom exemplo da reação é que 76% das empresas disseram que aplicam medidas disciplinares aos denunciados e demais envolvidos na ocorrência após a apuração e confirmação de responsabilidade”, compartilha Chor.

Outro assunto em voga atualmente no meio empresarial é a adoção de código de conduta ética, que contém diretrizes orientativas para funcionários e terceiros quanto às suas posturas e atitudes esperadas no ambiente de trabalho. Ao menos no cenário corporativo carioca, 71% das empresas localizadas no Estado têm um código de ética e conduta formalizado. Quando perguntadas se o documento é divulgado periodicamente a todos os seus colaboradores, 59% das companhias entrevistas responderam que sim.

Os dados do Rio de Janeiro foram extraídos da versão nacional da pesquisa “Nível de Maturidade em Compliance – 2018”. O estudo reúne informações coletadas, entre abril de 2017 e abril de 2018, a partir de um questionário de múltipla escolha disponibilizado no Portal de Compliance da Protiviti (www.portaldecompliance.com.br). Neste ano, o levantamento contou com a participação de 446 organizações de todo o Brasil, envolvendo diferentes portes, setores e regiões.

Abaixo, o quadro completo de estatísticas do levantamento realizado no Rio de Janeiro.

Números do compliance no Rio de Janeiro – 2018
– A empresa já mapeou os riscos de exposição à nova Lei Anticorrupção e demais regulações a que está sujeita?
Sim 51%
Não 49%

– Possui um plano de ação formalizado com responsáveis e prazos para tratamento dos pontos de melhoria identificados no mapeamento de riscos?
Não 49%
Sim 48%
Não informado 4%

– A empresa tem um Código de Ética e Conduta formalizado?
Sim 71%
Não 29%
– A alta direção da empresa patrocina o Programa de Compliance da empresa, respeitando as regras e promovendo o Programa nas reuniões internas e nas ações de comunicação interna?
Sempre 41%
Às vezes 30%
Nunca 25%
Não informado 4%
– A empresa possui um responsável formal e capacitado para conduzir o seu Programa de Compliance?
Sim 64%
Não 33%
Não informado 4%
– O Código de Ética e Conduta é divulgado periodicamente a todos os seus colaboradores?
Sim 59%
Não 41
– A empresa possui e divulga sua Política Anticorrupção?
Sim 68%
Não 33%
– A homologação de fornecedor ou parceiro contempla uma pesquisa reputacional?
Sim 61%
Não 39%
– A empresa possui indicadores de gestão formalizados e operacionais para o seu Programa de Compliance?
Sim 54%
Não 46%
– A empresa executa auditorias orientadas para verificação de fraudes e quaisquer outras transações ilegais?
Sim 59%
Não 38%
Não informado 4%
– A empresa possui relatórios de exceção (red flags) para monitorar e identificar continuamente transações não usuais em seus processos críticos?
Sim 55%
Não 45%
– Quantos treinamentos os colaboradores recebem em média da empresa por ano sobre ética no ambiente corporativo, código de conduta ética, lei e política anticorrupção, e afins?
3 ou Mais 33%
0 28%
1 28%
2 13%
– A empresa disponibiliza o Canal de Denúncias para seu público interno?
Sim 71%
Não 29%
– A empresa disponibiliza o Canal de Denúncias para fornecedores e terceiros?
Sim 59%
Não 41%
– As denúncias recebidas por este canal são devidamente apuradas e investigadas com independência?
Sim 70%
Não 30%
– Após a apuração e confirmação de responsabilidade são aplicadas medidas disciplinares?
Sim 76%
Não 24%
– Grau de maturidade do programa de compliance
Baixo (0 a 20) – 21%
Médio / baixo (21 a 40) – 5%
Médio (41-60) – 10%
Médio/ Alto (61-80) – 21%
Alto (81-100) – 43%

Portal de Compliance Protiviti (www.portaldecompliance.com.br)
O Portal de Compliance é um canal interativo que esclarece aspectos da Lei 12.846/2013, em vigor desde 29 de janeiro de 2014, também conhecida como Lei Anticorrupção ou Lei da Empresa Limpa. O portal disponibiliza gratuitamente a Avaliação do Nível de Maturidade em Compliance. Qualquer empresa pode acessá-lo e responder ao questionário para receber um relatório com análise dos pontos críticos e dicas para resolvê-los.

Sobre a Protiviti (www.protiviti.com)
A Protiviti é uma empresa global de consultoria que ajuda empresas a resolverem problemas em finanças, tecnologia, operações, governança, risco e auditoria interna. A companhia presta serviços para mais de 60% das empresas da Fortune 1000® e 35% da Fortune Global 500®.
A Protiviti e suas firmas-membro independentes prestam serviços aos clientes por meio de uma rede de mais de 70 escritórios em mais de 20 países, contando com mais de 4.500 profissionais em todo o mundo. No Brasil ela está presente desde 2006. A empresa também trabalha para agências governamentais e empresas de menor porte e/ou em fase de crescimento, incluindo aquelas que têm por objetivo fazer a abertura de capital.
Presente na classificação 57 da lista de 2016 da Fortune – 100 Melhores Empresas para Trabalhar®, a Protiviti é reconhecida em seu segmento entre as “Melhores Empresas para Trabalhar”. A empresa é uma subsidiária integral da Robert Half (NYSE: RHI). Fundada em 1948, a Robert Half é membro do índice S&P 500 e foi nomeada para Fortune® na lista “Empresas Mais Admiradas do Mundo” da revista entre 1998-2016.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.