Mercado

Governo de São Paulo lança Juro Zero Inovação

Startups e PMEs terão acesso a linhas de crédito com juro zero e prazos de até 10 anos

O Governo do Estado de São Paulo lançou o Programa Juro Zero Inovação, que irá subsidiar, com recursos de R$ 8 milhões do Fundo Estadual de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcet), os juros das linhas de crédito para inovação da Agência de Desenvolvimento Paulista (Desenvolve SP). A iniciativa, inédita no País, tem como objetivo de ampliar a competitividade do Estado, oferecendo condições ainda melhores no financiamento de projetos de alto potencial inovador de startups e pequenas e médias empresas (PMEs).

A iniciativa viabiliza caminhos para que o conhecimento acadêmico produzido no Estado seja transformado em produtos e serviços concretos e disruptivos

Inicialmente, poderão pleitear financiamentos por meio do Programa Juro Zero Inovação somente empresas que já tenham concluído o PIPE – Programa Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP). A estimativa é de que 192 empresas estejam aptas a apresentar seus projetos a Desenvolve SP, que poderão ser financiados em até 100%.

“Neste momento, queremos alavancar projetos maduros, já validados pelo seu potencial inovador, e que necessitam de condições especiais de financiamento para decolar no mercado”, diz Alvaro Sedlacek, presidente da Desenvolve SP. Ainda segundo o executivo, a iniciativa viabiliza caminhos para que o conhecimento acadêmico produzido no Estado seja transformado em produtos e serviços concretos e disruptivos. “Com condições de financiamento ainda mais acessíveis, estamos oferecendo mais uma ferramenta para que empresas inovadoras possam desenvolver todo o seu potencial”.

Para Carlos Américo Pacheco, diretor-presidente do Conselho Técnico- Administrativo da FAPESP, o Programa Juro Zero Inovação será um importante complemento ao esforço que o Estado de São Paulo vem fazendo no apoio de empresas inovadoras. “Por meio do PIPE da FAPESP, já apoiamos mais de 1.500 empresas inovadoras, mas faltava a esse público o acesso ao crédito de longo prazo com condições realmente acessíveis. Temos certeza de que o Programa será um sucesso e irá garantir que as empresas cheguem ao mercado com novas soluções e possam crescer, que é nosso objetivo central”, diz.

Como funciona

O Programa Juro Zero Inovação subsidiará duas linhas de crédito já disponibilizadas pela Desenvolve SP no Estado de São Paulo. São elas: Linha de Incentivo à Tecnologia, para empresas com faturamento anual entre R$ 360 mil e R$ 300 milhões; e a Linha Inovacred, da Finep, para empresas com faturamento anual até R$ 90 milhões.

Com condições e critérios específicos, as linhas de crédito podem financiar projetos de inovação que abranjam desde a introdução de novos produtos, serviços e processos no mercado, incluindo a compra de máquinas e equipamentos, até mesmo o aperfeiçoamento de tecnologias já existentes, inovações organizacionais e de marketing.

O prazo para pagamento dos empréstimos pode chegar até 10 anos, já incluso período de carência de até 2 anos. O juro zero será concedido para as empresas que mantiverem as prestações do financiamento pagas em dia. No caso de inadimplência, os juros cobrados poderão variar de 0,33% a 0,56% a.m. (+ SELIC) por parcela em atraso. Os empresários com dificuldades em apresentar garantias reais para a tomada de crédito poderão ainda contratar junto ao financiamento os Fundos Garantidores oferecidos pela Desenvolve SP.

Como solicitar

As empresas aptas poderão submeter seus projetos para análise de viabilidade econômica e enquadramento da linha de crédito no próprio site da Desenvolve SP por meio do Office Banking “Solicitações Online”. Ao criar um login e senha, os empresários devem preencher as informações de cadastro necessárias, bem como anexar toda documentação exigida pela instituição financeira. Para mais informações, os interessados podem ligar no 11 3123-0464 ou enviar um e-mail para atendimento@desenvolvesp.com.br.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.