Mercado

Hispamar e Gilat lançam no Brasil serviço de banda larga por satélite

Ambas companhias buscam promover o desenvolvimento de regiões com pouca ou nenhuma conectividade no Brasil e reduzir a exclusão digital

A Hispamar, filial brasileira da operadora espanhola de telecomunicações por satélite Hispasat, e Gilat Satellite Netwoks,  empresa mundial de tecnologia de redes satelitais, soluções e serviços, uniram-se para oferecer no Brasil um novo serviço de conectividade de banda larga satelital de alta qualidade, focado tanto no mercado residencial como no corporativo, com o objetivo de estender o aceso à Internet em áreas do país que hoje estão isoladas digitalmente.

Hispamar e Gilat oferecerão serviço de acesso a Internet de alta qualidade via satélite para uso residencial e corporativo, assim como para operadores de redes móveis

O objetivo conjunto é aumentar o alcance das redes de provedores brasileiros de Internet, facilitando o acesso aos cidadãos a um serviço de qualidade, contribuindo para reduzir a exclusão digital e promover o desenvolvimento do Brasil.

Para isso, a Hispamar utilizará a capacidade da banda Ka dos satélites de alto rendimento – ou HTS, por sua sigla em inglês – Amazonas 5 (em funcionamento desde o ano passado) e Amazonas 3 (lançado em 2013), que possuem feixes de cobertura especificamente projetados para o Brasil. A banda Ka permite concentrar a potência do satélite em áreas menores do que as bandas de frequência tradicionais. Isso, juntamente com a disponibilidade de maior largura de banda e a possibilidade de reutilizar frequências permitidas pela tecnologia HTS, significa um aumento direto nas informações que podem ser transmitidas, alcançando velocidades mais altas e conseguindo taxas mais competitivas para os clientes finais.

Sky Edge II-c, a plataforma multisserviço de alta eficiência da Gilat, foi projetada para HTS e permite oferecer uma ampla variedade de soluções para terminais pequenos, que podem proporcionar banda larga acessível de alta qualidade para múltiplos segmentos de mercado. Os terminais de usuário são compacto e de fáceis de implantar, melhorando significativamente o desempenho dos serviços de conectividade via satélite.

As capacidades da banda Ka do Amazonas 3 e do Amazonas 5 cobrem 74,5% da população brasileira, o que representa mais de 145 milhões de pessoas e 48 milhões de domicílios. A tecnologia avançadas desses satélites, complementada pela plataforma de alto desempenho Sky Edge II-c, da Gilat, instalada no teleporte da Hispamar em Caxias do Sul (RS), permite que os clientes da Hispamar disponham de soluçoes de conectividade completas sem a necessidade de implantar infraestrutura terrestre adicional do que um terminal com pequenas dimensões.

A tecnologia apresentada pela Hispamar e pela Gilat proporcionará acesso residencial à Internet aos brasileiros, bem como serviços de conectividade para operadores de telecomunicaões com preços competitivos e alto desempenho, instituições e empresas, como o desenvolvimento de redes corporativas, serviços governamentais e de backhaul ou transporte para facilitar a implantação de redes celulares. Também oferecerá serviços de mobilidade terrestre, aérea e marítima, e facilitará o acesso a serviços de  telemedicina e teleeducação.

Redução da exclusão digital

A tecnologia de banda larga por satélite é a solução tecnológica ideal para levar o acesso à internet para áreas que carecem de outras infraestruturas de telecomunicações, complementando redes terrestres em casos que ainda não foram implementadas ou não são viáveis, seja por razões físicas ou econômicas. A cobertura de satélite é universal para qualquer ponto sob sua marca, independentemente das distâncias ou dificuldade do terreno, e a implantação do serviço é rápida, porque depende simplesmente da instalação de um terminal e uma antena para que o usuário possa se conectar e desfrutar de Internet banda larga imediatamente, sem ter que esperar pela conclusão de grandes obras de infraestrutura terrestre.

Em muitas regiões que ainda estão isoladas digitalmente, a banda Ka oferecida pela Hispamar e pela Gilat, por meio de operadoras de telecomunicações locais, pode ser a solução para abrir as portas do mundo digital a muitos brasileiros que, neste momento, não podem desfrutar dos benefícios econômicos e sociais da Sociedade da Informação.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.