Entrevistas

Segurança é essencial para massificar pagamentos digitais

Segundo Matias Fainbrum, General Manager da Ingenico ePayments na América Latina, quanto mais segurança e confiança os consumidores sentirem, maior será a adoção

A Ingenico ePayments vê o Brasil como a maior oportunidade na América Latina. Tanto que está contratando especialistas em desenvolvimento de negócios para acelerar a penetração no País. Segundo Matias Fainbrum, General Manager da Ingenico ePayments na América Latina, o setor de e-commerce no Brasil continua em expansão.

A previsão é de que o mercado cresça 12% em relação a 2017, atingindo R$ 53,5 bi neste ano

“A previsão é de que cresça 12% em relação a 2017, atingindo R$ 53,5 bi neste ano. O aumento do mercado, em valores e em número de consumidores, aliado à massificação do uso de smartphones no País, contribuirá para a expansão do pagamento online”, prevê.

A segurança, no entanto, representa o principal desafio para a massificação dos pagamentos digitais. “Para que os meios de pagamento digitais cresçam, a segurança é um requisito essencial. Quanto mais segurança e confiança os consumidores sentirem, maior será a adoção”, defende o executivo. O mercado tem um grande espaço para se desenvolver. As carteiras digitais, por exemplo, ainda representam uma parcela muito pequena das transações no mundo, apenas 8%.

As recentes regulamentações para proteção de dados também alavancam a empresa. “Para auxiliar as empresas no cumprimento à nova lei, a Ingenico ePayments garante a segurança e conformidade nas transações online, protegendo todos os dados de pagamento sensíveis, como dados de titulares de cartão e dados de autenticação, através da tecnologia de tokenização”. Leia a entrevista abaixo.

 

Qual o potencial do mercado de pagamentos online?

O mercado de pagamento online e móvel tem muito o que expandir nos próximos anos. De acordo com alguns estudos de mercado, as carteiras digitais, por exemplo, ainda representam uma parcela muito pequena das transações no mundo, apenas 8%. As pessoas ainda têm receio de que suas informações sejam roubadas. Para que os meios de pagamento digitais cresçam, a segurança é um requisito essencial. Quanto mais segurança e confiança os consumidores sentirem, maior será a adoção. Os millennials, por sua familiaridade no uso de dispositivos e tecnologias, são os grandes precursores do uso das tecnologias de pagamento recentes. Além disso, a massificação do uso de smartphones contribuirá para a expansão dos meios de pagamento online. Atualmente, cerca de 60% da população global utiliza smartphones, porcentagem que pode chegar a 80% em países altamente tecnológicos.

Acredita que o mercado possa desenvolver uma maturidade com relação à segurança digital? Como as leis de proteção de dados interferem?

Os consumidores já estão mais conscientes sobre as questões de segurança no mundo online. No momento do pagamento, ao se depararem com páginas não confiáveis, muitos abandonam o carrinho. O maior receio é o de colocarem suas informações e sofrerem algum tipo de fraude. Por isso a necessidade de que as lojas virtuais invistam em tecnologia na etapa de checkout, tornando-o seguro e confiável. Com a implementação da GDPR, o mercado como um todo vem a ganhar no que tange a segurança. A regulamentação se aplica às empresas brasileiras – e também às de qualquer outro país- que oferecem produtos e serviços para clientes na União Europeia, o chamado e-commerce cross-border.

Para auxiliar as empresas no cumprimento à nova lei, a Ingenico ePayments garante a segurança e conformidade nas transações online, protegendo todos os dados de pagamento sensíveis, como dados de titulares de cartão e dados de autenticação, através da tecnologia de tokenização. Pelo fato de possuir certificação PCI-DSS, a Ingenico ePayments é capaz de reduzir os requisitos de conformidade para as empresas clientes.

O que de mais inovador prevê no futuro do pagamento?

A aplicação da Inteligência Artificial está possibilitando a criação de tecnologias de pagamento nunca antes imaginadas. No pagamento online, o uso de message bots integrados aos aplicativos de mensagens mais usados pelos consumidores, como Facebook Messenger e WhatsApp, possibilitam a compra e o pagamento sem a necessidade de sair da página da conversa. Esse é um meio promissor, pois existem 3 bilhões de usuários de aplicativos de mensagens no mundo. Desse número, 35% já usam tais aplicativos para conectar-se com os comerciantes.

Já a gamificação no checkout permite que os comerciantes adicionem um jogo na página de confirmação do pagamento, onde podem oferecer descontos ou até mesmo dar a oportunidade para que o cliente recupere o valor do seu carrinho de compras. Isso serve para atrair mais clientes e aumentar as vendas, já que faz com que a conversão aumente em 15%, e o valor médio do carrinho de compras, em 25%.

Na área de pagamentos móveis, a Ingenico ePayments em associação com parceiros, está trabalhando em uma série de protótipos. O TapHero, solução que utiliza tecnologia NFC,  permitirá que os clientes façam compras ou paguem por serviços simplesmente aproximando o cartão de crédito/débito ao dispositivo móvel do comerciante, sem precisar inserir manualmente o número do cartão.  A tecnologia de escaneamento automático permitirá uma nova ferramenta de pagamento, com a qual o cliente poderá entrar na loja, abrir o aplicativo, digitalizar os produtos que deseja comprar e efetuar o pagamento no próprio app. Haverá também a opção de escolher os produtos, escanear os códigos de barra de cada um deles e pagá-los no caixa, por meio de um QR Code.

Já as Telas Conectadas, grandes dispositivos posicionados em lugares públicos e que disponibilizam a venda de serviços ou produtos online, permitirão que os clientes naveguem pela tela, escolham o que desejam comprar e finalizem a compra aproximando seu cartão ao dispositivo. O objetivo desse modelo é ampliar a aceitação de pagamentos e oferecer a capacidade de criação de negócios ou lojas no conceito pop-up.

Como as inovações em métodos de pagamento podem beneficiar a experiência do consumidor e como devem impactar o varejo?

Os consumidores desejam realizar suas compras online de maneira simples, rápida e sem nenhum atrito. As tecnologias em uso permitem essa facilidade. Por exemplo: a autenticação do usuário pode ser feita por login e senha, mas também por biometria, como impressões digitais, a varredura de íris e até mesmo o reconhecimento facial. O pagamento pode ser realizado de acordo com sua preferência: cartão de crédito de diversas bandeiras, débito online, boleto bancário, entre outros.

As novas tecnologias tornarão a experiência do consumidor ainda mais descomplicada, uma vez que o aplicativo de mensagens também se transforma em e-commerce e ambiente de pagamento; os cartões ou smartphones necessitarão apenas ser aproximados dos dispositivos de pagamento para que as compras no mundo físico sejam efetuadas.

O varejo se beneficiará das inovações à medida em que se transformar em um parceiro melhor, com entendimento sobre as expectativas de pagamento do seu público-alvo e disponibilidade de opções de pagamento que priorizem a segurança e a facilidade para o consumidor.

Apesar de seu potencial, o blockchain é apontado como uma das soluções menos próximas de serem aplicadas amplamente no setor. Você concorda?

A tecnologia do blockchain terá um grande impacto sobre a indústria de processamento de pagamentos, assim como está tendo no setor de Serviços Financeiros. Neste exato momento, há muitos projetos blockchain para o e-commerce em desenvolvimento (alguns já são realidade) que visam criar mercados baseados em blockchain, fornecendo transações rápidas e seguras para qualquer modelo de negócios que envolva e-commerce.

Como vê a expansão do pagamento online no Brasil?

O setor de e-commerce no Brasil continua em expansão. A previsão é de que cresça 12% em relação a 2017, atingindo R$ 53,5 bi neste ano. O aumento do mercado, em valores e em número de consumidores, aliado à massificação do uso de smartphones no País, contribuirá para a expansão do pagamento online.

O Brasil ainda está distante de países como EUA e China, onde meios de pagamento online e móvel são uma realidade entre grande parte da população. No entanto, a partir do momento em que comércio se antecipar e passar a disponibilizar mais opções inovadoras, a tendência é que os consumidores passem por uma fase de experimentação, até que adotem as novas soluções de pagamentos em seu cotidiano.

Como a Ingenico ePayments traçou estratégia para a região?

A Ingenico ePayments encontra-se em um momento chave de expansão na região. Embora o e-commerce tenha um crescimento orgânico, nossos números mostram que estamos crescendo em porcentagens mais altas que o mercado.

Neste momento, estamos realizando uma forte aposta no Brasil, onde estamos contratando especialistas em desenvolvimento de negócios para acelerar nossa penetração no país que representa a maior oportunidade da região.

Nos últimos meses conseguimos fechar parcerias com clientes muito importantes, que nos enchem de orgulho e nos motivam a continuar apostando no crescimento e a expansão no Brasil e na América Latina.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.