book_icon

Orange Business Services reafirma sua ambição de tornar-se líder global em serviços multi-cloud

Orange Business Services reafirma sua ambição de tornar-se líder global em serviços multi-cloud

 Empresa faz parcerias estratégicas com os principais fornecedores de infraestrutura em nuvem do setor para dar suporte às empresas no gerenciamento crítico de aplicativos em ambientes multi-cloud
 Objetivo é ter crescimento anual de 25% até 2022

Após a aquisição da Basefarm, em agosto, e o aumento de suas receitas de serviços de nuvem em 18% no primeiro semestre de 2018, a Orange Business Services avança em sua estratégia de crescimento para o mercado de nuvem. Seu objetivo é tornar-se um líder global em serviços multi-cloud.

Em média, as empresas dependem de cinco provedores de nuvem diferentes, sendo que 81% delas operam em um ambiente multi-cloud . Para apoiar o gerenciamento dessa diversidade de serviços, a Orange Business Services optou ser agnóstica em sua escolha de tecnologias em nuvem. Isso posiciona a empresa como um integrador que pode orquestrar e aproveitar vários aplicativos, críticos ou não, em um ambiente de multi-cloud, sejam estes serviços públicos ou privados.

A Orange Business Services estabeleceu, além de sua própria infraestrutura, uma importante estratégia de aliança com outros líderes do setor. Após a parceria com a Microsoft Azure, a empresa anuncia que vai oferecer suporte a seus clientes e gerenciar seus aplicativos mais importantes na Amazon Web Services (AWS), com 100 especialistas treinados nessas tecnologias em todo o mundo.

Com um total de 2,2 mil especialistas em nuvem, a Orange Business Services investe em seus próprios recursos de nuvem e planeja contratar 300 funcionários em 2018, em todo o mundo.

Para atingir sua meta de gerar mais de 50% de suas receitas de nuvem, no exterior (fora da França), até 2022 e oferecer suporte a seus clientes em todas as regiões geográficas com um alto padrão de serviço e disponibilidade, a Orange Business Services decidiu estabelecer alianças importantes, principalmente com a Huawei. Neste contexto, inaugura um novo Data Center em Amsterdã em outubro, após a abertura de um outro em Atlanta em maio passado. As atividades da Basefarm, que geraram 100 milhões de euros de receita em 2017, também impulsionam a expectativa de crescimento global da Orange Business Services.

Inovação no centro do crescimento
A Orange Business Services coloca a inovação no centro de sua estratégia de nuvem e integra, em suas soluções, as mais recentes tecnologias, como hiperconvergência , Inteligência Artificial ou Plataforma como Serviço (PaaS). O objetivo é permitir que os clientes consigam agilidade e competitividade.

A Orange Business Services também implementou uma abordagem de co-inovação estruturada com seus clientes. Isso inspirou, por exemplo, o desenvolvimento de uma ferramenta de monitoramento para aplicações estratégicas que pode ser acessada em dispositivos móveis, sendo a única no mercado a ter essa função.

A empresa também lançou este ano a oferta Cloud Starter, focada no mercado de startups, para apoiá-las com serviços na nuvem para desenvolver suas soluções. A RendR, tecnologia que permite visitar locais históricos e pontos turísticos virtualmente, teve o cálculo de tempo de geração de imagens por computador reduzido em 98% graças a essa oferta.

“Os dados tornaram-se o quarto fator de produção na economia. Nosso objetivo é aperfeiçoar nossa experiência como integradores para apoiar os negócios em todo o ciclo de dados, seja na coleta, na proteção, na análise ou no compartilhamento. As capacidades de armazenamento e cálculo, além das oportunidades de transformação e aceleração oferecidas pela nuvem fazem com que essa tecnologia seja essencial para conquistarmos o que desejamos em termos de crescimento”, finaliza Helmut Reisinger, diretor executivo da Orange Business Services.

Serviços de nuvem da Orange Business Services em números
 Fornecedor número 1 de nuvem na França – PAC Report 2018
 200 especialistas em cloud
 Previsão de contratação de 300 funcionários para a área em 2018, globalmente
 Crescimento de 18% na receita de cloud no primeiro semestre de 2018
 3,5 mil clientes do serviço mundialmente

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.