Mercado

Forcepoint cria unidade de segurança para Infraestrutura Crítica

A companhia inicialmente concentrará seus esforços em organizações que utilizam sistemas de controle industrial (ICS), como as que atuam nos segmentos de energia, petróleo e gás, bem como manufatura crítica

A Forcepoint anunciou a criação de uma nova unidade de negócios para lidar especificamente com os desafios de segurança enfrentados por provedores de infraestrutura crítica no sofisticado cenário atual de ameaças. A unidade de negócios Forcepoint Critical Infrastructure utilizará todo o conjunto de recursos das áreas de Global Governments e Enterprise Security da companhia para fornecer ofertas de cibersegurança de nível de defesa para a detecção de ameaças internas, segurança aprimorada de dados e proteção avançada contra ameaças para infraestruturas críticas. A companhia inicialmente concentrará seus esforços em organizações que utilizam sistemas de controle industrial (ICS), como as que atuam nos segmentos de energia, petróleo e gás, bem como manufatura crítica.

“A relativa facilidade e o baixo custo dos ciberataques atuais através das fronteiras estão levando a uma crise na infraestrutura crítica, onde tanto a tecnologia da informação quanto o lado operacional precisam rapidamente se unir”, Sean Berg

Com sua experiência de 20 anos assegurando ambientes de alta segurança, a Forcepoint é hoje a única empresa que pode tratar efetivamente as ameaças para infraestruturas críticas em seu ponto mais vulnerável — o ponto da interação humana com sistemas e dados. A companhia fornecerá um portfólio de produtos de cibersegurança integrados e baseados em comportamento, enriquecidos com conteúdo relevante para o espaço industrial, concentrando-se a princípio em soluções de segurança de rede projetadas para trazer mais visibilidade sobre as sofisticadas ameaças que enfrentam os sistemas de controle industrial.

A conexão de tecnologia operacional (OT), como ICS e sistemas de controle de supervisão e aquisição de dados (SCADA) à rede de TI, pode oferecer novos níveis de funcionalidade, economia de custos e transparência para tirar proveito de grandes dados e insights analíticos. Essa dependência de dispositivos conectados também expande exponencialmente a superfície de ataque do ambiente de OT dentro da infraestrutura crítica.

A combinação de invasores sofisticados que entendem como interromper um processo físico com a frequência de ataques direcionados a usuários com acesso seguro a informações confidenciais compõe os desafios enfrentados por CISOs e operadores de instalações industriais para definir a propriedade dessas áreas. De acordo com o Gartner1, “Até 2021, 70% da segurança da OT será gerenciada diretamente pelos departamentos do CIO (Chief Information Officer), do CISO (Chief Information Security Officer) ou do CSO (Chief Security Officer), hoje já representando 35% da gestão.”

“A relativa facilidade e o baixo custo dos ciberataques atuais através das fronteiras estão levando a uma crise na infraestrutura crítica, onde tanto a tecnologia da informação quanto o lado operacional precisam rapidamente se unir”, comentou Sean Berg, Vice-presidente Sênior e Gerente Geral para Global Governments and Critical Infrastructure na Forcepoint. “Essas indústrias fornecem serviços essenciais que sustentam a sociedade e precisam controlar o acesso à planta industrial ou à rede elétrica para proteger seus usuários e dados críticos. A abordagem holística mais eficaz requer uma visão comportamental para fornecer automaticamente contramedidas de segurança sem afetar a disponibilidade para evitar a intrusão em sistemas críticos”.

Ex-executivo da Intel/McAfee e Belden lidera o esforço de infraestrutura crítica da Forcepoint
David Hatchell, que se reportará a Sean Berg, foi nomeado Vice-presidente de Critical Infrastructure e irá liderar a nova unidade de negócios da Forcepoint. Veterano das indústrias de tecnologia e segurança, Hatchell anteriormente liderou as práticas de infraestrutura crítica na Intel/McAfee e na Belden. A unidade se concentrará na adaptação de soluções Forcepoint aos requisitos, desafios e mercados de produtos exclusivos para infraestrutura crítica.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.