Mercado

SP tem 45% das PMEs que mais crescem no Brasil, revela Deloitte

A primeira colocada do Estado e a 2ª do ranking geral é a PSI Energy, do ramo de serviços de Tecnologia da Informação (TI) e cresceu 250%

São Paulo novamente é o Estado com maior presença no ranking das 100 PMEs que mais crescem no Brasil, realizado pela Deloitte em parceria com a Revista Exame. Com 45 empresas em destaque, agregando 45% do total das participantes, a primeira colocada do Estado e a 2ª do ranking geral é a PSI Energy, do ramo de serviços de Tecnologia da Informação (TI). Ela apresentou 250,54% de aumento da renda líquida entre 2015 e 2017. Em seguida, no terceiro e quarto lugar, respectivamente, aparecem a Omiexperience, que cresceu 230,02% e a Prime Energy, com 197,13% de crescimento no mesmo período.

No seu 13º ano de realização, o estudo apresenta os temas de maior impacto sobre os negócios das empresas emergentes

Segundo o ranking, as pequenas e médias empresas de sucesso apostam em investimento em treinamento, na retenção de talentos e na prática de inovação que seja capaz de aumentar a eficiência e produtividade nas organizações.

A pesquisa “As PMEs que mais crescem no Brasil” permite, por meio de uma análise geral de ambiente e das organizações, destacar os novos rumos das empresas para continuarem alcançando o crescimento de forma efetiva.

No seu 13º ano de realização, o estudo apresenta os temas de maior impacto sobre os negócios das empresas emergentes, destacando a gestão, governança corporativa, capital humano, empreendedorismo, inovação, finanças, entre outros desafios proporcionados pelas variáveis do cenário econômico do país que ainda está em recuperação.

No levantamento de 2018, responderam ao questionário 258 empresas de todo Brasil; 188 atenderam a todos os critérios e 100 foram classificadas para o ranking de maior crescimento. De acordo com o resultado da pesquisa, o foco hoje dessas empresas é gerar receitas.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.