Mercado

Siemens adquire Mendix por € 0,6 bilhão

Aquisição da companhia especializada em desenvolvimento de aplicativos low-code na nuvem vai acelerar a adoção da plataforma MindSphere

A Siemens anuncia a assinatura de um acordo de aquisição da Mendix, empresa especializada no desenvolvimento de aplicativos low-code na nuvem. No acordo, a Siemens pagará € 0,6 bilhão para adquirir a empresa, que manterá sua marca e sua cultura distintas e continuará atendendo clientes de uma série de setores com sua plataforma exclusiva.

A Mendix fará parte do negócio de software da divisão Digital Factory da Siemens, com a plataforma Mendix implantada também em outras divisões xt

A Siemens vai continuar investindo no roadmap de produtos independentes da Mendix, dando continuidade ao seu legado de plataforma inovadora de nuvem low-code aberta. A Mendix fará parte do negócio de software da divisão Digital Factory da Siemens, com a plataforma Mendix implantada também em outras divisões.

Com as empresas investindo na digitalização das suas operações, a demanda por aplicativos de negócios cresce com mais rapidez do que a capacidade das organizações de TI de fornecê-los. As plataformas de desenvolvimento low-code fornecem recursos para acelerar o desenvolvimento, a implementação e a execução de aplicativos na nuvem.

“Adquirimos a Mendix para ampliar nossa posição de liderança na digitalização do mundo industrial, que é a base da nossa Visão 2020+”, disse Klaus Helmrich, membro do conselho de administração da Siemens AG. “A Mendix é uma importante empresa no segmento low-code que está em acelerada expansão; sua plataforma ajudará nossos clientes na adoção mais rápida do MindSphere, agilizando o desenvolvimento de aplicativos na nuvem para a Internet das Coisas Industrial”, acrescentou o executivo.

“Como parte da nossa estratégia de digitalização, a Siemens continua investindo em ofertas de software para Digital Factory. Com a aquisição da Mendix, a Siemens agrega ao seu já abrangente portfólio para MindSphere IoT e Digital Factory expertise em cloud, soluções de plataforma na nuvem e pessoal altamente qualificado”, disse Jan Mrosik, CEO da divisão de Digital Factory.

A Mendix foi fundada em 2005 em Roterdã, na Holanda, e sua sede é em Boston, Massachusetts. A empresa tem mais de 400 funcionários e seu modelo de negócio “software como serviço” faz com que mais de 90% das vendas sejam recorrentes. A Siemens espera que a Mendix continue com um forte crescimento no futuro, tanto com seus clientes atuais quanto na base de clientes da Siemens. A Mendix deve acelerar as capacidades atuais na nuvem, de IoT e Empresa Digital da Siemens. A Mendix também continuará fornecendo sua tecnologia a clientes e parceiros de todos os setores verticais e ecossistemas de tecnologia.

“Quando começamos como pioneiros no mercado de desenvolvimento low-code há mais de uma década, tínhamos uma visão ousada para ajudar os clientes a mudar a maneira de construir software, mas nunca imaginamos a grande oportunidade que está agora à nossa frente”, disse Derek Roos, um dos fundadores e CEO da Mendix.

“Não vejo a hora de acelerar nossa visão em uma escala muito maior com a equipe, os recursos, o know-how e a presença incríveis da Siemens por trás da nossa operação. Como parte da Siemens, poderemos atender ainda melhor nossos clientes, acelerando nossa visão de P&D, adicionando um conjunto muito maior de recursos de entrada no mercado e utilizando uma enorme infraestrutura global. Faremos isso mantendo nossa cultura, marca e capacidade de P&D que nos permitiram a posição de líder em nossa área. Não consigo pensar em algo melhor para nossos clientes, parceiros, comunidade e equipe”.

Pelo segundo ano consecutivo, a Mendix foi nomeada líder no “Quadrante Mágico do Gartner para Aplicativos Corporativos de Plataformas como Serviço de Alta Produtividade de 2018”, devido à amplitude de sua visão, e líder no “Quadrante Mágico do Gartner para Plataformas de Desenvolvimento de Aplicativos Móveis de 2018”.

A transação aguarda aprovações regulatórias e deve ser concluída no primeiro trimestre do ano fiscal de 2019. A Siemens espera obter sinergias combinando aumento de receita e expansão de margem antecipada, representando um valor presente líquido acima de € 0,5 bilhão. Além disso, a transação deve aumentar o lucro por ação (EPS) quatro anos após a conclusão. Derek Roos continuará como CEO da empresa e fará parte da equipe de liderança sênior da Siemens PLM Software.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.