Informe aqui

Desmistificando os empréstimos online

(Artigo)

Por Cadu Guidi
Diretor de Marketing da FinanZero*
cadu.guidi@finanzero.com.br
www.finanzero.com.br

A popularização das fintechs que operam de diversas formas no mercado brasileiro por meio de serviços financeiros, como empréstimos, seguros, investimentos e meios de pagamento vem nos alertando para diversas questões que podem nos ajudar a desmistificar este mercado.

O consumidor brasileiro tem aprendido a lidar com estas opções do sistema financeiro online. Este fenômeno, que vem cada vez mais chamando a atenção do setor financeiro brasileiro, ainda muito conservador, se dá justamente por um conjunto de ações: a união do uso massivo dos celulares, afinal de contas no Brasil calcula-se que pelo menos cada brasileiro tenha de um a dois celulares nas mãos, com a tecnologia desenvolvida pelas multiplaformas das fintechs, que possibilitam o acesso mais rápido, seguro e sob medida para as transações realizadas exclusivamente via smartphones.

Após a última regularização anunciada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), a expansão das fintechs já está em ritmo acelerado, aumentando a concorrência do sistema financeiro. Consequentemente, os custos de empréstimos para clientes deste segmento já estão caindo e uma parcela maior da população está tendo acesso a uma gama de serviços financeiros pela internet.

É diante deste cenário que precisamos atuar fortemente desmistificando algumas formas de operações financeiras online, incluindo os empréstimos pessoais, uma vez que ainda paira no ar muitas dúvidas, principalmente, no que diz respeito à idoneidade das fintechs especializadas neste tipo de serviço.

O crédito pessoal é uma opção para quem necessita de dinheiro sem precisar comprovar o motivo. Indicado para os casos de quitação de dívidas do cartão de crédito, cheque especial, viagens ou reforma da casa, esta modalidade financeira atrai um número crescente de pessoas a essas plataformas. Com milhares de consultas por ano nas plataformas online, cresce o número de pessoas que se interessam em pedir um crédito, estimulando dúvidas como: o que o crédito pessoal pode oferecer? Como confiar em todo o processo? É rápido mesmo? Qual garantia de que vou receber o que realmente solicitei? Preciso ir a uma agência pessoalmente? Qual o diferencial de todo esse processo?

Estas são algumas das muitas perguntas que são nos enviadas com frequência. O importante aqui é entender o funcionamento de todo o processo. O fundamental é saber que as fintechs idôneas que operam no setor de empréstimos online realizam todo o processo de forma gratuito, não solicitam de forma alguma nenhuma taxa antecipada. A remuneração da plataforma vem das parcerias firmadas com as instituições financeiras.
Outra dúvida importante a esclarecer é que há uma crescente rede de instituições financeiras parceiras que vêm realizando todo o processo de empréstimo de forma 100% online. Ou seja, não há necessidade do cliente se dirigir a nenhuma agência, da assinatura do contrato até o depósito na conta, e, quando tudo dá certo, o empréstimo é disponibilizado na conta do cliente em 48 horas (úteis). Já o pagamento das parcelas, pode ser realizado por débito automático, cheque ou até mesmo boleto e a data do vencimento fica a critério do consumidor.
Muitos dos que solicitam os empréstimos vão atrás de uma solução para quitar suas altas dívidas com cartões de crédito e cheques especiais, uma vez que as taxas dos juros dos empréstimos pessoais chegam a metade ou até um terço, ao mês, frente às taxas de cartões e cheques.
Porém, uma modalidade que vem ganhando espaço são as solicitações de empréstimos com a garantia de imóveis, os chamados home equity, onde as taxas de juros são bem mais atrativas, e variam de 1,14% até 2,3% ao mês. Observamos que os perfis desses consumidores são de empreendedores interessados em investir em seu próprio negócio, um setor que merece nossa atenção e que diante de um sinal de estabilidade de nossa economia tende a voltar a crescer. Assim esperamos.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.