Tecnologia

Um quinto das compras na Copa foi feita com novas tecnologias

Nos estádios, 54% dos pagamentos foram sem contato, considerando as compras feitas por torcedores russos e estrangeiros

Nas onze cidades-sede do torneio na Rússia, a tecnologia de pagamento sem contato foi usada em aproximadamente uma em cinco compras pagas com Visa (17%), incluídos aqui os pagamentos realizados com smartphones, pulseiras e anéis.

Torcedores dos Estados Unidos, China e México foram os que mais gastaram, respectivamente

Segundo análise dos gastos dos viajantes internacionais nos primeiros dias da Copa do Mundo da FIFA 2018, nos estádios, 54% dos pagamentos foram sem contato, considerando as compras feitas por torcedores russos e estrangeiros.

Nas onze cidades-sede, os portadores de cartão Visa gastaram em média de 3.575 rublos (cerca de US$56,65) por transação. Os torcedores dos Estados Unidos foram os que mais gastaram. Em segundo e em terceiro lugares vieram os chineses e os mexicanos, respectivamente.

“Muitos dos visitantes internacionais que estão prestigiando o evento não conheciam a Rússia e estamos muito satisfeitos em lhes proporcionar a melhor experiência no torneio, fruto da rapidez e da facilidade dos pagamentos digitais Visa que utilizam cada vez mais cartões, dispositivos e wearables com tecnologia sem contato”, diz Ekaterina Petelina, gerente geral da Visa na Rússia.

“Especialmente nos estádios, os torcedores estão usando a tecnologia de pagamento sem contato para reduzir o tempo nas filas e voltar rapidamente aos seus lugares para acompanhar os lances no gramado.”

Gastos por cidade-sede

As cinco cidades-sede onde os turistas mais gastaram – dentro e fora do estádio – foram:

  • Moscou: 1.700 milhões de rublos (US$26,9 milhões)
  • São Petersburgo: 506 milhões de rublos (US$8 milhões)
  • Sochi: 104 milhões de rublos (US$1,6 milhão)
  • Kazan: 71 milhões de rublos (US$1,1 milhão)
  • Ecaterimburgo: 48 milhões de rublos (US$760.800)

A maior média por compra individual foi observada nas seguintes categorias:

  • Produtos de luxo: 23.000 rublos (US$364,55)
  • Hospedagem: 15.000 rublos (US$237,75)
  • Roupas e acessórios de moda: 8.000 rublos (US$126,86)

De modo geral, a maioria das compras realizadas nas cidades-sede foi nas categorias de hospedagem, vestuário e acessórios de moda e restaurantes.

Gastos dentro dos estádios 

O Estádio Luzhniki foi o local de competição líder em número total de transações de pagamento, com 139 milhões de rublos (US$2,2 milhões) em transações de torcedores. Desse total, 71 milhões de rublos (US$1,12 milhão) foram gastos por estrangeiros e 68 milhões de rublos (US$1,1 milhão de dólares) por cidadãos russos.

O maior volume de transações de pagamento foi registrado no primeiro jogo do torneio, no dia 14 de junho, quando a Rússia enfrentou a Arábia Saudita e torcedores de 123 países lotaram o estádio. O segundo maior volume foi registrado no dia 17 de junho, quando a Alemanha jogou contra o México. O valor médio das transações realizadas dentro dos estádios nos cinco primeiros dias do evento foi de 1.682 rublos (US$26,66).

Em média, os torcedores russos fizeram duas vezes mais transações para pagar alimentos e bebidas do que os torcedores estrangeiros; no entanto, o valor médio/transação dos estrangeiros foi 1,5 vez maior do que o valor médio das transações dos russos nessas categorias.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.