book_icon

Como o SMB se beneficia da computação em nuvem?

Empresas de médio porte são as que mais investem em cloud computing, com gasto médio por organização de US$ 620 mil/ano, informa um estudo norte-americano recente, segundo o qual o SMB prioriza, dentro dos aportes em nuvem, a segurança e projetos de curto prazo.

Conforme a pesquisa, enquanto grandes companhias levam até 15 meses para escolher e implementar cloud, as médias o fazem, em média, em um terço deste tempo.

Mas por que cresce a adesão do medium business a cloud? Marcos Weber, diretor da Cloud2Go, analisa que algumas razões podem ser levantadas, mas o que permeia todas elas é a facilidade que a nuvem traz de dar a empresas de todos os portes acesso à tecnologia de ponta.

“Com a computação em nuvem, uma companhia de médio porte pode ter acesso à mesma infraestrutura utilizada por gigantes, perfeitamente adaptada a suas demandas. E a conta sempre será compatível com o tamanho da empresa, ou seja: investimento em inovação que atende às necessidades de evolução do negócio e cabe no orçamento”, afirma Weber.

Isto porque, segundo ele, a cloud permite pagar somente pelos recursos utilizados. “Traduzindo, uma média empresa pode, sim, aderir a um player global de nuvem – Microsoft Azure, por exemplo – sem temer o preço. Se isto costumava ser uma preocupação comum nos projetos de infraestrutura in house, com a cloud deixa de existir, pois a adaptação de volume e formatos é muito maior, garantindo adequação de custos à realidade de cada companhia e de cada projeto”, comenta o gestor.

Além da questão orçamentária, o especialista destaca que a agilidade da nuvem é outro fator importante para as empresas de médio porte.

Diferente da infraestrutura física, em que é preciso aguardar a entrega e instalação de equipamentos, a nuvem permite adicionar recursos, acionar novas máquinas, ampliar a capacidade de armazenamento e processamento, entre outras funções, em curtos espaços de tempo. Basta contar com fornecedores – fabricantes da tecnologia e canais integradores – especializados.

“E à agilidade, soma-se a praticidade. Em cloud computing, se a necessidade de armazenamento e processamento sobe, é fácil e rápido aumentar a infraestrutura. O contrário também é possível: se a demanda reduz, a infra e o custo também caem”, ressalta Weber.

A tudo isso, o diretor propõe somar a segurança agregada por soluções de proteção de dados, backup e Disaster Recovery, garantidas à cloud por fornecedores qualificados, e o resultado deverá ser um modelo de infraestrutura robusto, prático, financeiramente viável, altamente eficaz e distante de riscos para o SMB.

Uma fórmula que fomenta o crescimento do mercado de PMEs. Tanto que um estudo da Deloitte confirma que, dentre as 100 pequenas e médias empresas que mais crescem no Brasil, grupo que faturou mais de R$ 7,3 bilhões em 2016, as líderes são as que investem em tecnologia e inovação.

“A nuvem é um segmento democrático, que permite a adesão do medium business às tecnologias mais avançadas de forma eficiente e confortável. É uma via segura de acesso ao crescimento”, finaliza Weber.

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital
Edição do mês

Leia nesta edição:

Leia nessa edição sobre tecnologia

CAPA | TECNOLOGIA

5G impõe seu ritmo

Leia nessa edição sobre carreira

MERCADO

Brincadeira de gente grande

Leia nessa edição sobre setorial | saúde

GESTÃO

Backup: a última linha de defesa

Esta é para você leitor da Revista Digital:

Leia nessa edição sobre sustentabilidade

NEGÓCIOS

Terceirização de equipamentos

Maio 2022 | #57 - Acesse:

Infor Channel Digital

Baixe o nosso aplicativo

Google Play
Apple Store

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento