book_icon

Aeroporto de Munique fecha parceria estratégica com Siemens para digitalização

Planos envolvem a melhoria do sistema de manuseio de bagagem e eficiência energética dos edifícios do local
Aeroporto de Munique fecha parceria estratégica com Siemens para digitalização

Para prover eficiência energética aos seus edifícios e para a logística do sistema de manuseio de bagagem, o Aeroporto de Munique fechou parceria estratégica focada em digitalização com a Siemens. Para essas tecnologias digitais, a gigante alemã está usando o MindSphere, seu sistema operacional aberto baseado na nuvem para a Internet das Coisas. Além disso, a companhia está se tornando um parceiro de desenvolvimento do LabCampus, o principal projeto para o futuro digital do aeroporto.

Empresa alemã tem como parceiro de desenvolvimento o LabCampus, novo centro de inovação do Aeroporto de Munique

Os esforços de desenvolvimento da Siemens neste projeto concentram-se atualmente em cinco campos de inovação. Isso inclui orientação inteligente de fluxos de passageiros, rastreamento contínuo de bagagens e ônibus autônomos nas áreas do aeroporto, além de manutenção preditiva e operação de sistemas como tecnologia de manuseio de bagagem e construção.

O MindSphere pode ser usado para desenvolver e operar novos aplicativos e serviços digitais. Essa abordagem permite coletar e avaliar rapidamente as imensas quantidades de dados gerados no aeroporto. Os silos de dados individuais, por exemplo, são interligados dessa maneira, e as informações para tarefas posteriores de otimização são obtidas dessas fontes.

“Para os aeroportos em particular, a digitalização oferece grandes oportunidades de otimização das operações”, disse Roland Busch, membro do Conselho Administrativo e Diretor de Tecnologia da Siemens. “É por isso que nós, como líder mundial de mercado em automação industrial e digitalização, estamos cooperando com o único aeroporto cinco estrelas da Europa.” Em 2017, a Skytrax, empresa de consultoria de pesquisa de aviação localizada em Londres, concedeu este status a Munique pela segunda vez.

O LabCampus é o novo centro de inovação do Aeroporto de Munique. Lá, empresas, startups, universidades e institutos de pesquisa devem trabalhar juntos em novas tecnologias. Neste centro interdisciplinar de cultivo de ideias no campus do aeroporto, a Siemens e o Aeroporto de Munique desenvolverão soluções pioneiras em áreas de inovação, como mobilidade e gerenciamento de energia, bem como segurança e proteção.

A Siemens mantém laços estreitos com o Aeroporto de Munique há cerca de 20 anos. A Siemens Postal, Parcel & Airport Logistics (SPPAL), por exemplo, instalou o sistema de manuseio de bagagem do Terminal 2 e forneceu a extensão para o terminal de satélites que foi inaugurado em 2015. Esse sistema, com 45 km de comprimento, organiza até 17.800 bagagens por hora. No ano passado, o contrato de operação e manutenção de todo o sistema foi renovado. Além disso, os especialistas da SPPAL trabalham em uma nova solução de rastreamento de bagagens, que conta com câmeras usadas pelo pessoal de manuseio de bagagens para digitalizar as bagagens automaticamente, uma tarefa até agora realizada manualmente em um processo de trabalho intensivo.

Aeroporto de Munique

Digitalização

IoT

Siemens

TI

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento