book_icon

(ISC)² anuncia participação no Brazil Cyber Defence Summit & Expo

O (ISC)²®, principal instituto do mundo focado em educação e certificações profissionais em Segurança da Informação e Cibersegurança, participa do Brazil Cyber Defence Summit & Expo, maior evento brasileiro de defesa cibernética, comunicações e guerra eletrônica, que acontece entre os dias 23 e 26 de abril, em Brasília.

O evento é inédito e busca promover o debate dos assuntos de Defesa e Segurança entre as Forças Armadas e de Segurança Pública, setores da indústria, meio acadêmico, instituições públicas e privadas, e governo, com foco na sensibilização da sociedade e da administração pública sobre a importância da Ciberdefesa, da Cibersegurança, das Comunicações e da Guerra Eletrônica.

Na ocasião, Ricardo Giorgi, Instrutor Oficial de Treinamentos do (ISC)², representará o (ISC)² em um painel sobre o tema “A formação do profissional de cibernética e a gestão e retenção de talentos nas instituições”. “Para a gestão de Recursos Humanos no cenário de segurança cibernética, assim como em outras áreas, a retenção de talentos é um dos grandes desafios das organizações e instituições atualmente. Neste painel será abordado, tanto o desafio em estabelecer uma trilha do conhecimento, quanto um plano de gestão de talentos que sejam eficazes e agreguem valor para as mesmas”, afirma Giorgi.

O evento oferece aos expositores e visitantes a oportunidade de participar de discussões e interações com as principais empresas e instituições, usuários, especialistas, startups, setores da Academia e renomados palestrantes nacionais e internacionais que vão compartilhar experiências e conhecimentos.

Segundo o executivo, qualquer organização com presença digital está exposta a eventuais ameaças. A constante evolução dos cibercriminosos e a falta de mão de obra qualificada é um problema constante para as empresas e instituições.

“Além disso, os riscos não se limitam apenas à iniciativa privada e pública porque a falta de segurança está no dia a dia de pessoas comuns que acessam suas redes sociais, e-mails ou sites específicos. Ou seja, a Segurança da Informação já não é mais apenas um problema tecnológico, mas que afeta diretamente a todos, tornando necessária a disseminação do assunto”, completa o executivo.

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento