book_icon

Plataforma digital cria nova dinâmica para aumentar a rentabilidade

A combinação de diversas ferramentas ajuda reverter prejuízos com erros nos processos de negócios

A digitalização dos processos de negócios acaba de ganhar novas ferramentas para aumentar a rentabilidade das empresas, mediante a correção – em tempo real- de todas as falhas de controle, pontos de estrangulamento e erros que custam dinheiro e geram prejuízos com desperdícios e a necessidade de retrabalhos. Outra vantagem é a recomendação de ações corretivas que geram novas receitas financeiras. A nova plataforma digital, que acaba de ser lançada pelo gA (Grupo ASSA), líder em Digital Business Transformation, combina diversas tecnologias para monitorar como as operações são executadas a partir de dados reais e indicar iniciativas com impacto direto no caixa das empresas, com transparência e visualização em tempo real.

“As organizações ainda não possuem sistemas de informação precisos para conduzir suas operações e tomar decisões com base em modelos analíticos complexos, indicadores operacionais e financeiros. E quando tentam promover melhorias, resolver ineficiências ou simplesmente se adaptarem ao mercado, muitas ainda usam abordagens observacionais, pesquisa e documentação que geralmente não refletem os processos reais”, ressalta o diretor do gA no Brasil, Carlos Marques.

“Tecnologias como BigData, MachineLearning e mineração de dados nos permitem interpretar todas as impressões digitais deixadas pelos sistemas para descobrir, analisar, melhorar e controlar processos de negócios, bem como tomar decisões em tempo real com base em dados precisos”, acrescenta o executivo. A redução do capital do giro é uma das principais vantagens, por meio da forte diminuição de estoques onerosos. Outro benefício é garantir a entrega de todos os pedidos, sem perder vendas, em datas especiais como Dia das Mães, Crianças, Namorados, Black Friday e Natal.

A nova plataforma determina rapidamente o tempo de processamento ideal, o fluxo de material mais eficiente, os canais de pedidos, a distribuição mais rápida e os fornecedores mais confiáveis. Otimiza os processos desde a contabilidade e o CRM até a gestão da cadeia de suprimentos e compras. Tudo em tempo real. “Evita gargalos na entrega, sugere, por exemplo, o balanceamento ideal de cargas nos centros de distribuição nos períodos de venda em massa como o Dia das Mães ou Natal”, destaca Carlos Marques. O gA tem diversos projetos em andamento de implementação da nova tecnologia junto a empresas dos setores de consumo, financeiro, alimentício, varejo, entre outros.

“O velho BPM (Business Process Management) evoluiu fortemente”, explica o executivo do gA, empresa líder na área de Transformação Digital de Negócios. Todos os traços digitais (log de execução) são capturados pelas novas ferramentas, que reúnem um conjunto de soluções para gerenciar as informações. Os softwares de mineração de dados usam os traços digitais para reconstruir o que acontece em uma empresa. Mostram as variantes, desde o fluxo de processo mais comum até uma visualização completa de todas operações em execução. “O melhor vem depois de automatizar e acompanhar em tempo real as operações. Ter processos adequados ajuda a melhorar o desenvolvimento das empresas, para obter a maior produtividade, rentabilidade e clima laboral”, salienta o diretor do gA.

A tecnologia aprende automaticamente como a empresa funciona e detecta as vulnerabilidades ocultas. Soam alarmes quando detecta ineficiências e desvios do processo alvo que geram custos ou prazos desnecessários para entregar e receber pela venda. Pode-se agir antes para corrigir o tempo perdido devido a estrangulamentos, desvios desnecessários e intervenções, ou onde problemas de conformidade podem surgir.

“Analisa os tempos de processamento, para detectar gargalos e mostra, de forma flexível, o tempo de processamento de todas as variantes de processo e as etapas individuais envolvidas. Ao capturar todas as informações da empresa em um sistema único e escalável, ajuda reduzir em até 70% o seu tempo de análise”, explica Carlos.

Apenas 32% das empresas conseguem cumprir o esperado no processamento de suas operações por seguir o previsto. O tempo médio das ordens de serviço – como aprovação de crédito – costuma subir de 14% para 34% com o simples retrabalho de negar , reavaliar e aprovar finalmente um pedido de compra pela falta de filtros adequados junto ao universo de clientes com problemas de crédito. Através do Process Mining é possível prever quais clientes oferecem risco de erros, assim como falta de produtos com vendas descobertas. “O monitoramento é feito em tempo real, existem plug-ins que extraem os dados de todas as operações digitais”, lembra Paulo. Maior agilidade na operação, desde a compra de materiais até a venda final ou recebimento, com a validação sistemática de todas as etapas que cercam o negócio, representa dinheiro em caixa e estoques reduzidos.
“Sabemos que os processos organizacionais são complexos e que as áreas de negócios podem alcançar melhores resultados ao otimizá-los. No entanto, entender o que realmente ocorre e como melhorar as operações pode ser um grande desafio. Por meio da análise de processos, combinamos conceitos de Big Data, Inteligência Artificial, Machine Learning, analisando de “trás para frente”, mediante engenharia reversa. Assim, podemos entregar grandes otimizações, com visão sistêmica do que acontece no coração da empresa, em tempo real”, destaca o diretor do gA.

Últimas Notícias
Você também pode gostar
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento