Informe aqui

Brasília recebe evento que apresentará tecnologias e inovações em segurança eletrônica

No dia 17 de abril, Brasília irá receber o Simpósio Abese – da Associação Brasileira de Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança, evento que roda o Brasil promovendo o debate e atualização sobre os caminhos da segurança eletrônica, reunindo os principais players e consultores do mercado, em palestras e apresentações exclusivas – além da exposição de soluções e tecnologias.

Como o aplicativo QR Code Kiper, que substitui o molho de chaves, atuando com leitura ótica e facilitando o controle de entrada e saída de condomínios. “É uma ‘chave’ criptografada que tem um sistema anti-clonagem. Você pode compartilhar com pessoas que vão até a sua casa, controlando horário de chegada, tempo de permanência, para uma festa ou uma pessoa que tem um trabalho para fazer na sua casa em dias específicos”, exemplifica André Baczinski, coordenador comercial da Kiper.

A tecnologia dos softwares de segurança da Fulltime também estará exposta durante o Simpósio. Como explica Jean Frabetti, consultor comercial da empresa, o FullTrack é uma plataforma de rastreamento que pode ser personalizada conforme a identidade visual de cada cliente. Oferece mais de 20 tipos de relatórios e ferramentas que auxiliam na segurança, controle, logística, redução de custos e gestão de tempo.

Além deste, a empresa apresenta o sistema de monitoramento interativo FullArm, capaz de integrar funções de segurança com atividades do dia a dia, proporcionando mais comodidade, agilidade e a possibilidade de acompanhar o monitoramento de mais de um imóvel no mesmo aplicativo. Outras funções do aplicativo são: automação do imóvel, arme, desarme e arme interno, integração de câmeras IPs e DVRs, e mais.

Outro lançamento que será feito durante o Simpósio é o SSX, software da Systemsat que amplia a capacidade de rastreamento, indo além de veículos e podendo rastrear objetos, pessoas e animais.

Já a Getrak, com seu novo equipamento de rastreamento para veículos leves garante maior economia em custos de manutenção, graças à possibilidade de configuração completa do aparelho por meio de um software usado em um computador via bluetooth ou por um cabo de dados.

“Quando você precisa fazer uma configuração, não precisa retirar o rastreador, o que geraria um custo. É só chegar perto do equipamento e pronto, pode até mesmo realizar uma verificação de status, dos parâmetros de configuração”, explica Augusto Rezende, analista de hardware da empresa, que destaca a leveza do equipamento e a facilidade de operação graças ao sistema moderno desenvolvido.

As empresas também mostram que estão ligadas nas tendências do setor e criam soluções para as principais necessidades dos clientes. “Integração é a palavra do momento, por isso temos três soluções (controle de acesso, vídeo e alarme) integradas em uma plataforma”, adianta Aluisio Gaspar, Territory Sales Manager, Intrusion, Security Products, da Johnson Controls. De acordo com Gaspar, a linha de alarmes sem fio é de última geração, com mais tempo de bateria e maior alcance.

As decisões do Governo também influenciam diretamente a escolha dos players no momento de apresentar suas novidades. Com a Lei do Incêndio sancionada e as novas diretrizes para a norma brasileira, a Honeywell trouxe para o Brasil um produto para atender à necessidade do mercado. “Como estamos presentes em mais de 90 países, com cenários regulatórios muito sólidos, trouxemos da Inglaterra o Honeywell Morley, alarme de incêndio para estabelecimentos públicos com capacidade acima de 100 pessoas”, explica Renato Y. K. Torres, marketing manager – fire safety, da Honeywell.

A Digifort chega para o Simpósio com seu sistema Video Synopsis, ferramenta utilizada para análise forense de vídeos, que conta com recursos como redução do tempo de visualização de um determinado vídeo para fins de análise forense (investigativa) – a redução é de horas para minutos de vídeo, contagem e localização pela cor dos veículo, localização de pessoas perdidas em locais públicos, entre outros.

Leonardo Ribeiro, gerente de novos negócios da empresa, destaca o módulo Digifort Face Recognition, criado em parceria com a americana Sentinel, que permite o reconhecimento facial com excelente nível de precisão e alto grau de confiabilidade. Possui um algoritmo avançado que permite combinar características individuais de cada pessoa, proporcionando assim, identificação rápida e precisa.

Ivo Junkes, diretor comercial da Seventh, chama atenção para a apresentação da chave virtual da portaria remota criada pela empresa, que permite que visitantes aprovados pelos moradores possam abrir automaticamente as portas dos condomínios. E também para o BI (Business Inteligence), software de apoio à decisão. “Contém um relatório gerencial com informações de atendimento, como condomínio que mais atende e o tempo que esse atendimento leva”, explica Junkes, que também indica o Situator, software de portaria remota como outro destaque da empresa.

Estas e outras novidades serão apresentadas durante todo o Simpósio da Abese, que acontece no dia 17 de abril, em Brasília, no San Marco Hotel.

SIMPÓSIO ABESE BRASÍLIA – 17 DE ABRIL DE 2018
San Marco Hotel
Setor Hoteleiro Sul, Quadra 05 – Bloco C
08h00 às 18h30
Inscrições gratuitas: http://abese.win/brasilia_simposio